03.11.2023
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar

Revestimento para parede interna: como criar composições sofisticadas

calendar-blank-line
03.11.2023
Entenda quais são os principais tipos de revestimento para parede interna e descubra como usar os materiais para criar ambientes únicos
minutos de leitura

O revestimento para parede interna vai muito além da proteção das superfícies, como costuma acontecer em banheiros e cozinhas.

Afinal, o produto pode ser aplicado para dar beleza, levar sofisticação e deixar os ambientes com mais personalidade.

Com a grande variedade de revestimentos, é possível criar composições criativas e elegantes para todos os espaços. Quer saber como? Acompanhe a leitura!

Por que usar um revestimento para parede interna?

O revestimento de parede interna é uma alternativa interessante a opções mais conhecidas, como a pintura e o cimento queimado.

Afinal, estamos falando de materiais que são aplicados sobre a superfície, dando uma cara nova e adicionando detalhes.

Além disso, o revestimento é uma forma inteligente de conservar as estruturas da construção e dar vida à decoração. Entenda melhor esses benefícios:

  • conservação: os diferentes materiais atuam como barreiras protetoras, evitando danos causados pela umidade, manchas e desgastes. Isso ajuda a preservar as superfícies verticais por mais tempo;
  • estética: além de proteger, os revestimentos permitem que você crie o ambiente dos seus sonhos. São aliados da sua criatividade na decoração.

O que um revestimento para parede interna precisa ter?

Cozinha em tons neutros com backsplash azul de destaque
Em cozinhas e banheiros, revestimento protege paredes da umidade (Projeto: Studio Ideia Arquitetura)

Escolher um revestimento para parede interna requer cuidados, pois cada material conta com características particulares.

Portanto, antes de comprar o seu, pense que ele precisa oferecer:

  • durabilidade: resistindo ao desgaste próprio do dia a dia e mantendo sua beleza ao longo do tempo;
  • facilidade de limpeza: facilitando a manutenção da casa e contribuindo para a estética do ambiente;
  • versatilidade: combinando com sua decoração e seu estilo pessoal.

Leia também:

Quais são os principais tipos de revestimento para paredes internas?

Detalhe de sala toda revestida de madeira com poltrona com estofado verde
Diferentes revestimentos podem ser combinados no ambiente, como mármore e madeira (Projeto: Manuela Brígido Arquitetura e Interiores / Foto: Amanda Leal)

Existem vários tipos de revestimento disponíveis. Na hora de escolher qual vai revestir suas paredes, é necessário considerar alguns pontos, como o local de aplicação.

Se for um ambiente úmido, ele precisa ter resistência à água. Já se for uma área que tende a acumular sujeira, não deve ser muito poroso.

Considerando a superfície que será coberta e as condições do local, é possível escolher entre um dos principais revestimentos para paredes internas:

  • porcelanato: é a melhor escolha. Afinal, esse é um produto durável, resistente e fácil de limpar. Sem falar que é elegante e pode ser encontrado em uma grande variedade de estilos. Inclusive, reproduz materiais naturais com fidelidade;
  • pastilhas: são revestimentos bastante comuns em áreas como banheiros e cozinhas. Podem ser encontrados em diferentes formatos e cores. Tendem a ser resistentes;
  • ladrilho hidráulico: essas peças com pintura artesanal também podem ser reproduzidas em porcelanato para conferir mais praticidade e beleza à decoração;
  • mármore: leva elegância e sofisticação às paredes. Dá para encontrar em diversas cores e estampas. Contudo, é um material que tende a encarecer a obra, além de não ser sustentável;
  • madeira: é ideal para quem busca por um ambiente rústico ou aconchegante. Entretanto, em áreas com umidade, precisa de tratamento especial e manutenção frequente;
  • pedra: uma dica para aqueles que querem um clima de casa de campo é apostar na parede de pedra. Dependendo do tipo, pode conferir modernidade ou dar um toque retrô;
  • tijolinho: clássicos, também pode aparecer em espaços rústicos e aconchegantes;
  • gesso: é um material usado para criar paredes com relevos. Contudo, é frágil e, por isso, pouco durável. Nesse caso, prefira cerâmicas 3D;
  • drywall: muito utilizados para cobrir imperfeições nas paredes. As placas podem ser pintadas para se camuflar na estrutura original;
  • papel de parede: opção interessante pela variedade de modelos e pela praticidade de aplicação, sobretudo os que já vêm com cola. Entretanto, não é muito resistente.

Por que o porcelanato é a melhor escolha?

Detalhe de sala toda revestida de madeira com poltrona com estofado verde
Porcelanato pode reproduzir materiais naturais, como madeira (Projeto: Portobello)

De maneira geral, o porcelanato tende a ser uma ótima escolha entre os diversos tipos de revestimento de parede interna.

Isso porque esse é um material bastante durável. Ele é resistente a riscos, a impactos e à umidade. Sem falar que tem baixa absorção de água, o que faz com que não manche com facilidade.

Outro ponto crucial é a manutenção. Limpar um porcelanato é muito fácil: basta passar um pano umedecido em água. Se a sujeira persistir, um pouco de detergente diluído em água pode ser a solução.

Além disso, o porcelanato está disponível no mercado em muitos formatos, estampas e acabamentos diferentes.

Isso quer dizer que ele pode ser usado em várias superfícies, o que facilita as combinações na hora de decorar os espaços.

Esse revestimento reproduz outros materiais com muita fidelidade. Isso inclui não só madeira, mármore e pedra, como também cimento, concreto e tijolinho.

É possível encontrar ainda o porcelanato decorado, que é aquele com desenhos, o que leva mais autenticidade à decoração.

Já o porcelanato 3D ou com relevo traz texturas que são capazes de preencher os espaços, conferindo estilo.

Por fim, vale destacar que esse é um material sustentável. Sobretudo se você escolher aqueles fabricados com processos ecologicamente corretos, como acontece com os produtos da Portobello.

Basicamente, a principal matéria-prima desse produto é a argila. Por sua vez, ela é explorada de forma superficial, o que facilita a recuperação das jazidas.

O fato de usar pouca água em seu processo de produção também ajuda a tornar o porcelanato mais sustentável, principalmente quando comparamos com outros materiais, como mármore e madeira.

Quando usar o revestimento para parede interna?

Banheiro amplo e moderno com revestimentos em cinza e verde
Revestimento de parede interna é comum em áreas úmidas, como banheiros (Projeto: Portobello)

De maneira geral, o revestimento para parede interna é usado:

  • em ambientes úmidos, como banheiros e cozinhas. Assim, é possível proteger as superfícies verticais de danos causados pela água ou pelo vapor;
  • para decorar os espaços, criando detalhes únicos em qualquer ambiente que se desejar.

Como usar o revestimento para parede interna?

O interessante do revestimento para parede interna é que ele pode ser usado de diferentes maneiras. Portanto, permite criar composições que se adequem a todos os estilos e gostos.

Nas linhas a seguir, reunimos algumas das principais alternativas para você considerar no seu projeto.

Parede de destaque

Quarto de casal amplo com parede revestida de listras azuis
Revestimento colorido confere personalidade e leveza ao quarto (Projeto: Portobello)

O revestimento para parede interna é capaz de ser o ponto focal de um ambiente, tornando esse espaço mais atraente.

Isso pode acontecer tanto em uma superfície grande sem muita decoração quanto naquela área que você aproveitou para montar um cantinho do café ou para criar um bar em casa.

Revestimento em todo o ambiente

Essa opção é comum em ambientes com mais umidade, como banheiros, cozinhas e lavanderias. Também pode ser interessante em varandas, protegendo as superfícies verticais da chuva.

No entanto, nada impede de revestir quartos, salas, corredores e outros espaços com revestimentos. Especialmente quando eles são combinados, tornando as paredes verdadeiros elementos de decoração.

Meia parede

Essa é outra técnica de decoração que pode incluir um revestimento para parede interna. Consiste em aplicar o material somente na metade da superfície. Pode ser tanto na parte superior quanto na inferior.

Há ainda a possibilidade de criar uma meia parede combinando materiais e usando rodameios para fazer a divisão.

Painéis

Sala de espera elegante em clínica com parede revestida de mármore e madeira
Porcelanato pode formar painéis em paredes de salas e quartos, por exemplo (Projeto: Ricardo Macegoza)

O revestimento para parede interna também fica bem como um elemento de decoração nos espaços. Isso fica bem claro quando pensamos em painéis.

Um porcelanato funciona perfeitamente como um painel de TV, uma cabeceira de cama ou um painel decorativo, por exemplo.

Estruturas como lareiras e bancadas

Por fim, vale mencionar que revestimentos como o porcelanato não precisam ser necessariamente aplicados em paredes.

Eles podem ajudar a proteger e decorar outras estruturas, como lareiras, bancadas e balcões. Afinal, são materiais resistentes a altas temperaturas, arranhões e manchas.

Onde usar o revestimento para parede interna?

Corredor que leva à entrada do imóvel com parede revestida em mármore cinza
Praticamente todos os espaços internos podem receber revestimento nas paredes (Projeto: Portobello)

A versatilidade dos revestimentos permite o uso em todos os ambientes. Portanto, dá para aplicar em paredes de:

  • salas de estar e de jantar;
  • halls de entrada;
  • lavanderias;
  • corredores;
  • escritórios;
  • banheiros;
  • varandas;
  • cozinhas;
  • quartos;
  • etc.

Como vimos, o revestimento de parede interna é uma escolha inteligente para a conservação e a estética de superfícies verticais.

Entre as alternativas de materiais disponíveis, o porcelanato se destaca, oferecendo durabilidade, variedade e sustentabilidade.

Então, agora que você já sabe mais sobre as opções para ambientes internos, que tal descobrir qual o melhor revestimento para muros e paredes externas?

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Revestimento para parede interna: como criar ...

Revestimento para parede interna: como criar composições sofisticadas

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Olá, Ana!

    Que legal! Temos várias opções de revestimento decorativo para área externa.

    Recomendamos a você:

    1) Acessar aqui no site da Portobello para conferir nosso portfólio
    2) Inspira-se em nossa vitrine virtual com a imagens de projetos de área externa
    3) Falar com um consultor de loja mais próxima de você (digite a cidade para ver os contatos)

    Grande abraço e boa obra!
    Equipe Archtrends Portobello



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2023- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies