26.03.2024
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
Cidades inteligentes unem tecnologia, qualidade de vida e proteção ao meio ambiente ((Foto: Jaehyuk Lee/Wikimedia Commons)

Cidades do futuro: como serão os novos espaços urbanos

 minutos de leitura
calendar-blank-line
26.03.2024
Conheça as características e entenda a importância das cidades do futuro para a humanidade e para o planeta
minutos de leitura

Cidades do futuro é um termo adotado para se referir aos espaços urbanos que usam as tecnologias para garantir melhor qualidade de vida para a população e sustentabilidade para o planeta.

Para ouvir o artigo completo, clique no play abaixo:

No Portobello Trendbook 2024, as cidades do futuro foram abordadas pela macrotendência Multipl(us), que envolve a reorganização das estruturas sociais, e pela microtendência Co-builders, que fala do empoderamento coletivo para tomar decisões de consumo.

Essas mudanças estão diretamente ligadas às cidades do futuro.

Quer entender mais sobre o assunto? Então continue lendo!

Como serão as cidades do futuro?

Em primeiro lugar, fique sabendo que as cidades do futuro não necessariamente possuem aquela estética de filme futurista.

Existem exemplos ao redor do mundo de cidades sendo construídas do zero, com propostas tecnológicas ousadas.

Isso já é uma realidade.

Porém, a prioridade das cidades do futuro é atender aos ideais de um planeta sustentável. Para isso, precisam investir em eficiência.

Nesse sentido, a tecnologia se torna uma aliada fundamental.

Embora isso faça com que as cidades se aproximem de uma estética futurista, a tendência é que os centros urbanos, na verdade, fiquem mais parecidos com as cidades do passado.

cidades do futuro
O uso inteligente do espaço e a presença do verde são características comuns das cidades do futuro (Foto: CHUTTERSNAP/Unsplash)

Isso porque, em vez de percorrer longas distâncias em veículos que poluem o ambiente, a ideia é que as pessoas possam andar mais nas ruas por conseguirem trabalhar, estudar e desenvolver outras atividades em seus próprios bairros.

É claro que, para isso, terão que fazer altos investimentos em planejamento e mobilidade urbana.

As cidades do futuro também se caracterizam pelos designs otimizados e sustentáveis das construções. O intuito é ocupar menos espaço e consumir menos recursos, dando preferência às fontes renováveis de energia.

Outra marca das cidades do futuro é a maior presença de verde.

Além da arborização de ruas, maior quantidade de parques e áreas verdes, a agricultura urbana tende a ganhar força.

Afinal, trata-se de uma solução eficiente, pois permite que as pessoas cultivem seus próprios alimentos próximo de onde vivem.

cidades do futuro
Edifícios verdes fazem parte das propostas de arquitetura sustentável (Foto: Victor/Unsplash)

Mundo descentralizado cada vez mais conectado

As cidades do futuro estão entre os destaque na tendência Co-builders do Portobello Trendbook 2024.

Diante desse potencial de transformação do mundo urbano, a CityDAO, uma organização autônoma descentralizada (DAO), focada em “construir a cidade do futuro”, está reformulando a forma de conduzir seus negócios.

Isso se dá por meio de contratos inteligentes que oferecem uma transparência que nunca havia existido antes.

As DAOs surgem como pilares de uma nova era de governança e colaboração diante da evolução tecnológica e busca por maior autonomia.

Assim, colocam em evidência o potencial inexplorado da descentralização de um mundo cada vez mais conectado.

Leia também:

Conheça exemplos de cidades do futuro pelo mundo

Quer saber como são, na prática, as cidades do futuro? Então conheça algumas experiências e projetos de destaque:

Distrito Empresarial Internacional de Songdo, Coreia do Sul

songdo, um dos exemplos de cidades do futuro
O parque central é uma das maiores atrações de Songdo (Foto: Vincent van/Wikimedia Commons)

Com um investimento inicial de cerca de 40 bilhões de dólares, o Distrito Empresarial Internacional (IBD) de Songdo, na Coreia do Sul, começou a ser construído em 2002.

Trata-se de uma cidade inteligente que valoriza os espaços verdes e se dedica à transformação da mobilidade urbana.

Um dos objetivos principais é substituir o uso de carros por transporte público coletivo e bicicletas para deslocamento da população.

A cidade já possui cerca de 80 km de ciclovias. Porém, a proposta de mobilidade não fica limitada a isso.

O IBD conta com um planejamento urbano que visa aproximar os locais de trabalho e lazer das áreas residenciais para reduzir o tempo de deslocamento das pessoas.

Assim, o intuito é que residências estejam próximas dos escritórios e escolas, incentivando a caminhada.

Forest City, China

Forest City é uma cidade projetada pelo arquiteto italiano Stefano Boeri. Tem como principal objetivo se tornar a primeira cidade totalmente ecológica do mundo.

Terá edifícios verdes, cobertos por vegetação, tanto nas áreas residenciais quanto nas áreas comerciais e de lazer da cidade.

Esses novos modelos de construção possuem uma arquitetura e habitat capazes de dialogar com a biodiversidade local numa escala urbana, redefinindo a relação entre humanos e outros seres vivos.

Dessa forma, o intuito é combater a poluição pela produção de 900 toneladas de oxigênio por ano e absorção de cerca de 10 mil toneladas de gás carbônico.

Putrajaya, Malásia

putrajaya, cidade do futuro na malásia
Quase metade da área de Putrajaya é reservada para espaços verdes (Foto: Ishan @seefromthesky/Wikimedia Commons)

Na década de 1990, Putrajaya, na Malásia, precisou sair em busca de soluções para o problema de superlotação.

Diante disso, iniciou um projeto em 1995 para se ocupar o lugar de novo centro administrativo do país.

Vivem na cidade cerca de 90 mil habitantes, sendo a maioria de funcionários públicos. Isso porque lá estão o gabinete do primeiro-ministro e os escritórios executivos do país.

Esse projeto se baseou no conceito de Smart Garden City, cujo foco está na criação de espaços verdes e no uso de tecnologias para reduzir os impactos no meio ambiente.

Qual é a cidade do futuro no Brasil?

No Brasil, algumas capitais têm forte potencial para se tornar uma cidade do futuro.

Isso porque se tratam de cidades com maiores níveis de inteligência e que se destacam quando se trata de inovação, tecnologia, governança, mobilidade, proteção ao meio ambiente, entre outros.

De acordo com o Ranking Connected Smart Cities 2023, Florianópolis é a cidade brasileira com melhores práticas voltadas à qualidade de vida dos cidadãos, seguida de Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte e Niterói.

Entretanto, um longo caminho ainda precisa ser percorrido para que essas cidades assumam o lugar de cidades do futuro.

O que não se pode negar, como as tendências mostram, é que todas precisarão passar por um processo de transformação para se adaptar às necessidades das pessoas e do planeta.

Apesar de terem modelos diferentes, as cidades do futuro têm em comum o planejamento urbano que leva em conta o bem-estar das pessoas e do planeta.

Isso só é possível porque adotam um olhar diferenciado para uso da tecnologia e toda dinâmica dos centros urbanos.

Já ouviu falar em gentrificação? Saiba mais sobre esse fenômeno que vem afetando grandes cidades do mundo inteiro!

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Cidades do futuro: como serão os novos espa�...

Cidades do futuro: como serão os novos espaços urbanos

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Archtrends Portobello
Colunista

O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura...

Conhecer artigos



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies