13.12.2021
Avaliação
0
(0)
Entre as tendências para 2022 no design de interiores, uso de texturas e tons neutros se sobressai na busca pelo bem-estar (Projeto: Juliana Pippi)
0

Tendências para 2022: conexão e bem-estar na essência do design de interiores

minutos de leitura
Conheça as tendências para 2022 que remetem ao conforto e ao bem-estar no design de interiores. Confira ainda aplicações práticas para os conceitos!
minutos de leitura

Moda, design de interiores e arquitetura andam lado a lado quando o assunto são as tendências para 2022. Isso porque elas marcam comportamentos da sociedade. São conceitos abrangentes capazes de prever o que as pessoas vão consumir nos próximos dez ou quinze anos.

Para chegar às tendências para 2022, a Portobello analisa sinais, desejos e ações em um estudo sociocultural. O resultado é um Trend Book completo e cheio de referências para entender melhor a sociedade e também se inspirar em projetos de arquitetura e decoração. 

E convenhamos: desde o início da pandemia da Covid-19, a sociedade passou por diversas transformações. Nesse cenário, entender o passado e o presente é fundamental para projetar as necessidades e traduzir as tendências para 2022. 

Nas linhas a seguir, você entende melhor sobre um dos conceitos que vai estar em alta nos próximos anos e descobre como aplicar em projetos de arquitetura e design de interiores. Confira!

Tendências para 2022 incluem a busca pelo conforto e bem-estar

A pandemia da Covid-19 tirou todo mundo da sua zona de conforto. Foi preciso se adaptar a uma nova realidade, cheia de restrições, mas também de descobertas.

Isso porque esse cenário nos colocou em contato com espaços preciosos e capazes de nos trazer aconchego e bem-estar. Estamos falando da nossa casa, que de uma hora para a outra
se tornou nosso mundo inteiro.

Passamos dias, semanas e até meses em um ambiente que, antes, era praticamente um dormitório para muitas pessoas.

O olhar mais atento para os espaços da casa levou a um aumento no número de reformas em todo o país. O intuito: tornar os ambientes mais agradáveis e acolhedores para passar o dia inteiro em casa de um jeito leve e confortável.

Design de interiores ganhou mais espaço com o isolamento social e a necessidade de tornar o lar mais confortável (Projeto: Portobello S.A.)

E não foi só na arquitetura e no design de interiores que notamos esse comportamento da sociedade. Em um momento de crise, foi a hora de rever conceitos e prioridades. De passar a dar valor ao que realmente importa.

Foi aí que o conforto e o bem-estar falaram mais alto. Mas também surgiram aspectos como praticidade e versatilidade. Além disso, levar uma vida mais saudável e tranquila, gerar conexões com pessoas, com a natureza e até com pets passou a ser prioridade para muita gente.

Mas como isso tudo aconteceu na prática? Só para citar alguns exemplos, dentro de casa, o paisagismo ganhou espaço na tentativa de trazer aconchego por meio de plantas e de uma boa iluminação natural. Na moda, disparou a procura por roupas confortáveis, como moletom.

tendencias para 2022, bem-estar
Ambientes clean que priorizam o conforto da luz natural reforçaram seu valor (Projeto: Portobello S.A.)

E é justamente essa reconfiguração das prioridades que é retratada em uma das tendências para 2022 que a Portobello identificou: a Wellbeing. Em português, o termo quer dizer bem-estar.

Ela é, na verdade, uma macrotendência. Isso quer dizer que ela dura mais tempo do que uma tendência. A aplicação do conceito no curto prazo tem outros três desdobramentos, que a Portobello identificou como: Ways of Being, Flourishing e Hopefulness. A seguir, entenda melhor sobre eles e veja como colocar em prática!

Como traduzir a macrotendência Wellbeing na prática?

As três tendências para 2022 que derivam da Wellbeing são fundamentais para entender como a conexão e o bem-estar podem ser aplicados no design de interiores de um jeito prático. Entenda:

  • Ways of Being, ou “formas de ser”, reflete a busca pela flexibilidade, pela fluidez no modo de vida. Tudo se tornou mais dinâmico e os espaços dentro de casa precisam estar adequados a essa realidade. Afinal, agora eles são usados para descansar, trabalhar, receber... Tudo misturado!
  • Flourishing, ou “florescente”, é sobre despertar e priorizar aquilo que faz bem, o que traz calma e conforto. Do contrário, deve ser descartado. Nesse cenário, apostar no minimalismo e em um ambiente aconchegante faz todo sentido. Manter a limpeza e a organização também contribuem para esse conceito.
  • Hopefulness quer dizer ter esperança e olhar para o lado positivo das situações. Algo que deu fôlego para que muitas pessoas passassem pela pandemia da Covid-19. Lembrar dos pequenos prazeres e buscar a felicidade na simplicidade estão entre as formas de expressar esse conceito.
tendencias para 2022, bem-estar
Espaços integrados refletem fluidez e adaptabilidade das tendências para 2022 (Projeto: Portobello S.A.)

4 formas de aplicar essa tendência no design de interiores

Para levar bem-estar aos projetos de design de interiores, seguindo essas tendências para 2022, algumas sugestões práticas são:

1. Use elementos naturais, que levem a natureza para dentro de casa

Conectar-se com a natureza é uma das formas de aumentar o bem-estar. Durante o isolamento social por causa da Covid-19, muita gente precisou se privar desse contato com o verde, deixando de lado até os programas ao ar livre.

Nesse cenário, a busca pelo cultivo de plantas em casa cresceu, demonstrando o quanto esse elemento faz diferença não só no design de interiores, como também no bem-estar. Sem falar que as plantas são um bom passatempo e ainda deixam o ar mais limpo.

Além de espécies ideais para ter dentro de casa, também é possível escolher materiais naturais, que causam efeito semelhante. Estamos falando de madeira, interpretações do mármore, vime, bambu, entre outros tantos exemplos.

O projeto abaixo é uma boa demonstração de como incorporar essa tendência para 2022 no design de interiores. O espaço com cores neutras tem parede com relevo em revestimento Marea Travertino, que remete ao movimento da areia da praia. Em grande formato, de 50x120 cm, ainda torna o ambiente mais elegante.

Os jardins verticais e de inverno ajudam a deixar o espaço mais aconchegante. A mesa no local amplo pode ser usada tanto durante o home office quanto para as refeições, o que remete à fluidez e à flexibilidade da tendência Wellbeing.

tendencias para 2022, bem-estar
Plantas e outros elementos naturais criam sensação de bem-estar nos espaços (Projeto: Juliana Guarize e Tássia Hoffmann / Foto: Felipe Araújo)

2. Aposte em texturas que ajudem a gerar conexão com o ambiente

De maneira geral, as texturas no design de interiores convidam ao toque. Elas podem aparecer em diferentes partes do projeto, como em elementos têxteis. Mantas, almofadas e outros objetos compõem um espaço perfeito para relaxar e contemplar momentos de descanso.

A mesma sensação pode ser obtida com revestimentos texturizados. No projeto abaixo, a escolha para o fundo da parede foi White Bubble, que reproduz bolhas de sabão.

A superfície tem toque acetinado, que remete à suavidade da seda. O relevo ajuda ainda a decorar o espaço sem a necessidade de muitos elementos, contribuindo para um visual clean. Sem falar que o tom clarinho ilumina o ambiente.

Já a combinação com bancada, prateleiras e utensílios de madeira remete ao aconchego da natureza, reforçando a experiência sensorial desta cozinha.

Texturas em revestimentos e objetos de decoração convidam ao toque e tornam os espaços acolhedores (Projeto: Portobello S.A.)

3. Cores claras e neutras deixam ambiente mais leve

Além de serem fáceis de combinar, os tons claros dão amplitude e leveza aos espaços. Branco, off-white, cinza claro e bege estão entre aquelas que nunca saem de moda e podem ser usadas sem medo. Isso sem falar que estão entre as tendências para 2022.

Uma dica importante é ir além do design de interiores, mantendo o ambiente limpo e organizado, o que ajuda a aumentar a sensação de bem-estar.

Mas quando falamos apenas sobre a decoração, o tom sobre tom pode se unir às texturas para deixar os espaços mais aconchegantes e sofisticados.

É o que acontece na sala abaixo, que fica ainda mais charmosa com o painel em Calacatta Blanc atrás da TV.

Além disso, o revestimento que interpreta madeira no piso se une para formar um espaço totalmente claro e aconchegante. A sensação de conforto é ampliada pelas luzes indiretas e pela escolha de tapetes, cortinas e mobiliário.

Cores claras dão amplitude e deixam ambiente mais leve (Projeto: Portobello S.A.)

4. Para dar cor, prefira tons pastel e suaves que remetam à calma

Oliva e outros tons pastel como rosa, azul e amarelo são ótimos para compor ambientes em que o intuito é gerar a sensação de bem-estar.

De preferência, a combinação deve ser entre cores neutras e também claras, como as que citamos no tópico anterior. Assim, você mantém o ambiente leve e calmo.

A mescla entre cores também é possível, mas de preferência usando no máximo três delas para não fugir do conceito dessa tendência para 2022.

No living abaixo, a ideia foi justamente essa. Os tons naturais ganham realce com o uso do amarelo pontualmente em objetos de decoração como tapetes e quadros, além de parte da parede ao fundo. O toque de cor se integra às texturas e elementos naturais, que têm tudo a ver com o conceito Wellbeing.

Para representar cimento, veios de mármores e texturas rústicas, foram usados diferentes revestimentos que se sobressaem devido aos móveis claros e neutros.

tendencias para 2022, bem-estar
Pontos de cor em tons pastel mantêm a suavidade dos ambientes em cores neutras (CASACOR RIBEIRÃO PRETO | SP 2021 | Projeto: Studio A R interiores/Foto: Carolina Mossin)

Quer saber o que mais vai estar em alta no design de interiores? Baixe o Trend Book da Portobello e conheça outras tendências para 2022!

Imagem principal: Entre as tendências para 2022 no design de interiores, uso de texturas e tons neutros se sobressai na busca pelo bem-estar (Projeto: Juliana Pippi)

LEIA TAMBÉM:

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

  1. Bom conteúdo, porém ainda continuo com dúvidas acerca do tipo de material dos pisos, por exemplo. Ainda predomina o porcelanato ou um piso mais rústico, que apareça menos sujeira?

Archtrends Portobello
Colunista

O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura...

Conhecer artigos



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.