02.10.2023
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
Sala de TV e jantar integradas em tons claros, com painel de madeira ao fundo
Projeto arquitetônico envolve várias etapas e profissionais (Projeto: Doma Arquitetura)

Projeto arquitetônico: entenda as etapas e evite frustrações

 minutos de leitura
calendar-blank-line
02.10.2023
Recentemente, a internet se dividiu na polêmica entre Doma Arquitetura e Dora Figueiredo. Entender o que é e quais são as etapas de um projeto arquitetônico pode livrar você de expectativas irreais sobre o papel do arquiteto
minutos de leitura

Pode até parecer simples nos vídeos da internet, mas um projeto arquitetônico é complexo e envolve diversas etapas. Da concepção até a conclusão da obra, há muitos profissionais envolvidos e imprevistos podem acontecer.

Recentemente, a influenciadora Dora Figueiredo causou polêmica por mostrar seu descontentamento com um projeto arquitetônico feito em parceria com a Doma Arquitetura.

E, antes de você seguir na leitura desse conteúdo, já é importante saber que o Archtrends se posiciona a favor da Doma, da arquiteta Patricia Pomerantzeff e de toda a sua equipe, entendendo que a frustação de Dora tem mais a ver com escolhas equivocadas que ela mesma, como moradora, tomou e por não entender o escopo de um projeto arquitetônico. A Doma, por sua vez, agiu com profissionalismo, como sempre, desenvolvendo um projeto autoral e exclusivo, considerando o imóvel, a verba e os desejos da moradora.

O relato de Dora chamou a atenção de muita gente pelo fato de ela ter reformado um apartamento alugado. No entanto, há outros fatores nessa história que se destacam. Por exemplo, a própria Dora deixa claro que não tinha conhecimento sobre o processo de um projeto arquitetônico, o que culminou em algumas frustrações.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo sobre as principais etapas de um projeto arquitetônico. Além disso, compartilhamos lições que ficam dessa situação entre Dora e Doma. Confira!

O que aconteceu no caso Dora Figueiredo x Doma Arquitetura?

Dora Figueiredo alugou um apartamento e tinha a intenção de comprar o imóvel no futuro. Ela resolveu fazer uma reforma e procurou a Doma Arquitetura para desenvolver um projeto.

A princípio, a reforma do apartamento seria custeada por uma empresa de móveis, o que não se concretizou. No fim, ela conta que pagou metade da obra. A outra parte foi em forma de permuta. Então, começaram suas frustrações.

Além disso, Dora relata que a reforma estava prevista para durar três meses, mas levou quase um ano. Isso durante a pandemia. Quando a obra foi concluída e ela procurou o proprietário para negociar a venda, foi informada de que as intervenções valorizaram o imóvel em mais de 100%.

Nesse cenário, a influenciadora não teria dinheiro suficiente para comprá-lo e, assim, decidiu deixar o apartamento.

Uma das polêmicas que esse caso gerou foi sobre ela ter mostrado aos seus seguidores que estava feliz com a reforma. Entretanto, com o tempo, alguns problemas começaram a surgir, como uma goteira e aparelhos de ar condicionado dando defeito.

Um dos pontos mais relevantes foi a jacuzzi instalada no terraço, que gerou uma notificação do prédio, avisando que não era permitido, pois poderia comprometer a estrutura. Quando ela foi esvaziar a banheira — que era inflável —, houve um alagamento na cobertura, causado por um entupimento.

Segundo Dora, o incidente aconteceu por causa de uma pintura que entrou no encanamento. Foi então que ela resolveu demonstrar sua insatisfação publicamente.

Ela revelou que, depois da reforma concluída, notou que algumas partes do projeto não eram funcionais. Contudo, reconheceu que deveria ter pensado nesses pontos antes. Ainda durante a obra, Dora também percebeu que aquele imóvel era pequeno para suas demandas profissionais.

Afinal, o que é um projeto arquitetônico?

Cozinha modelo em tons de azul e laranja, com muitas plantas
Projeto arquitetônico é a representação das ideias (Projeto: Doma Arquitetura / Foto: Fran Parente Fotografia)

Em resumo, um projeto arquitetônico é um processo complexo, que abrange desde a coleta inicial de informações até a possível supervisão da obra. Cada etapa tem um papel fundamental na criação de espaços que atendam às necessidades dos clientes e estejam em conformidade com os regulamentos.

Portanto, é uma colaboração meticulosa entre arquitetos, engenheiros e usuários para transformar visões em realidade arquitetônica. Os arquitetos desempenham um papel crucial na concepção de ambientes bonitos e, ao mesmo tempo, funcionais. No entanto, não são responsáveis diretos por todas as partes envolvidas, como engenheiros, empreiteiras, fornecedores e outros.

Leia também:

Quais são as etapas de um projeto arquitetônico?

No relato de Dora Figueiredo, é possível perceber que muitos pontos teriam sido diferentes se ela conhecesse as etapas de elaboração de um projeto arquitetônico.

Afinal, essa é uma jornada complexa. Cada fase e cada fornecedor desempenha um papel essencial na criação de um espaço que seja funcional, estético e seguro.

Contudo, esse também pode ser um território desconhecido para muita gente que está prestes a viver a concepção de um projeto arquitetônico. Por isso, listamos as principais etapas desse processo.

Levantamento de dados

A primeira etapa do projeto arquitetônico envolve a coleta de informações relevantes. Isso inclui a análise de documentos existentes, como plantas antigas, regulamentos locais e levantamento topográfico do terreno.

O objetivo é obter uma compreensão completa do contexto no qual o projeto será desenvolvido. Portanto, o proprietário do imóvel deve fornecer tais dados de maneira correta e precisa para que os profissionais desempenhem seu papel.

Programa de necessidades

Detalhe de banheiro de casal, em tons neutros e com duas cubas
Cada cliente tem suas próprias necessidades, que devem ser consideradas no projeto arquitetônico (Projeto: Doma Arquitetura / Foto: Mariana Orsi)

Nesta fase, os arquitetos trabalham em estreita colaboração com os clientes para identificar necessidades, desejos e objetivos para o projeto.

O programa de necessidades define os requisitos funcionais e espaciais. Isso inclui o número de ambientes, a função de cada um e as áreas de circulação.

Visita ao local

Uma visita ao local é essencial para compreender melhor o ambiente circundante e avaliar as condições do terreno.

Nessa oportunidade, também é possível analisar alguns fatores ambientais, como iluminação e ventilação. Isso permite que os arquitetos tomem decisões informadas durante o processo de design.

Estudo preliminar

Com base nas informações coletadas, os profissionais começam a esboçar as primeiras ideias para o projeto arquitetônico.

O estudo preliminar envolve a criação de esboços, projetos 3D, maquetes e representações conceituais que exploram diferentes abordagens para atender às necessidades do cliente.

Anteprojeto

Cozinha ampla, com piso alaranjado, paredes claras e marcenaria azul
É importante que o cliente acompanhe cada etapa do projeto arquitetônico (Projeto: Doma Arquitetura / Foto: Mariana Orsi)

O anteprojeto é a etapa em que os conceitos iniciais começam a se transformar em um projeto arquitetônico detalhado.

Aqui, os arquitetos refinam os desenhos, considerando materiais e sistemas estruturais. Portanto, desenvolvem uma visão mais clara.

Projeto legal

Nesta fase, os arquitetos preparam a documentação necessária para obter aprovações regulatórias e permissões governamentais.

Isso inclui planos técnicos e relatórios que garantam que o projeto esteja em conformidade com as leis e os regulamentos locais.

Projeto executivo

O projeto executivo é a etapa em que todos os detalhes são finalizados. Desenhos detalhados, especificações técnicas e orçamentos da obra são desenvolvidos para orientar a construção. É a base para a execução.

Projetos complementares

Banheiro com revestimentos esverdeados e marcenaria de madeira
Hidráulica e elétrica são complementares ao projeto arquitetônico (Projeto: Doma Arquitetura / Foto: Mariana Orsi)

Além do projeto arquitetônico, muitas vezes são necessários projetos complementares, como os de engenharia civil, elétrica e hidráulica.

Eles são desenvolvidos por especialistas em cada área e são fundamentais para garantir a funcionalidade e a segurança do edifício.

Acompanhamento da obra

Durante a obra, os arquitetos podem oferecer serviços de acompanhamento para garantir que o projeto seja executado conforme o planejado e dentro do orçamento.

Isso envolve algumas visitas ao canteiro de obras e a resolução de problemas que eventualmente apareçam.

O que podemos aprender com o caso de Dora e Doma?

Considerando o caso envolvendo a influenciadora e o escritório de arquitetura, levantamos alguns pontos que servem como lição para quem está em meio à concepção de um projeto arquitetônico.

Pensar nas próprias necessidades e desejos

Detalhe de studio com canto alemão com estofados azuis
Em imóveis pequenos, uma das necessidades tende a ser o aproveitamento dos espaços (Projeto: Doma Arquitetura / Foto: Mariana Orsi)

Antes de mergulhar em um projeto arquitetônico, é essencial o cliente considerar suas necessidades e seus desejos. Isso inclui se questionar se uma intervenção profunda como uma reforma é realmente necessária, especialmente em imóveis alugados.

No caso de Dora Figueiredo, por exemplo, o projeto arquitetônico incluiu um módulo solto para a ilha da cozinha. Esse ponto foi pensado justamente pelo fato de o imóvel ser alugado e ela poder levar junto, caso viesse a se mudar.

Além disso, o projeto arquitetônico em questão se tratava da reforma de um apartamento de 35 m², em que um dos desafios era otimizar o espaço. Entretanto, mesmo com diversos armários e gavetas, Dora concluiu que aquele imóvel era pequeno demais para ela.

Trabalhar apenas com contratos

Um contrato bem elaborado é uma ferramenta fundamental para definir expectativas e responsabilidades. Ao trabalhar com arquitetos, engenheiros, empreiteiras e outros profissionais, é crucial ter contratos detalhados que especifiquem os termos do acordo, incluindo escopo de trabalho, prazos e custos.

Se for um apartamento alugado, os cuidados devem ser redobrados. Qualquer combinado com o proprietário do imóvel precisa estar em contrato. Do contrário, não terá validade.

Participar ativamente do processo de elaboração do projeto

Cozinha com revestimentos brancos e marcenaria azul
É fundamental que o cliente tenha ciência de todo o projeto arquitetônico (Projeto: Doma Arquitetura)

O processo de design deve ser uma colaboração. Afinal, arquitetos não concebem e desenvolvem projetos sozinhos.

Todas as decisões devem ser tomadas com a contribuição e a aprovação do cliente. Isso garante que o projeto atenda às expectativas e necessidades de quem vai usar o espaço.

Manter uma boa comunicação e tirar dúvidas

Uma comunicação clara e contínua é fundamental entre o cliente e o arquiteto. A falta dela pode levar a mal-entendidos e problemas durante a execução do projeto.

Entender as responsabilidades de cada profissional

É importante reconhecer que, embora os arquitetos tenham conhecimentos em diversas áreas, eles não podem substituir completamente outros profissionais. Compreender as responsabilidades de cada parte envolvida e respeitar os limites das competências é crucial para o sucesso de um projeto.

Por exemplo, o escritório de arquitetura não pode ser responsabilizado por um erro na instalação elétrica ou uma pintura mal feita.

Pedir autorização do condomínio

Cozinha em tons terrosos, com paredes revestidas de azul e laranja, além de marcenaria em azul e madeira
Se for um projeto arquitetônico para apartamento, é importante pedir autorização do condomínio (Projeto: Doma Arquitetura / Foto: Mariana Orsi)

Quando lidamos com projetos que afetam propriedades compartilhadas, como condomínios, devemos garantir que todas as aprovações necessárias sejam obtidas.

Isso inclui a autorização para alterações que afetem as áreas comuns ou a estrutura do edifício; ela deve ser obtida pelo morador.

Preparar-se para imprevistos

A vida de quem lida com obras é repleta de imprevistos, desde a descoberta de problemas estruturais até atrasos na entrega de materiais. Enfrentar desafios e tomar decisões são habilidades essenciais para ter sucesso com um projeto arquitetônico.

Os atrasos são os imprevistos mais comuns. Eles podem acontecer por causa de um fornecedor específico, como foi o caso da marcenaria do apartamento de Dora Figueiredo.

De fato, pensar em um projeto arquitetônico envolve muito mais do que apenas contratar um escritório de arquitetura. Há diversos profissionais e empresas envolvidos, além de questões legais e regras de condomínio que precisam de atenção.

Contudo, buscando informações e contando com bons fornecedores, é possível passar por uma reforma ou construção sem tantas dores de cabeça.

Se esse é o seu caso, acompanhe o nosso artigo sobre construção com porcelanato e tire suas dúvidas!

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
ESC PARA FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Projeto arquitetônico: entenda as etapas e e...

Projeto arquitetônico: entenda as etapas e evite frustrações

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Archtrends Portobello
Colunista

O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura...

Conhecer artigos



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies