29.01.2024
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
escultura Eduardo Srur
“Pintado” (2019), escultura de Eduardo Srur na forma do peixe pintado, que já viveu no Rio Pinheiros, antes da contaminação de suas águas (Foto: Virada Sustentável/Onze.tv)

Intervenção urbana: o que é e 5 exemplos dessa manifestação artística

 minutos de leitura
calendar-blank-line
29.01.2024
Descubra quais são os tipos, as principais características da intervenção urbana e os impactos provocados por ela nas pessoas
minutos de leitura

Já ouviu falar sobre intervenção urbana? Esse é o nome dado às manifestações artísticas que impactam a dinâmica das cidades e dialogam com o espaço urbano.

Mais do que oferecer uma experiência estética, essas intervenções chamam atenção para questões importantes do nosso tempo.

Com criatividade, artistas do mundo inteiro transformam espaços públicos e convidam as pessoas a despertarem o senso crítico.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue lendo!

grafite em prédio
“O Brigadista da Floresta”, obra do artivista Mundano, é uma releitura de “O Lavrador de Café” de Portinari que homenageia os brigadistas florestais que lutam para manter as florestas em pé (Foto: Sintegrity)

O que é intervenção urbana?

“Intervenção urbana” é o termo usado para se referir às manifestações artísticas feitas nas grandes cidades.

Em vez de ocupar museus e galerias, as intervenções urbanas usam o espaço público para se expressar visualmente ou por meio de outras linguagens, como a música e o teatro.

Por conta disso, as obras interagem com o ambiente, chamando a atenção de quem passa por elas.

Mais do que deixar as cidades mais bonitas, as intervenções urbanas instigam as pessoas a refletirem sobre questões estéticas, sociais, culturais e políticas contemporâneas.

A escolha por se expressar em lugares públicos também está ligada a críticas por parte de muitos artistas em relação às restrições em espaços tradicionais de exposição de arte.

Assim, a partir do momento em que a arte está literalmente na rua, passa a ser acessada por toda e qualquer pessoa. E gera um impacto significativo na paisagem urbana.

grafite em prédio
Edifício no centro de São Paulo com grafite em estilo pop art (Foto: Felipe Garcia)

Quais são os tipos de intervenção urbana?

Quando o assunto é arte urbana, logo pensamos nos grafites que conferem vida aos muros e prédios das cidades, não é mesmo?

Afinal, esse tipo de pintura produz um forte impacto visual e foi bastante disseminado ao longo das últimas décadas pelo mundo inteiro. Ou seja, estamos mais familiarizados com o grafite.

No entanto, fique sabendo que existem outros tipos de intervenção urbana, de diferentes portes e com diversas linguagens.

Caminhando pelas ruas da cidade, quantas vezes você não se deparou com um poste ou uma placa cheios de adesivos colados? Não por acaso, já se tornaram parte do visual urbano no mundo inteiro.

intervenção urbana
Os adesivos são um dos tipos de intervenção urbana (Foto: Brecht Bug)

Há também os famosos lambe-lambes, uma espécie de cartaz fixado com cola artesanal em muros, postes, lixeiras, entre outros mobiliários urbanos.

Por serem impressos e, portanto, fáceis de serem replicados, costumam ser colados em série, ocupando espaços inteiros de muros vazios.

Ainda no campo visual, estão as intervenções urbanas que envolvem a instalação de objetos e uso de diferentes técnicas para transformar o espaço. Mais para frente, você poderá entender melhor do que se tratam com os exemplos que serão apresentados.

Não podemos deixar de falar também sobre as outras linguagens artísticas, como a música e o teatro, que podem ser usados para intervir no ambiente urbano.

exemplo de flash mob
Flash mob de acro yoga no centro de Austin, Texas (Foto: Earl McGehee)

Um ótimo exemplo é o “flash mob” — mobilização rápida, em português. Um grupo de pessoas se organiza para fazer uma ação comum, envolvendo dança, música e encenações, em praças, ruas, estações de metrô, etc.

No flash mob, o grupo faz uma apresentação atípica, que logo se dispersa, como se nada tivesse acontecido. Ou seja, abandona a lógica de uma apresentação tradicional.

Conheça as principais características de uma intervenção urbana

Talvez você já tenha algumas pistas de quais são as características mais marcantes de uma intervenção urbana.

A seguir, vamos falar sobre as principais delas para entender melhor os impactos dessas manifestações artísticas:

Percepção do espaço urbano

Nas grandes cidades, o dia a dia da população é bastante agitado. Na correria entre casa e trabalho, pouca atenção costuma ser dada ao que está ao redor.

Nesse sentido, a intervenção urbana convida as pessoas a perceberem o cenário por meio de experiências estéticas.

Portanto, nem que seja por alguns minutos, as retira do automático e da objetividade funcional. E, acima de tudo, insere a arte no cotidiano.

exemplo de intervenção urbana
Muro onde estão presentes grafites e lambe-lambes (Foto: ducan cumming)

Crítica ou reflexão

Além de transformar o dia a dia, a intervenção urbana carrega mensagens importantes, tendo um caráter crítico em torno de questões que afetam a vida das pessoas.

E o intuito é justamente provocar uma reflexão.

A presença de obra de arte na rua, na praça ou no metrô, por exemplo, é uma oportunidade única de colocar as pessoas em contato com problemas que recebem pouca visibilidade.

Efemeridade

Seja qual for o tipo de manifestação, o que as intervenções urbanas têm em comum é a efemeridade. Ou seja, são temporárias, transitórias.

Diferentemente das obras conservadas em galerias e museus, as obras de arte urbana ficam expostas e, portanto, sujeitas às intempéries e passagem do tempo.

Já no caso das apresentações de teatro e dança, o caráter efêmero é ainda mais nítido, uma vez que a intervenção começa e acaba num curto período de tempo.

Leia mais:

Então, qual é o objetivo de uma intervenção urbana?

Cada manifestação carrega uma mensagem própria. Entretanto, todas as intervenções possuem objetivos em comum.

Um deles é a expansão dos conceitos de arte, que extrapolam os limites das obras convencionais. Assim, retoma o questionamento do que é arte e incita o público a participar da discussão.

Outro ponto interessante é muitas intervenções serem feitas para chamar atenção para um problema social. Trata-se de uma forma de lembrar a população de que determinados problemas existem, além de cobrar soluções do poder público.

Esse aspecto tem a ver com a própria origem da intervenção urbana.

No Brasil, as manifestações artísticas em espaços públicos surgiram durante a Ditadura Militar, entre 1964 e 1985. A arte era usada como uma forma de resistência e protesto diante dos governos autoritários.

Nas décadas seguintes, a intervenção urbana se expandiu e diversos artistas começaram a colocar em evidência diversas demandas sociais. Tanto é que nos anos 1990, coletivos de artistas começaram a surgir em várias cidades do país.

Até hoje a arte de rua carrega consigo esse propósito, que vai além da experiência estética da obra em si.

5 exemplos de intervenção urbana que se destacaram pelo mundo

Veja a seguir alguns projetos no Brasil e em outros países que se tornaram símbolos da arte urbana:

1. Mais amor por favor

lambe-lambe mais amor por favor
Lambe-lambe que se popularizou com a frase “Mais amor por favor” (Foto: Fora do Eixo)

Em São Paulo, o coletivo “Mais amor por favor”, nascido em 2009, espalha lambe-lambes pela metrópole para tentar despertar a atenção das pessoas para o amor.

A proposta surgiu diante da agressividade, indiferença e velocidade da capital paulista. E foi nos muros e paredes de espaços públicos que o grupo encontrou uma maneira de transmitir essa mensagem.

2. Curativos Urbanos

O projeto “Curativos Urbanos” coloca em evidência os buracos em ruas e calçadas mal cuidadas das cidades.

Para isso, colam adesivo em formato de band-aid sobre os buracos, como uma espécie de curativo, deixando os buracos mais evidentes para evitar que as pessoas se machuquem.

Além de chamar atenção para o risco de acidentes e quedas de pedestres, a intervenção urbana ajuda a demandar da prefeitura os reparos necessários.

Criado por arquitetos na cidade de São Paulo, o projeto já passou por outras cidades do Brasil e até da Itália.

3. Cow Parade

cow parade
Vaca pintada exposta na cidade de Marselha, na França (Foto: mildiou)

O CowParade é o maior evento de arte a céu aberto do mundo. Desde 1999, já passou por dezenas de cidades do planeta, inclusive no Brasil.

Tem como principal objetivo democratizar a arte por meio da inclusão cultural.

Uma escultura de vaca em fibra de vidro e tamanho natural é entregue para os artistas selecionados pintarem. Depois, são espalhadas pelas ruas, que funcionam como um espaço de exposição acessível para todas as pessoas.

4. Yarn bombing

exemplo de yarn bombing
Yarn bombing em Hertfordshire, Inglaterra (Foto: Peter O\'Connor aka anemoneprojectors)

“Yarn bombing” é um termo em inglês que significa “bombardeio de fios”. Esse tipo de intervenção artística se popularizou mundo afora, conferindo cor para as ruas das cidades.

É um trabalho artesanal que utiliza técnicas de crochê para criar adornos para árvores, pontes, estátuas, hidrantes, bancos e para o que a criatividade permitir.

5. Rubber Duck

intervenção urbana na bélgica
Escultura em forma de pato de borracha sobre um canal na Bélgica (Foto: Z33 House for Contemporary Art, Design & Architecture)

O artista holandês Florentijn Hofman ficou conhecido por criar esculturas gigantes e colocá-las sobre lugares inusitados em cidades por todo o mundo.

Além do projeto “Rubber Duck”, em português pato de borracha, o artista já criou outras obras gigantes que ficaram bastante famosas, como o “HippopoThames”, um hipopótamo de 21 metros colocado no Rio Tâmisa, em Londres.

Esses exemplos mostram como a arte, por meio da intervenção urbana, está ligada ao urbanismo, uma vez que transforma os espaços públicos.

Quer saber mais sobre o urbanismo? Leia o artigo para conhecer a técnica de projetar e construir cidades!

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Intervenção urbana: o que é e 5 exemplos d...

Intervenção urbana: o que é e 5 exemplos dessa manifestação artística

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Archtrends Portobello
Colunista

O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura...

Conhecer artigos



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies