16.08.2022
Avaliação
0
(0)
Apostar em teto verde e cisterna para captação da água da chuva é uma das formas de tornar a casa autossuficiente (Projeto: Portobello S.A.)
0

Casa autossuficiente: o que é e como criar projetos que não impactam o ambiente

minutos de leitura
Uma casa autossuficiente é ideal para integrar o espaço à natureza, ajudar na preservação do meio ambiente, além de economizar em contas como água e luz.
minutos de leitura

Pensar em sustentabilidade nos projetos de arquitetura se tornou uma necessidade. Afinal, o cuidado com o meio ambiente não pode mais esperar. E é nesse cenário que surgiu a chamada casa autossuficiente.

Para ouvir o artigo completo, clique no play abaixo:

Esse é um conceito de construção que equilibra o consumo e o desenvolvimento sustentável, sem abrir mão do conforto e das tendências de design.

Ao adotar uma arquitetura verde, os benefícios são tanto para o meio ambiente quanto para os moradores. Isso porque ela é capaz de reduzir as despesas, além de tornar os ambientes mais agradáveis.

O que é uma casa autossuficiente?

Casa autossuficiente dispõe dos recursos necessários para manter seu funcionamento (Projeto: Estúdio 2 arquitetura)

Em linhas gerais, uma casa autossuficiente é uma construção que consegue funcionar de forma autônoma. Ou mesmo com poucos recursos.

Significa dizer que a construção tem meios para gerar seus próprios recursos como energia elétrica, abastecimento de água e até alimentos.

Em alguns casos, isso resulta em um investimento maior nas fases do projeto e da obra. No entanto, o resultado vale a pena no longo prazo. Afinal, proporciona mais economia e, claro, sustentabilidade. Então, o bolso e o planeta agradecem!

6 dicas para ter uma casa autossuficiente

Nem sempre é possível ter uma casa totalmente autossuficiente. Seja pela localização, pelo baixo orçamento ou por outros fatores externos, como o clima.

No entanto, existem diversas medidas que podem ser adotadas para causar o menor impacto possível com a construção.

Para te ajudar a entender como conquistar uma casa com essas características, listamos algumas ideias para incluir nos seus projetos. Acompanhe!

1. Casa autossuficiente pode ser construída com produtos sustentáveis

Escolha de materiais faz toda a diferença em uma casa autossuficiente (Projeto: Mila Strauss)

A escolha dos produtos de uma casa autossuficiente é uma etapa importante para garantir um projeto sustentável.

Afinal, não adianta a casa usar poucos, ou nenhum, recurso natural, mas ter um projeto que causou grande impacto ao meio ambiente.

Nesse caso, eles podem ser reciclados ou que agridem menos a natureza, como é o caso do porcelanato

Além de reproduzir com fidelidade materiais como madeira e mármore, sua produção não causa tanto impacto ao meio ambiente quanto a extração dessas matérias.

2. Reciclar e reaproveitar são pontos importantes em casa autossuficiente

A redução de resíduos deve ser uma preocupação na hora de construir uma casa autossuficiente. Nesse sentido, reciclar e reaproveitar materiais pode ser uma boa solução.

Na fase da obra, tenha cuidado com o descarte de resíduos, para assegurar que aconteça da forma correta.

Contudo, também é possível incluir na casa sistemas de compostagem para o tratamento da água, além da reciclagem. Assim, é possível garantir o máximo proveito dos recursos.

3. Energia sustentável se faz presente em uma casa autossuficiente

Energia solar ajuda casa a se tornar autossustentável (Projeto: Marcia Merccia)

Assim como em outras construções, a casa autossuficiente precisa de energia elétrica. Afinal, ela promove iluminação, ventilação, aquecimento, conforto, entre outros benefícios.

E com o avanço da tecnologia, está cada vez mais fácil e acessível instalar placas que captam energia solar. 

Dependendo da quantidade de placas e do projeto, elas são capazes de gerar energia suficiente para toda a casa, o que a torna realmente autossuficiente.

Como os painéis fotovoltaicos são instalados no telhado, não ocupam espaço e podem ser incluídos facilmente nos projetos.

Contudo, para quem tem mais espaço e está em áreas com alta incidência de ventos, outra opção é a energia eólica.

4. Ventilação e iluminação natural reduzem consumo de energia

Iluminação natural ajuda a tornar o projeto autossustentável (Projeto: Paola Navone)

O projeto de uma casa autossuficiente ainda precisa considerar o melhor aproveitamento de recursos naturais muito importantes, como a ventilação e a iluminação.

Nesse caso, a posição do terreno pode influenciar na construção, sempre visando o melhor aproveitamento da luz solar e do vento.

Dessa forma, é possível ter uma casa bem iluminada em grande parte do dia, além de garantir a boa ventilação, o que reduz o uso de aparelhos elétricos.

Além de proporcionar economia de energia, esses detalhes no projeto são capazes de aumentar a sensação de bem-estar, uma vez que aproximam os moradores da natureza.

Também pensando na economia de energia, é possível incluir recursos que são capazes de resfriar ou aquecer o ambiente, a depender da sua localização. No primeiro caso, por exemplo, a inclusão do paisagismo é fundamental, tanto fora quanto dentro da casa.

5. Sistemas de abastecimento de água também ajudam a economizar

Outro ponto importante para uma casa autossuficiente é o abastecimento de água. Em alguns casos, a opção é por cisternas ou poços, capazes de fornecer água potável sem depender de companhias públicas.

Também existe a possibilidade de captar e reaproveitar a água da chuva. Dessa forma, é possível usar para regar plantas, dar descarga ou lavar o quintal, por exemplo.

Mais uma ideia interessante é o telhado verde. Ele pode ter um sistema de reuso da água da chuva, que serve tanto para a irrigação da vegetação quanto para os fins que citamos anteriormente.

O interessante é que esse tipo de projeto ainda pode reduzir a temperatura e o barulho no interior da casa. Sem falar que o contato com a natureza tende a aumentar o bem-estar dos moradores.

6. Casa autossuficiente pode ser responsável pela alimentação

Horta em casa é característica de projeto autossuficiente (Projeto: Bibiana Menegaz)

Até alimentos podem ser produzidos em uma casa autossuficiente, reduzindo os gastos com produtos que se compra no supermercado. Além disso, é possível apostar em uma alimentação mais saudável e sustentável.

Para isso, basta cultivar espécies como vegetais e frutas. Se não houver espaço para plantar árvores frutíferas ou criar uma horta, você pode apostar em vasos com temperos e espécies menores e mais fáceis de cuidar.

Dá até para ter um galinheiro ou um lago com peixes. Portanto, além da economia, esse aspecto de uma casa autossuficiente ainda ajuda a ter uma vida mais saudável, comendo alimentos frescos e sem o excesso de produtos químicos.

Se você quer tornar sua construção mais verde e, a casa, autossuficiente, conheça também a tendência do jardim vertical e descubra suas vantagens!

Apostar em teto verde e cisterna para captação da água da chuva é uma das formas de tornar a casa autossuficiente (Projeto: Portobello S.A.)

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Archtrends Portobello
Colunista

O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura...

Conhecer artigos



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.