02.03.2023
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
Pietra Lombarda, Lombarda Viva
Agregados em cores mais vivas saltam na superfície do porcelanato que reproduz pedra (Projeto: Portobello)

Lombarda Viva: evolução de produto consagrado da Portobello

 minutos de leitura
calendar-blank-line
02.03.2023
A releitura de um clássico chega em versão com agregados mais vivos e vibrantes. Lombarda Viva traz três novas opções para projetos personalizados
minutos de leitura

A Portobello reimaginou um sucesso de vendas de seu portfólio: Pietra Lombarda. O revestimento ganhou características mais marcantes, capazes de personalizar os ambientes.

Agora chamado de Lombarda Viva, ele traduz o viés inovador da marca. Afinal, o design está sempre em evolução e é preciso acompanhar as mudanças ao longo do tempo.

Com ousadia para atualizar um clássico, o resultado são três opções com agregados em cores mais vivas, que chamam a atenção e marcam os projetos autênticos.

Conheça a pedra italiana que deu origem a Pietra Lombarda

Pietra Lombarda, Ceppo di Gré
Inspiração em pedra de origem italiana é um clássico da Portobello
(Projeto: Jessica Gnoatto / Foto: Arq.Verso Fotografia)

Pietra Lombarda, lançada em 2018, é uma linha de porcelanato já consolidada no portfólio da Portobello. Ela reproduz uma pedra acinzentada que tem origem italiana: Ceppo di Gré.

O termo ceppo vem do dialeto milanês e, em português, quer dizer “pedra com seixos”. 

Afinal, Pietra Lombarda tem grandes seixos em tom sobre tom, formando um revestimento que é, ao mesmo tempo, sóbrio e arrojado, com espírito contemporâneo.

Na sua composição, esses pedaços de rochas surgem de maneira aleatória, criando peças únicas, ideais para projetos cheios de personalidade.

Já o nome é porque a rocha ficou muito conhecida na arquitetura lombarda. Ela era transportada pelo rio Adda e chegava a Milão, na região de Naviglio. 

De lá, ela abastecia grandes obras, levando elegância e identidade próprias.

Lombarda Viva é releitura ousada

Depois de fazer sucesso com Pietra Lombarda, a Portobello redesenhou cada agregado do produto para dar origem a Lombarda Viva.

Assim, eles ganharam maior pigmentação, o que deixou as peças mais “vivas” em comparação com as superfícies de Pietra Lombarda, que era mais neutra.

Para chegar a esse resultado, a Portobello revisitou o famoso Terrazzo Veneziano. Também de origem italiana, a pedra conta com um agregado de materiais.

Lombarda Viva está disponível em três cores: Avorio, Argento e Sabbia. Todas podem ser encontradas nos formatos 120×120 cm e 90×90 cm, nos acabamentos natural e externo.

Leia também

Descubra como usar Lombarda Viva na decoração

Uma das maiores vantagens de usar produtos como Lombarda Viva na decoração é a sua versatilidade. Afinal, ele conta com os acabamentos natural e externo.

Portanto, permite o assentamento tanto em áreas internas quanto externas, incluindo varandas, quintais e até na beira de piscina. Entenda como utilizar nas linhas a seguir.

Em projetos in and out

Pietra Lombarda, Lombarda Viva, in and out
Graças aos diferentes acabamentos, dá para usar Lombarda Viva dentro e fora de casa (Projeto: Portobello)

Por falar em versatilidade, trouxemos um exemplo de como é possível usar Lombarda Viva em uma decoração in and out. Ou seja, usando o mesmo revestimento dentro e fora.

Esse é um recurso interessante para projetos discretos e minimalistas. Também é uma boa pedida para quem quer fazer o espaço parecer maior, como em uma sala pequena com varanda.

Nesse caso, a divisão dos espaços pode ser feita de diferentes formas: com uma porta de vidro, com cobogós, com uma meia parede ou, simplesmente, com filetes metálicos ou pedras.

Combinando com mármore e madeira

Pietra Lombarda, Lombarda Viva, mármore, madeira
Uso de materiais naturais deixa quarto mais aconchegante (Projeto: Portobello)

Também é interessante observar que Lombarda Viva combina muito bem com outros materiais e até cores, como veremos mais à frente.

No caso do projeto em destaque, a coordenação foi com mármore e madeira. O uso de diferentes padrões e texturas dá aos projetos personalidade e ousadia – tudo a ver com a proposta da linha.

Nas paredes, as Lastras marmorizadas levam elegância e sofisticação ao quarto. Já a madeira aparece tanto nos móveis quanto no teto, evocando o aconchego do material natural.

Inclusive, uma das dicas para tornar os espaços mais acolhedores e sustentáveis é o uso de revestimentos que interpretam matérias-primas naturais, incluindo mármore, madeira e também pedras, como Lombarda Viva.

Outro aspecto que contribui é a presença abundante de luz natural — o que, aliás, ajuda a ressaltar os seixos do revestimento quando bate o sol.

Em uma decoração colorida

Pietra Lombarda, Lombarda Viva, decoração colorida
Mesmo mais marcante superfície de Lombarda Viva é versátil (Projeto: Portobello)

Apesar de arrojada, a nova versão de Pietra Lombarda ainda é discreta, perfeita para combinar com diferentes cores.

Com a superfície mais neutra entre as opções da linha, Lombarda Viva Avorio aparece no piso do ambiente em destaque, conectando interior e exterior.

O interessante desse produto é que ele fica bem tanto com tons terrosos e quentes quanto com neutros ou frios.

No projeto acima, as poltronas amarelas se destacam na decoração. Elas combinam com as paredes em cores quentes ao fundo, também com produtos da Portobello.

Inclusive, um dos artifícios usados para dar continuidade e amplitude ao espaço é o uso do mesmo revestimento. Nesse caso, um tipo pode ser usado na parede e um outro tipo no piso, dentro e fora do ambiente.

Na decoração contemporânea

Pietra Lombarda, Lombarda Viva, decoração contemporânea
Contraste ajuda a compor decoração contemporânea em banheiro (Projeto: Portobello)

A arquitetura contemporânea se tornou bastante conhecida no Brasil da década de 1980 para cá. 

Focando na união da beleza e da funcionalidade, ela ganhou ainda mais espaço nos últimos anos, quando as pessoas passaram a buscar por propósito em todos os campos.

Essa é uma vertente da arquitetura que também traz conceitos como tecnologia e sustentabilidade. Ou seja, por si só, já tem tudo a ver com Lombarda Viva.

Afinal, o revestimento une a beleza da pedra italiana e a versatilidade de uso em ambientes distintos. Isso inclui áreas molhadas, como banheiros.

Além disso, o fato de ser um porcelanato contribui para a preservação do meio ambiente. A extração da matéria-prima para a fabricação da cerâmica causa menor impacto à natureza e ainda permite a recuperação das jazidas.

Aliás, diversos conceitos da arquitetura contemporânea estão em alta. Eles foram discutidos no Archtrends Podcast. Confira a conversa sobre as macrotendências do ano!

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
ESC PARA FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Lombarda Viva: evolução de produto consagra...

Lombarda Viva: evolução de produto consagrado da Portobello

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies