27.06.2022
Avaliação
1
(1)
O que é sustentabilidade, Cobogó Mundaú
Cobogó Mundaú, da Portobello, é um exemplo da sustentabilidade aplicada a produtos (Projeto: Portobello S.A.)
1

O que é sustentabilidade?

minutos de leitura
Descubra o que é sustentabilidade, veja como aplicá-la na arquitetura e saiba quais são as ações sustentáveis da Portobello
minutos de leitura

Com o aumento da preocupação com o meio ambiente, vemos cada vez mais empresas investindo em métodos, ferramentas e produtos sustentáveis. Mas você sabe o que é sustentabilidade?

Para ouvir o artigo completo, clique no play abaixo:

Ao contrário do que muitos imaginam, ser sustentável não significa apenas ter preocupações ambientais, mas também econômicas e sociais (conheça as transformações do conceito de sustentabilidade nos últimos 30 anos).

Quer entender o que é sustentabilidade e como aplicá-la na arquitetura? Siga conosco!

O que é sustentabilidade?

A sustentabilidade visa o equilíbrio entre a disponibilidade dos recursos naturais e a exploração deles pela sociedade.

Basicamente, o desenvolvimento sustentável é aquele capaz de suprir as necessidades das gerações atuais, mas sem comprometer o acesso das futuras.

 

O tripé da sustentabilidade

Com o avanço do pensamento sustentável, surgiu o termo "tripé da sustentabilidade", no qual todo desenvolvimento, produto ou ação deve se focar.

Ele diz respeito a três pontos fundamentais, que são:

  1. ser ecologicamente correto, ou seja, não esgotar os recursos naturais e nem agredir o meio ambiente, buscando um equilíbrio entre o que retiramos e o que oferecemos em troca;
  2. ser economicamente viável, de modo a assegurar uma nova forma de pensar, em que haja crescimento econômico sem colocar em risco a natureza;
  3. ser socialmente justo, envolvendo ética, educação e solidariedade, entendendo que cada ação que tomamos individualmente tem impacto no coletivo.

Embora o tripé da sustentabilidade seja muito conhecido, alguns estudiosos também consideram que empresas, produtos e ações sustentáveis devem ser culturalmente diversos. 

Afinal, ao valorizarmos a diversidade, promovemos relações de respeito, gerando benefícios para toda a sociedade.

O que é sustentabilidade, fachada
Os projetos arquitetônicos devem ser mais sustentáveis, por exemplo, usando produtos que integram a economia circular

(Projeto: Portobello S.A.)

O que é sustentabilidade na arquitetura?

Entender o que é sustentabilidade é fundamental para podermos pensar em modos de aplicá-la em todos os setores.

Assim, quando falamos de arquitetura sustentável, propomos criar projetos que minimizem o impacto ambiental das construções, além de serem economicamente viáveis e socialmente justos.

Para isso, é possível tomar inúmeras medidas, como empregar novidades (métodos, ferramentas, tecnologias, materiais etc.) ou otimizar recursos.

Dar preferência a empresas sustentáveis é uma boa ideia, pois assegura que suas obras serão mais ecologicamente corretas.

Sugestões de leitura:

Os revestimentos de dimensões gigantes, como as Lastras, reduzem o impacto ambiental da construção

(Projeto: Portobello S.A.)

Como projetar de forma sustentável?

Se você quer aderir à arquitetura sustentável, existem algumas ideias interessantes. Uma delas é obter uma certificação ambiental

Há várias com diretrizes claras que devem ser seguidas para que determinada obra seja considerada ecologicamente correta.

As mais conhecidas da construção civil são:

  • LEED: focada, principalmente, na eficiência energética. A certificação possui diversas classificações, como condomínios, casas e edifícios zero energia;
  • Acqua-HQE: tem diretrizes que precisam ser seguidas desde o planejamento até a execução dos empreendimentos de alto padrão;
  • CBG: são várias certificações voltadas para condomínios, casas e projetos de interiores residenciais, entre outras;
  • Acqua Social: essa certificação auxilia empreendimentos econômicos e habitações de interesse social.

Outra forma interessante é repensar seus projetos, criando ambientes que aproveitem melhor os recursos naturais, ajudando a economizar energia, água etc.

Algumas ideias são:

  • fachadas ventiladas
  • placas solares,
  • telhados verdes, 
  • janelas amplas
  • cisternas para e aproveitamento da chuva, entre outras.

Investir nos materiais certos também fará diferença, dando preferência àqueles que sejam ecológicos, recicláveis ou renováveis. 

O mercado já conta com diversas inovações, como tijolos ecológicos, porcelanatos e Lastras.

Afinal, as Lastras e os porcelanatos são revestimentos cerâmicos que usam como matéria-prima a argila, retirada de jazidas superficiais que podem ser recuperadas. Ao contrário, por exemplo, da extração do mármore.

Por fim, uma ideia interessante é, sempre que possível, optar por comprar matérias-primas de produtores locais. 

Assim, o seu produto não precisará ser transportado por longos trajetos, gastando combustível fóssil e provocando emissões de carbono.

Além disso, ao comprar produtos locais, você ajuda a fortalecer a economia brasileira, gerando mais empregos e nos tornando menos dependentes de outros países.

O que é sustentabilidade, jazida de argila
A Portobello realiza a recuperação das jazidas de argila, reforçando o caráter sustentável dos revestimentos cerâmicos

(Foto: Portobello S.A.)

O que é sustentabilidade para a Portobello?

Como vimos, a cerâmica é um revestimento mais sustentável que outras opções, como as pedras naturais e as madeiras. 

Afinal, ela é extraída de jazidas de argila, que podem ser recuperadas e, assim, têm um impacto menor no meio ambiente.

Além disso, é um material com zero alergênicos, reciclável, com zero COVs, resistente ao fogo e sem formaldeído.

Mesmo assim, a Portobello tem uma preocupação grande com o tema, englobando a sustentabilidade na sua produção e em suas ações, com pilares alinhados ao ESG (environmental, social and governance).

Na nossa forma de ver, sustentabilidade significa ter consciência dos impactos de cada escolha e entender a responsabilidade de integrar a sociedade e o ecossistema no qual vivemos.

Pilares da sustentabilidade Portobello

Para atingirmos a sustentabilidade, temos algumas premissas fundamentais:

  • fazer com que o processo produtivo seja mais que socioambientalmente responsável. Que ele seja regenerativo;
  • garantir que os recursos naturais necessários para a produção sejam utilizados racionalmente;
  • procurar que as comunidades do nosso entorno façam parte do ecossistema da marca;
  • zelar pelos nossos colaboradores, agindo com respeito e dignidade;
  • cuidar para que nossos resíduos sejam ressignificados.

Produção sustentável

Na Portobello, a sustentabilidade perpassa pelos cuidados com a terra, a água e o fogo, além do compromisso com resíduo zero.

A matéria-prima dos revestimentos cerâmicos é a terra. Por isso, contamos com diversos protocolos para a recuperação das jazidas de argila após a exploração, respeitando a vocação natural das áreas.

O que é sustentabilidade, parque industrial
Os parques produtivos da Portobello contam com diferentes iniciativas para reduzir o consumo de recursos naturais e a produção de resíduos

(Foto: Portobello S.A.)

A água é um recurso essencial e limitado. Por isso, otimizamos o uso dela nas unidades fabris e nas operações de varejo. 

Nas nossas fábricas, trabalhamos com o processo produtivo de circuito fechado. Toda a água que é usada na produção é tratada e reincorporada.

Os produtos da Pointer — marca do grupo Portobello — ainda contam com a fabricação da cerâmica por via seca, que elimina a necessidade de água na moagem, sendo utilizada apenas na esmaltação e no polimento.

O fogo está relacionado à produção dos revestimentos cerâmicos. Nas nossas unidades fabris, controlamos diariamente a eficiência de todos os processos térmicos e reaproveitamos o calor dos fornos e atomizadores.

Na fábrica da Pointer, ainda contamos com um jardim de painéis fotovoltaicos, que alimentam a rede geral da indústria.

A política de resíduo zero envolve a reciclagem, a reutilização e a recuperação de tudo que é gerado no processo produtivo. Hoje, nosso índice de reaproveitamento é de 99%. 

Para isso, promovemos uma economia circular e responsável, com a maior parte dos resíduos sendo reincorporada à produção, compondo a massa cerâmica.

O que não pode ser incorporado é enviado à reciclagem. Apenas 0,07% é encaminhado para aterros. Até mesmo o papel usado nas embalagens é reciclado.

Diversidade

Essa é uma das premissas da Portobello. Buscamos valorizar as pessoas, a criatividade e as opiniões com ética, respeito e oportunidade para todos.

Para isso, fortalecemos nossa cultura de resultados e reconhecimento, adotamos metodologias de avaliação para sermos uma das melhores empresas para se trabalhar e engajamos nossos colaboradores em programas de voluntariado. A ideia é garantir um ambiente atrativo para talentos.

Atualmente, o setor administrativo da Portobello é formado por 50% de homens e 50% de mulheres. No varejo, 60,4% das nossas lideranças são femininas. 

Na área industrial é onde se encontra o maior desafio, pois 70% ainda são homens. Em 2021, 8,57% dos nossos funcionários eram pessoas com deficiência.

Comunidade

A sustentabilidade social também é uma preocupação da Portobello. Por isso, o cuidado com a comunidade é um dos nossos valores mais importantes.

Para tanto, contamos com alguns pilares, como:

  • ser parceiros da comunidade, apoiando boas iniciativas de responsabilidade social;
  • incentivar a cultura e participar das ações de voluntariado dos colaboradores;
  • promover saúde, segurança, bem-estar e desenvolvimento para as pessoas;
  • priorizar as crianças e o esporte nos projetos sociais.

Case Cobogó Mundaú

Na Portobello, a sustentabilidade vai além da governança e das ações de ESG. Refletem também na criação de produtos totalmente sustentáveis, desde a concepção à produção.

Um exemplo muito significativo é o Cobogó Mundaú. O produto nasceu a partir da aplicação da economia circular, por meio do projeto Maceió Mais Inclusiva, que é uma iniciativa conjunta realizada pelo BIDLab e pela Prefeitura de Maceió, em parceria com Braskem, Sebrae Alagoas, Desenvolve – Agência de Fomento de Alagoas e Universidad Politécnica de Madrid, implementado pelo IABS – Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade.

O produto utiliza como base a concha do Sururu, um molusco do estado de Alagoas que causava grande impacto ambiental na comunidade do Vergel. 

A partir da criação do cobogó, a concha se tornou parte da economia circular, reduzindo o problema e gerando renda para a população.

O que é sustentabilidade, socialmente justo
A produção do cobogó Mundaú gera renda para a comunidade, ajudando a retirar as pessoas da condição de vulnerabilidade social

(Foto: Portobello S.A.)

Antes do cobogó, a concha do Sururu era descartada, gerando um impacto de 300 toneladas mensais que trazia poluição e mau cheiro.

Agora, quando o consumidor compra o produto, ele integra essa cadeia de transformação, ajudando a resolver o problema ambiental e garantindo renda a uma comunidade em extrema vulnerabilidade social.

Premiações

Justamente por esse olhar inovador, o Cobogó Mundaú conquistou inúmeros prêmios, como o iF Design de 2022 na categoria produto. 

Esta é uma das mais importantes premiações de design do mundo, organizada na Alemanha desde 1953 e reconhecendo, todos os anos, as melhores criações.

Além do iF Design, a Portobello coleciona outros prêmios na área da sustentabilidade, como:

  • Prêmio Fritz Muller 2017, Santa Catarina;
  • 25º Prêmio Expressão de Ecologia, 2018;
  • Certificado de Responsabilidade Social de Santa Catarina, 2018;
  • Prêmio Empresa Cidadã, ADVB-SC, 2018-2019;
  • Prêmio Destaque em Sustentabilidade 2020, ABF.

Neste conteúdo, você aprendeu o que é sustentabilidade, entendendo que essa preocupação vai muito além do meio ambiente, passando por questões econômicas e sociais.

Na Portobello, esse assunto é levado a sério, tanto nas produções quanto nas relações com os nossos colaboradores e com a sociedade.

Agora você já sabe o que é sustentabilidade e como ela pode ser aplicada na arquitetura e nos materiais, como os revestimentos cerâmicos.

Continue aprendendo: veja como descartar entulhos de forma correta nas suas obras!

Foto de destaque: Cobogó Mundaú, da Portobello, é um exemplo da sustentabilidade aplicada a produtos (Projeto: Portobello S.A.)

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 1 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

  1. Bom dia. Li a matéria de vcs. A princípio para saber tudo que a de novo no mercado sobre sustentabilidade. Tenho um projeto na educação infantil pra colocar em prática e o tema é sustentabilidade.

Archtrends Portobello
Colunista

O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura...

Conhecer artigos



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.