02.06.2022
Avaliação
()
A paleta de cores faz toda a diferença na decoração de qualquer ambiente (Projeto: Cardoso Chouza Arquitetos)
0

Paleta de cores na decoração – encontre a sua e aplique

minutos de leitura
O uso da paleta de cores permite que o profissional de arquitetura ou design de interiores explore a sua criatividade ao compor ambientes. Saiba mais!
minutos de leitura

Decidir qual será a paleta de cores para um ambiente é uma das principais tarefas dos arquitetos, decoradores e designers de interiores. É muito importante escolher bem as tonalidades que irão compor a sua casa, pois isso será determinante para a sensação transmitida pela decoração.

Ficar de olho nas tendências é uma forma de acertar na paleta. Uma boa ideia é acompanhar quais são as cores do ano do Pantone Color Institute, assim, as escolhas sempre ficarão de acordo com o que está em alta na arquitetura.

Planejar a paleta, ou seja, o conjunto de cores é uma tarefa que demanda certo tempo. Então, seja na hora de escolher as cores para a sala de estar, ou para qualquer outro ambiente da casa, é preciso estudar as possibilidades. Quer saber criar uma boa paleta e ver as melhores formas de usá-las? Então, continue neste conteúdo e se surpreenda!

O que é uma paleta de cores e como usá-la na decoração?

A paleta de cores é um conjunto de tons que são escolhidos para formar uma combinação equilibrada e harmônica que trasmita alguma ideia para quem está observando. Não há uma regra de quantas cores pode-se escolher para sua paleta. A quantidade irá variar conforme sua necessidade e a identidade visual que deseja criar, seja para seu projeto, arte ou outra composição.

Na decoração a paleta é usada para definir quais os tons que estarão presente em um ambiente ou num projeto arquitetônico. Esses tons são utilizados para ajudar a definir o estilo da obra, trazer destaque para determinadas partes do espaço e também transmitir diferentes sensações aos usuários.

Um exemplo clássico é a paleta de cores minimalista, que utiliza o branco, preto e algumas escalas de cinza para montar um mix harmônico e de acordo com a proposta estabelecida. Ou então os espaços com ideia de trazer um aspecto natural que sempre contam com peças em marrom, diferentes tons de verde etc.

Agora que sabe o que é esse conjunto de cores, que tal entender como criar o ideal para seu projeto?

Paleta de cores na decoração – 6 passos para criar a sua

Na internet, existem muitas ferramentas para montar uma combinação cromática, entre esses instrumentos um dos mais famosos é o Adobe Color. Porém, na decoração, é preciso ir além do que já está pronto. Afinal, nessa área o gosto pessoal e personalidade dos usuários é muito mais importante do que algumas tonalidades unidas por um algoritmo, não é mesmo?

Então, aprenda como ter a sua paleta de cores para decoração em apenas seis passos – e um bônus. Confira.

1. Considere as preferências pessoais

Os gostos pessoais de quem usará o ambiente é o ponto principal na escolha das cores. Seja para você ou para um cliente, é preciso que os moradores se sintam confortáveis. Ou seja, não adianta criar uma paleta com tonalidades que vão incomodar aos usuários.

Para se sentir acolhido em um ambiente, é crucial que ele combine com a personalidade de quem o utiliza. A partir disso, será possível decidir a próxima etapa na criação da paleta.

2. Decida o estilo da decoração

Depois de descobrir as preferências pessoais, é hora de partir para o estilo de decoração. Nessa hora, há inúmeras possibilidades, que vão desde o mais clássico até o contemporâneo. Porém, o estilo arquitetônico devecombinar com as preferências pessoais de quem irá frequentar o espaço.

Alguns estilos de decoração já possuem cores que harmonizam muito bem. Por exemplo, uma decoração mais rústica combina bem com o uso de tons terrosos na decoração, porque eles trazem uma sensação mais acolhedora.

3. Saiba o significado de cada cor e escolha qual ideia quer passar

Cada cor tem um significado. Por isso, é importante saber como cada uma é percebida. Cada cor passa uma sensação específica. Por exemplo, cores intensas não são recomendadas para ambientes de descanso, como um quarto. Para não cometer nenhuma "gafe arquitetônica", busque o significado e o sentimento que cada cor pode transmitir.

Por exemplo, o laranja é uma cor vibrante e alegre, então, normalmente não é recomendada para um escritório, que é um ambiente mais sério. Além disso, esse tom transmite movimento, desejo de ação. O azul é uma cor aconchegante, apesar de estar entre as tonalidades frias, e pode ser usado em salas ou outros ambientes em que desejamos relaxar. Já o branco traz a limpeza à tona e ilumina o ambiente.

Cada espaço da casa vai combinar melhor com um conjunto específico. Ou seja, o vermelho é uma cor que estimula e dá energia ao ambiente, por isso, é mais recomendado para ambientes movimentados, como a sala ou a cozinha. Por sua vez, os tons pastéis passam tranquilidade e são ideais para os quartos das crianças.

Explicamos mais sobre o significado de cada um desses tons no conteúdo sobre cores para a sala. Confira!

4. Varie nas combinações

Nesta etapa, você já decidiu o estilo da decoração e falta comprar tudo. Mas, antes de gastar dinheiro, você precisa analisar as harmonizações possíveis. Ou seja, estude como cada cor vai ficar na decoração antes de pintar e decorar.

Por exemplo: em uma paleta específica, o verde pode tanto ser o protagonista quanto estar presente apenas nos detalhes. Atualmente, existem aplicativos que podem ajudar na hora de decidir onde vai cada tom. Ao usá-los você pode perceber se a sua ideia inicial de cor principal ficará melhor como apenas como um detalhe da decoração.

5. Aposte nos contrastes

Uma forma segura de fazer combinações é apostar nos contrastes. Assim, você pode deixar sua decoração menos monótona e mais ousada. Além disso, essa prática pode dar mais destaque a um elemento específico da decoração. Por exemplo, sabe aquele sofá de canto lindo que você queria que todo mundo visse? Use o contraste para destacá-lo.

Quando se fala de contrastes na decoração, uma forma segura é usar uma cor neutra como base. Pense em uma paleta de cores com cinza como principal. Esse tom é neutro e combina com muitas outros, assim, os objetos coloridos ficarão bem contrastados.

6. Conheça as tendências

Há uma frase famosa que diz que nada é totalmente criado. Na decoração também é assim: por mais incrível que o profissional seja, ele terá as suas próprias inspirações, e isso influencia diretamente no seu estilo de trabalho. O mesmo vale para a escolha das cores em uma paleta.

Então, é importante que você consuma conteúdos relevantes no assunto, visite lojas especializadas e converse com profissionais no assunto. Isso vai te ajudar a perceber o que é modismo e pode deixar a decoração datada e o que é atual e atemporal.

Um bom exemplo de forma de conhecer as tendências são com conteúdos como o do Archtrends Portobello. Por exemplo, confira o conteúdo com dicas de rose gold na decoração.

BÔNUS: use o círculo cromático para acertar nas cores da decoração

Há uma ferramenta que ajuda designers e decoradores há muitos anos. Ela é o círculo cromático, que ajuda a visualizar quais são as cores complementares, opostas e os tons que podem ser usados. Para usar esse círculo, basta selecionar a sua cor e ver quais são as suas análogas, complementares ou contrastantes.

Ao seguir as combinações sugeridas pelo círculo cromático, sua paleta de cores vai sair do óbvio. O ambiente vai ficar mais vivo e completo.

Quais as principais paletas de cores para decoração?

Existe uma enorme variedade de paletas de cores que você pode usar para a decoração do seu lar. Separamos as principais delas para te inspirar. Veja quais são:

Paleta de cores na decoração boho chique

A paleta de cores boho chique consiste na união de tons neutros e super coloridos. Além disso, os enfeites artesanais são itens obrigatórios nesse estilo. Ele é um mix de outros estilos que remetem à liberdade, estilo rústico, vintage e folk.

Já os móveis são românticos e as estampas são étnicas. Quem gosta de um bom projeto de DIY pode se aventurar e pensar nos itens de decoração que vão ser usados nessa paleta. Veja os tons que vão bem no boho chique:

  • Caramelo;
  • Azul escuro;
  • Azul turquesa;
  • Azul claro;
  • Branco;
  • Madeira avermelhada;
  • Creme;
  • Verde;
  • Terracota.
Sala de estar integrada à cozinha e sala de jantar no estilo boho chique com detalhes azuis e caramelo
A decoração boho chique pode ter diversas paletas de cores, mas o caramelo é um dos tons mais vistos (Projeto: Jessica Castro)

Paleta de cores na decoração industrial

As bases desse estilo são: concreto, tijolos aparentes e ferro. Ou seja, elementos mais crus e fiéis à essência. Isso mostra que a beleza de uma decoração está além do acabamento fino. Por esse motivo, as cores usadas nessa decoração devem ser sóbrias. Como bons exemplos, temos o preto, o terracota, o cinza, algumas cores claras etc.

Por ser um estilo mais cru, os objetos decorativos e acabamentos fazem toda diferença em uma decoração industrial. Então, os azulejos podem ser no estilo subway tiles, ou seja, tijolos de metrô, as mesas podem ter tampos em madeira crua e os metais merecem muito destaque.

As cores que vão bem em uma paleta industrial são:

  • Cinza;
  • Greige (bege + cinza);
  • Preto;
  • Grafite;
  • Branco;
  • Madeira;
  • Verde.
Área gourmet no esstilo industrial com churrasqueira acoplada na parede, bancada no estilo americano e decorações na cor preta
Peças pretas dão um destaque maior para o estilo industrial (Projeto: Henrique Yokoyama)

Paleta de cores na decoração clássica

Decoração clássica é um estilo que traz uma atmosfera luxuosa para qualquer ambiente. Nesse caso, o cômodo deve ser elegante, com objetos ornamentais e cores sofisticadas. Contudo, algumas cores se encaixam como clássicas são aquelas que sempre estão na moda e combinam com vários estilos.

Bons exemplos de uma paleta de cores na decoração clássica são:

  • Creme;
  • Off-white;
  • Branco;
  • Marrom;
  • Dourado;
  • Prateado;
  • Madeira escura.
Sala de jantar no estilo clássico com cadeiras adornadas, lustre e muitos pontos de iluminação
A combinação entre tons neutros traz elegância e harmonia a um ambiente no estilo clássico (Projeto: Nathália Montans)

Paleta de cores na decoração minimalista

As cores da paleta minimalista normalmente são neutras, afinal, esse estilo é sobre ter o mínimo de informação visual possível. Outra opção para quem quer adotar um espaço minimalista em casa é recorrer ao tom sobre tom. Em ambos os casos a paleta é – ou quase – monocromática.

Lembre-se de que o estilo minimalista vai além das cores por si só. Os móveis também precisam seguir a mesma proposta. Por isso, veja como planejar um guarda-roupa assim, para mudar a decoração e o jeito de se vestir. As cores que combinam com a paleta minimalista são:

  • Branco;
  • Off white;
  • Cinza;
  • Preto;
  • Madeira clara;
  • Verde escuro.
Mesa retangular em ambiente com vista para o exterior da casa
A paleta de cores é o ponto-chave para um espaço minimalista (Projeto: Bruno Brandini)

Combine a paleta de cores com o revestimento

O revestimento é uma das partes mais importantes da paleta de cores. Por isso, ele deve combinar com as tonalidades do restante da decoração. Se o revestimento é interno, você pode combinar as suas cores com o restante da marcenaria. Ou seja, combine as cores dos móveis com um porcelanato natural.

Já quando o assunto é o revestimento externo, você pode pensar em uma paleta toda apenas usando os materiais para revestimento. Para isso, aposte em texturas e materiais diferentes para melhorar ainda a sensação ao frequentar a área externa da casa.

Archtrends inspira: 5 opções de paletas para aplicar no seu lar

Buscar referências é uma boa ideia para decidir o que agrada nas paletas de cores da decoração. Por isso, nesta seção do conteúdo você vai ver as combinações que são uma escolha segura. Elas valem para muitos ambientes da casa. Contudo, sempre tenha em mente em levar em conta o significado de cada um dos tons escolhidos.

Cores neutras

A decoração com cores neutras é atemporal. Ela pode ser usada em vários ambientes e sempre será um coringa. Veja como a referência usada aqui fica muito harmônica.

Projeto em cores neutras com escada para segundo andar e sala integrada à cozinha
A combinação entre o preto, branco e os tons amadeirados nunca sai de moda (Projeto: Carlos Pardal)

Tons pastel

A paleta de tons pastel é composta por cores com baixa saturação. Por esse motivo, no Brasil ela ficou famosa por decorar quartos de bebês. Mas, na arquitetura, quanto mais alguém sai do óbvio, maior a chance de sucesso. Então, arrisque usar cores pastel em outros ambientes da casa e tenha um ambiente mais romântico.

Sala de jantar com mesa de madeira, cadeiras cinzas, parede em azul pastel com decorações como espelho e vaso de flores
Com uma paleta de cores pastel você consegue um ambiente aconchegante e romântico (Projeto: Incomum Arquitetura Singular)

Cores frias

As cores frias – azul, cinza, verde e o violeta –passam um sentimento de calma, tranquilidade e esperança. Na decoração, elas são usadas também para aumentar a sensação de espaço. Por isso, são ideais tanto para ambientes de repouso quanto para ambientes pequenos. Contudo, essas tonalidades podem passar uma sensação de vazio em lugares muito grandes.

Cozinha com bancada em tons frios e madeira, geladeira e porta de saída ao fundo
As cores frias são uma excelente aposta para projetos com pouco espaço (Projeto: Bruna Balestieri Arquitetura e Interiores)

Tom sobre tom

Paletas assim são ideais para quem quer sair das cores neutras, se aventurar por tons diferentes, mas sem perder a elegância. Como o próprio nome diz, nesta paleta de cores, a principal variação será na matiz e na saturação dos tons escolhidos. Um bom exemplo disso é a referência selecionada aqui.

Sala de jantar com grande mesa central com cadeiras de madeira com revestimento branco e lustre
A proposta tom sobre tom é uma solução simples e charmosa para trazer harmonia ao ambiente (Projeto: Dani Baratz Arquitetura)

Cores quentes

As cores quentes são mais vivas. Por isso, usar o amarelo, o vermelho e o laranja na decoração é uma escolha um tanto ousada. Em geral, elas são cores muito provocantes e chamativas, então, se a sua intenção não for essa, é preciso usá-las com cuidado.

Sala de jantar com mesa preta, cadeiras de couro marrom, adereços de vidro acima do tampo e quadro colorido na parede do fundo
As cores quentes trazem a sensação de alegria e energia ao espaço (Projeto: Bruno Brandini)

Com essas ideias fica mais fácil decidir como vai ser a sua nova paleta de cores, não é mesmo? Para isso, lembre-se das dicas do nosso passo a passo: pense nas preferências pessoais, no estilo, no significado da cor, nas sensações passadas, bos contrastes, nas tendências e nas combinações. Isso vai deixar os seus ambientes incríveis.

A escolha das cores é apenas uma das etapas da decoração. A partir disso, é possível decidir como serão os móveis, os objetos decorativos e, em certos casos, até os eletrodomésticos. Então, para deixar seus espaços completos, confira nosso conteúdo sobre como montar uma cozinha americana.

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2022- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies