09.08.2021
Avaliação
0
(0)
Relevos do novo revestimento Marea: tudo faz parte de um jogo do design sensorial para conduzir a experiências táteis (Foto: Portobello S.A.)
0

Tato: como trabalhar esse sentido no design de interiores?

minutos de leitura
Descubra como o tato pode ser estimulado por meio da arquitetura e invista em itens que proporcionem grandes experiências sinestésicas!
minutos de leitura

Mais do que um sentido, o tato é uma ferramenta para se relacionar com o mundo — do sentir o calor de um abraço a perceber a textura lisa de um revestimento. O toque ajuda a identificar a essência de projetos, que muitas vezes está nas várias características das superfícies. 

Na arquitetura, tudo deve fazer sentido aos sentidos. E para proporcionar as melhores experiências táteis, é preciso estudar os objetos, com formatos, texturas e temperaturas. Assim, o design sensorial entrega sensações únicas, estimulando as relações entre os ambientes e as pessoas. 

Neste artigo, você vai entender como o tato está intrinsecamente ligado ao design de interiores e ver dicas para provocá-lo com diferentes recursos pelo ambiente. Também vai conhecer as novidades da Portobello que brincam com esse sentido.

Aproveite!

Qual é a importância do tato no design de interiores? 

De tão enraizado no dia a dia, talvez você não perceba, mas o tato é um sentido que fica em contato permanente com o ambiente. 

Pisar em revestimentos diferentes pela casa, debruçar-se sob uma bancada de cozinha ou sentar-se em um sofá na sala; todas essas ações usam esse sentido. 

Tato, Mostra Unlimited Portobello
Formatos, texturas, densidades, volumes e outras qualidades presentes em cada item são prioridades (Projeto: Portobello S.A.)

Pelo uso do tato ser tão evidente, o design de interiores busca investir em todos os artifícios possíveis para estimular esse sentido e entregar sensações marcantes.

E é por meio do design sensorial que se envolve a pessoa pelo tato, fazendo ela se sentir acolhida e confortável, com uma sensação térmica prazerosa.

Ou seja, além de criar ambientes únicos, o design de interiores tem a importante missão de trabalhar com foco no bem-estar e na qualidade de vida.

Como a sinestesia está ligada à arquitetura e ao design de interiores? 

O tato é pauta essencial nas reuniões de projetos de design de interiores. Contudo, há outro princípio que torna esse sentido ainda mais relevante: a sinestesia

Tato, Cobogó Mundaú Portobello
Essa palavra que remete a sensações misturadas mostra que o cérebro humano pode, assim como a arquitetura e o design de interiores, ir além do visível (Projeto: Portobello S.A.)

Resumidamente, a sinestesia é uma maneira que o cérebro tem de associar coisas pelos cinco sentidos humanos e criar imagens muito vívidas na mente, não necessariamente relacionadas ao estímulo. 

Por exemplo, é como ver a cor laranja e associá-la a um gosto específico, como o da fruta de mesmo nome. Essa sensação é tão real para um sinestésico que ele sente o alimento de verdade em sua boca. 

Agora, transfira o conceito de sinestesia para o design de interiores. 

Quantas experiências podem ser criadas e estimuladas por meio de formatos, texturas e temperaturas que vão ao encontro do tato? Infinitas!

Quais são os benefícios de trabalhar o tato no design de interiores? 

Seja para um sinestésico ou não, o design de interiores que se preocupa em estimular os sentidos ganha muitos pontos.

Veja quais são os principais benefícios de usar a arquitetura sinestésica: 

  • em ambientes comerciais, aumenta o envolvimento com a marca, a loja ou os colaboradores e cria um caminho facilitador para negócios; 
  • entrega experiências completas a todos os sentidos, estimulando-os de maneira equilibrada; 
  • promove a sensação de bem-estar e, consequentemente, a qualidade de vida
  • melhora exponencialmente a relação entre pessoas e ambientes;
  • incentiva a integração dos moradores ou usuários de um local;
  • trabalha emoções e memórias profundas de cada pessoa.

Como aplicar o design sensorial para estimular o tato? 

Existem várias vias que o design e a arquitetura sensorial escolhem para que o tato seja estimulado. A vantagem é que tais caminhos estão em todas as possibilidades de um projeto. 

Aplique itens que regulem a temperatura 

A temperatura pode ser trabalhada para além dos climatizadores, com plantas, lâmpadas e janelas, entre outros itens.

Plantas aumentam a umidade em áreas internas, reduzindo a sensação de calor, especialmente em estações e regiões quentes. 

As lâmpadas frias de LED também conseguem “refrescar” os ambientes.

Tato, lâmpadas em projeto de quarto
Se o projeto pede um clima mais quente, lâmpadas incandescentes podem ser usadas, pois contribuem para aumentar alguns graus (Projeto: Portobello S.A.)

Janelas podem ser usadas a fim de estimular a sensorialidade de brisas de ar e fazer o vento circular. Ou, em tamanhos menores e pouca quantidade, deixar o local mais aquecido. 

Use revestimentos diferenciados

Os revestimentos também podem estimular o tato. Essas peças, disponíveis em tamanhos, texturas e acabamentos diversos, influenciam na sensação térmica.

Tato, Calacatta Blanc Portobello em banheiro
Superfícies de porcelanato marmorizado como a Calacatta Blanc contribuem para experiências sensoriais intensas (Projeto: Portobello S.A.)

Sem dúvida, o porcelanato é uma das grandes apostas do design sensorial, pois há modelos tão versáteis que sempre haverá uma alternativa ideal para aguçar os sentidos. 

Natural ou polido; capacidade de reproduzir materiais como madeira, mármore e cimento; essas e outras tantas qualidades fazem parte do DNA do porcelanato. 

Esse produto ainda conta com a vantagem de reduzir a temperatura local, o que contribui para o sentido do tato.

Empregue diferentes volumes 

O volume é uma qualidade importante para ser trabalhada pelo design de interiores. 

Esse critério, que está materializado em aberturas, móveis, objetos de decoração e outras peças, passa diversas sensações. 

A priori, quanto maior o volume, mais ele simboliza força para o tato; e quanto menor, mais delicadeza transmite ao toque das mãos. 

Abuse de diferentes materiais 

Aço, madeira, pedra, cerâmica, cimento e uma infinidade de materiais utilizados em obras influenciam o tato em grande medida. 

Cada um deles tem sua própria textura e reage de maneira única frente a temperaturas externas.

Quando usadas em quartos, salas, escritórios, cozinhas e banheiros, de acordo com o que os projetos exigem, as diversas matérias-primas são capazes de transmitir sensações únicas. 

Escolha várias densidades 

Uma peça mais sólida e outra mais macia transmitem sensações e ideias opostas. Não é à toa que, quando alguém não sente confiança em algo, diz que “não sentiu firmeza”. Peças rígidas proporcionam segurança, enquanto as suaves, conforto.  

Tato, Nero Venato Portobello
Peças como sofás, cadeiras, mesas e armários, entre outras, podem ser trabalhadas visando essas sensorialidades (Projeto: Portobello S.A.)

Explore os formatos 

Os formatos conseguem dar uma sensação dinâmica que é percebida pelo tato, fazendo com que esse sentido "entenda" o movimento de uma peça. 

Ao tocar revestimentos, móveis compactos e objetos decorativos, ele também é aguçado.

Invista em têxteis 

Cortinas, forros de estofados, tapetes, roupas de cama e almofadas, entre outros itens têxteis, são peças-chave para o design de interiores excitar o tato.

Optar por tecidos leves e finos dará a sensação de frescor, enquanto aqueles pesados e grossos transmitem aconchego ao toque. 

Quais são as linhas Portobello que convidam a experiências táteis? 

Buscando as melhores experiências táteis, a Portobello criou peças que são verdadeiros convites para esse sentido experimentar sensações únicas. 

Araucaria Touch 

A araucária é uma espécie nativa da região da Mata Atlântica do sul do país e, agora, tem sua reprodução fiel em porcelanato Portobello. 

Araucaria Touch está disponível em duas tonalidades — clara e escura —, com um relevo na medida certa para ser percebido ao mínimo toque. 

Tato, Araucaria Touch Clara Portobello
O resultado de tal relevo é fruto de microgrânulos de quartzo — mineral abundante no Brasil —, que passam por um processo cuidadoso de queima na materialização de cada peça (Projeto: Portobello S.A.)

Ambas contam com bordas retificadas e são perfeitas para todos os ambientes residenciais, entregando muito aconchego.

Disponíveis nos formatos e acabamentos: 30x180 cm natural; 20x120 cm EXT; e 20x120 cm natural.

Calacatta Blanc 

O Calacatta Blanc é símbolo de luxo na arquitetura e no design de interiores. Agora, a Portobello recria em lastra um dos mais icônicos mármores italianos. 

Tato, Calacatta Blanc Portobello
O destaque fica para os veios contínuos em tom cinza suave, que se juntam entre uma lastra e outra na medida 90x270 cm, formando painéis (Projeto: Portobello S.A.)

Uma joia de acabamento natural ou mate, com ótimo caimento para cozinhas, banheiros, lavabos e outros espaços que almejam se assemelhar às esculturas de Michelangelo. 

Desenvolvida para contrapor a dureza do material através de miniondulações e um esmalte que permite um toque mais suave. As peças estão disponíveis nos formatos 90x270 cm (mate), 90x90 (natural) cm e 30x90 cm (mate).

Bubble 

Em peças de 30x90 cm, a monoporosa Bubble convida a brincar com os ambientes e fugir do clássico teor dos revestimentos.

Bordas retificadas, textura cremosa e superfície irregular conduzem o toque a sensações únicas, como bolhas.

Tato, Bubble Portobello
Bubble é a coleção que reproduz bolhas, com um relevo sutil que também contribui para criar um jogo de luz e sombra e mexer com outros sentidos além do tato (Projeto: Portobello S.A.)

Bubble está disponível nas versões White, totalmente branca, e Rope, que reproduz superfícies de concreto.

Ambas se provam produtos perfeitos para paredes de cozinhas, lavanderias e áreas externas. 

Marea 

Marea é a tradução do balanço das ondas do mar em porcelanato. Com um jogo de três dimensões, os produtos convidam o usuário a conhecer os ciclos das marés, que sobem e descem, despertando sensações em vários níveis. 

Tato, Travertino Grigio Marea Portobello
Nas duas versões da novidade Marea, a aplicação é exclusiva para paredes — um local estratégico para apreciar detalhes com as mãos (Projeto: Portobello S.A.)

Essa nova coleção Portobello está disponível em duas versões: Bianco Di Lucca e Travertino Grigio. Ambas trazem os mesmos “cânions” esculpidos em peças de 50x120 cm, aumentando seu efeito, que é perceptível ao tato.

Na versão Bianco Di Lucca Marea, temos um produto em tom creme e com veios beges, trazendo o aspecto do clássico mármore italiano de mesmo nome. Ideal para ambientes internos que recebem bastante luz, fazendo saltar cada detalhe da peça. 

Por sua vez, Travertino Grigio Marea é agraciado com uma escala de cores bem claras, que ficam entre o branco e o bege. Essa característica remete a ambientes mais luxuosos e amplia as possibilidades de uso.

As experiências táteis mostram que o que há de melhor nos ambientes pode ser descoberto com apenas um dos sentidos humanos. E como o tato é capaz de despertar sensações que revelam os projetos além das superfícies, a escolha de cada item da composição deve acontecer, literalmente, a dedo. 

Quer continuar se inspirando? Embarque agora em experiências sensoriais profundas com o segundo Caderno de Ensaios Portobello.

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.