13.04.2023
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
Duomo de Milão
O Duomo, catedral que é cartão postal de Milão (Foto: Ale Disaro)

Preparativos para Milão

 minutos de leitura
calendar-blank-line
13.04.2023
Viajante profissional, Alexandre Disaro compartilha dicas para aproveitar a Semana de Design de Milão, que acontece de 17 a 23 de abril e terá cobertura exclusiva no Archtrends
minutos de leitura

Milão é a capital italiana da moda e do design. É também um dos grandes centros econômicos da Europa e um destino para ser visitado durante o ano inteiro. Um dos eventos mais importantes do calendário da cidade é a Semana de Design. Milão se transforma com completo. 

Saiba mais sobre a Semana de Design de Milão:

A Semana de Design de Milão é composta, principalmente, pelo Salone del Mobile, ou Salão do Móvel, a maior e mais importante feira mundial de mobiliário, e o Fuorisalone, a programação paralela que toma e transforma as ruas da cidade. Em 2023, a Semana de Design será realizada entre os dias 17 e 23 de abril. E, nesta edição, eu e Lufe retornamos a Milão para viver um pouco dessa efervescência e compartilhar tudo com vocês aqui no Archtrends.

Piazza del Duomo, Milão
A Piazza del Duomo, com a catedral e a galeria Vittorio Emanuele II, passeio fundamental fora da Semana de Design (Foto: Ale Disaro)

Mas antes, o que é a feira de Milão? Como se organizar para aproveitar a programação? O que fazer na cidade? Onde se hospedar? Como se deslocar? Quais passeios fazer na cidade e nos entornos de Milão? Respondo essas e outras questões para ajudar você a planejar uma ótima viagem – e acompanhar a nossa!

A Semana de Design de Milão

Durante a semana, dois grandes eventos acontecem paralelamente e de forma complementar: a Feira de Móveis de Milão (Salone del Mobile) e o Fora-salão (Fuorisalone). A cidade se enche de vida e sedia o maior evento de design e arquitetura no mundo.

prédios modernos em Milão
Além das construções históricas, Milão também é referência de arquitetura moderna e contemporânea (Foto: Ale Disaro)

O Salone del Mobile

O Salone foi criado em 1961, originalmente para promover o mobiliário italiano. Com o passar dos anos, a feira cresceu em tamanho e também em representatividade, incluindo expositores de todo o mundo e se transformando em referência mundial.

A feira é voltada para quem pesquisa tendências e principalmente faz negócios. Ela acontece no espaço Fiera Milano, pertinho do centro da cidade e de fácil acesso – linha 1 do metrô, estação Rho Fieramilano. Para participar da feira como visitante é necessário se inscrever e comprar os ingressos para os dias desejados.

Para quem trabalha no ramo é uma visita obrigatória.

Para quem gosta de mobiliário mas não é do mercado, a feira pode ser cansativa se a visita não for bem planejada. Os pavilhões são imensos.

O Fuorisalone

O Fuorisalone é quando a Semana de Design toma as ruas de Milão. É o que nos faz sentir parte do evento ao passear pela cidade.

Foi criado espontaneamente por empresas do ramo de mobiliário e design com intuito de promover seus trabalhos realizando eventos e ativando instalações pela cidade. Ainda hoje as marcas se organizam de forma independente para criar esse grande evento coletivo em conjunto com o Salone.

ruas de Milão na semana de design
Milão também é uma capital mundial da moda. Cada vez mais essas marcas também participam da Semana de Design, com ativações, instalações e lançamentos para o mercado de home & design (Foto: Ale Disaro)

Diversas lojas, palácios, espaços públicos, galerias e museus oferecem uma programação feita exclusivamente para a Semana de Design. Exposições, lançamentos de produtos, palestras, eventos gastronômicos,… uma infinidade de opções.

Onde se informar sobre a programação?

Tanto a feira, quanto a Fuorisalone contam com sites oficiais para ajudar o participante a se organizar. Veículos de imprensa, as próprias marcas e galerias criam seus guias e os compartilham sugerindo roteiros e experiências. Outra fonte importante é o boca a boca quando se está lá.

pessoa observa a praça del duomo, Milão
Ale observa a Piazza del Duomo (Foto: Ale Disaro)

Planejar muito e ficar ansioso querendo visitar todos os lugares não é a melhor maneira de vivenciar a semana. Planeje um pouco, faça uma curadoria de algumas experiências, siga as marcas e veículos relevantes e esteja atento ao boca a boca quando chegar em Milão. E relaxe. Aproveite a cidade e visite o que conseguir.

Pôr do sol em Navigli , Milão
Além de participar da Semana de Design, não deixe de se encantar pelo charme de Milão. Pôr do sol em Navigli (Foto: Ale Disaro)

O que visitar na Semana de Design de Milão?

Milão não tem uma região específica que concentre os eventos. Pelo contrário, lojas, marcas, ateliês e espaços culturais estão espalhados por todo o perímetro urbano. Essa disposição pluri central é o que confere magia ao evento. A cidade fica tomada pelo clima da Semana do Design.

Somos convidados a caminhar pela cidade em busca das programações. As coisas já existentes, como bons restaurantes e atrações, são conectadas a instalações, ativações e uma série de eventos desenhados sob medida para a Semana do Design.

Uma agenda equilibrada para um entusiasta: um dia de feira + programações diárias do Fuorisalone + turismo e gastronomia. Para quem é do mercado, a feira é um ponto importante para atualização, networking e negócios. Selecione bem as marcas e estandes que você tem interesse para otimizar seu tempo nos pavilhões.

fachada Fondazione Prada
Ale na Fondazione Prada, projeto de arquitetura do OMA (Foto: Ale Disaro)

Como sugestão inicial e assertiva, caminhe pelo raio que engloba o centro histórico, Brera e Isola. O burburinho se concentra ali. Outras adições são lugares que sempre trazem algo interessante, como a Fondazione Prada, a Triennale, a Hermès e a Alcova. E também considere alguns lugares mais afastados, como Tortona e Lambrate.

Combine a programação da Semana do Design com passeios por Milão e entornos para uma estada perfeita.

Milão

Além da programação da Semana de Design, Milão oferece muitas programações para os apaixonados por arte, design, arquitetura e urbanismo. 

Passeios em Milão

Você pode intercalar sua programação da Semana Design com outras atrações milanesas, como o Duomo, o teatro Scala, a galeria Vittorio Emanuele II, o castelo Sforzesco, a Pinacoteca de Brera, os canais de Navigli, os grafites de Isola, a Basílica de Sant’Ambrogio, a Galeria de Arte Moderna, a praça Gae Aulenti e o Museu Bagatti Valsecchi. 

Ou realizar alguma experiências, como fazer piquenique no Parque Sempione, passear de bonde e ver a cidade por uma outra perspectiva, aprender a cozinhar algum prato milanês ou lombardo, observar os diferentes estilos arquitetônicos da cidade e contemplar de perto a Última Ceia, de da Vinci.

Visitando os arredores de Milão e cidades próximas

Há muitos lugares interessantes próximos à capital da Lombardia. Ao incluir um desses passeios na sua programação você conhece algo novo e dá tempo para processar tudo o que está vendo durante a Semana de Design.

Esses passeios podem ser realizados em um ou mais dias. Uma rápida viagem de trem pode levar a lindos lugares como a cidade histórica de Bergamo, ou os lindos Lago Como e Lago Maggiore.

Alguns minutos a mais no trem levam a cidades como Turim, Gênova, Parma, Modena, Bolonha, Verona, Padova e Veneza.

Onde se hospedar

Como qualquer cidade grande, Milão tem excelentes regiões para se hospedar e, igualmente, áreas a serem evitadas. Uma sugestão é se hospedar perto de alguma estação de metrô ou bonde pelos bairros de Brera, Isola, Centro Histórico e Porta Romana.

Durante a Semana de Design, o centro e os quarteirões de Brera e Isola concentram muitas atividades. Dali você consegue participar de vários eventos e chegar com facilidade a outras partes da cidade.

Temperatura

A Semana de Design costuma acontecer tradicionalmente no começo de abril, durante a primavera no hemisfério norte. Milão fica ao norte da Itália e próxima aos Alpes. As temperaturas costumam oscilar entre 7ºC e 16ºC. Com o passar do mês, a primavera continua a trazer temperaturas cada vez mais amenas e confortáveis. Esse gradual aquecimento pode vir acompanhado de alguns dias chuvosos.

Como se locomover por Milão

Dicas práticas para quem estará circulando pela cidade.

Transporte público

Milão é uma cidade bem conectada e dispõe de uma ótima rede de transporte público em constante melhora e expansão. Há trens, metrô, bondes (tram) e ônibus. É possível se locomover bem pela região central, mesclando o transporte público com curtas caminhadas.

pessoas caminham da região central de Milão
Além de prático, o bonde é uma maneira charmosa de se locomover pela região central (Foto: Ale Disaro)

Para usar a rede de transporte público basta comprar os bilhetes diretamente nas estações ou dentro dos transportes (bonde e ônibus). Há a possibilidade de comprar cartões recarregáveis e de usar o aplicativo oficial ATM Milano para adquirir bilhetes e apresentá-los ao embarcar.

Pessoa no bonde de Milão
Ale passeia por Milão de bonde (Foto: Ale Disaro)

Táxi

Além do transporte público, é sempre possível contar com táxis e aplicativos de transporte. Na Itália, o serviço de táxi ainda é mais popular do que aplicativos como o Uber. O FreeNow é o aplicativo de táxi mais utilizado pelos italianos.

Carro

Embora não seja recomendável se locomover de carro por Milão, há pessoas que alugam carro para seguir viajando pela Itália. Caso opte pelo carro lembre-se de levar além do passaporte a sua carteira de motorista brasileira e a PID – Permissão Internacional para Dirigir.

A PID é um documento obrigatório e a emissão é feita diretamente através do site do Detran mediante preenchimento de formulário e pagamento de taxa. A carteira chega no seu endereço através dos Correios.

Como chegar em Milão

Saindo do Brasil ou de outros locais da Europa, com dicas importantes sobre os aeroportos.

Avião

Milão é servida por três aeroportos: Malpensa, Linate e Bergamo.

Na hora de buscar passagens para Milão, preste atenção ao aeroporto indicado na busca. Ao inserir Milão no buscador, pode ser que apareçam quatro termos como sugestão: Milão – todos os aeroportos, Milão Malpensa MXP, Milão Linate LNT e Milão Bergamo BGY.

Malpensa é o maior e mais importante aeroporto internacional do norte da Itália. Dista 45 quilômetros do centro da cidade e recebe a maioria dos voos de grande duração. Voos vindo direto do Brasil chegam por aqui. A melhor opção para chegar até o centro de Milão é de trem, com o Malpensa Express.

Linate é o aeroporto mais próximo do centro da cidade, distante apenas 7 quilômetros. Recebe voos domésticos da Itália e de outros países europeus. A melhor opção para chegar até o centro de Milão é de ônibus ou metrô e trem.

Bergamo é o aeroporto mais longe, distante 50 quilômetros de Milão. Recebe voos da Europa, outros países próximos e algumas companhias lowcost. A melhor opção para chegar até o centro de Milão é de ônibus.

Trem

Há três principais estações de trem em Milão: Centrale, Porta Garibaldi e Rogoredo.

Todas têm acesso à malha metroviária da cidade.

Ônibus

A estação Lampugnano fica dentro de Milão e é a maior e mais importante da cidade para rotas nacionais e internacionais de ônibus. A estação tem acesso à linha 1 do metrô.

Planejamento de uma viagem à Milão

Não é só fazer as malas e reservar o hotel. Alguns preparativos devem ser realizados antes de embarcar.

Confira mais viagens de Ale Disaro:

Seguro viagem

Se você viaja para a Europa, saiba que é obrigatória a cobertura por uma apólice de seguro com franquia mínima de 30 mil euros para despesas médicas e hospitalares.

Planeje-se bem e contrate um bom seguro viagem. Além de cobrir gastos para uma eventual necessidade médica, seguros cobrem atrasos e cancelamentos de voos, extravio de bagagem e compra de remédios.

Internet móvel

Ter internet durante a viagem é, além de conforto, medida de segurança. Seja para auxiliar a navegação pelas ruas, seja para pesquisar em tempo real, seja para pedir ajuda, uma boa conexão deixa tudo mais prático.

Durante a Semana de Design muitos eventos vão sendo compartilhados no boca a boca e nas redes sociais de veículos de imprensa e das próprias marcas. Estar conectado ajuda a receber essas informações atualizadas e facilita chegar aos lugares com tranquilidade.

Durante minhas últimas viagens comecei a utilizar eSims, os substitutos digitais dos já conhecidos chips de celular. Agora é possível comprar e instalar o pacote de dados antes mesmo de chegar no destino. É aterrissar, desabilitar o modo avião e já sair usando a internet.

Ótimo para chamar táxis do aeroporto, usar o mapa para se guiar, contactar o hotel e resolver o que for necessário durante o trajeto e com segurança.

Se o seu aparelho telefônico ainda não aceita o eSim há sempre a possibilidade de comprar chips físicos diretamente nas operadoras.

Etias

As regras para visitar a Europa mudaram. A partir de 2024, cidadãos de mais de 60 países isentos de visto para entrada na Europa – Brasil incluso – passam a necessitar de uma autorização para entrada em 30 países europeus.

A emissão da autorização ainda não está em curso mas é fundamental estarmos ciente dos novos procedimentos.

A autorização é conectada ao passaporte do viajante e é válida por três anos ou até o documento (passaporte) expirar. Se o solicitante tiver o Etias válido, mas o passaporte expirar e for emitido um novo, é necessário também emitir uma nova autorização Etias.

Munido de passaporte e autorização Etias válidos, o viajante pode entrar nos territórios dos 30 países signatários do acordo quantas vezes for necessário dentro do período permitido. Cidadãos com passaporte brasileiro podem permanecer no território durante 90 dias dentro de uma janela de 180 dias.

A autorização tem validade de três anos ou até o vencimento do documento utilizado para a solicitação do Etias, o que expirar primeiro.

O processo é inteiramente feito online e terá, a princípio, o custo de 7 euros.

O viajante precisa apresentar ambos os documentos (passaporte e autorização Etias) para o oficial da imigração no aeroporto.

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Preparativos para Milão...

Preparativos para Milão

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. É fascinante como o Ale transmite tantas informações de forma tão simples e clara. Além disso, ele nos encanta com suas belíssimas fotos! Vou acompanhar tudo muito atenta, meus antepassados maternos são todos da Lombardia, especialmente de Milão e Bergamo… quero conhecer e aprender bem mais do sei.

  2. Já no aguardo para o passeio. Texto com ótimas dicas e sugestões. Parabéns Alexandre 👏🏻👏🏻👏🏻🎉 e boa viagem! Ps. Não consegui dar estrelas, não me deu acesso. ⭐⭐⭐⭐⭐



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies