06.02.2024
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
Eduardo Scóz e Yara Madeira conversam com Maria Silvia Ferraz sobre as tendências 2024 e suas implicações no cenário da arquitetura.

Tendências 2024: os comportamentos que vão marcar o ano no Archtrends Podcast

 minutos de leitura
calendar-blank-line
06.02.2024
Saiba como colaboração, reconexão e ética estão presentes nas tendências 2024, tema central deste episódio do Archtrends Podcast
minutos de leitura

As tendências 2024 presentes no Trendbook da Portobello foram tema do Archtrends Podcast. 

A editora Maria Silva Ferraz recebeu dois membros da equipe Portobello para falar sobre as tendências de comportamento compiladas no Trendbook 2024, relatório de tendências feito anualmente pela Portobello.

Eduardo Scóz, Gerente de Branding, e Yara Madeira, Designer de Produtos, falaram sobre as tendências e seus desdobramentos para o setor de arquitetura e para a sociedade como um todo.

As principais tendências 2024 no Archtrends Podcast

Você pode acompanhar a conversa completa sobre as tendências do ano de 2024 no vídeo abaixo. Na sequência, estão os destaques do podcast. Confira!

Pesquisa e inovação estão no DNA da Portobello

O Trendbook 2024 é um documento que reúne tendências que guiarão o comportamento e as criações do ano.

Logo no início da entrevista, Eduardo Scóz destaca como a inovação é parte fundamental para a Portobello. Nas palavras do gerente de Branding, a Portobello \”inova pra se manter viva […] e se mantém viva porque inova\”.

Entrando um pouco nos bastidores, vale também lembrar que as pesquisas de tendência fazem parte da história da marca. 

O Trendbook apareceu nos últimos anos como uma maneira de publicizar as pesquisas da empresa e, com isto, garantir que os profissionais e arquitetos parceiros também se mantenham atualizados. 

Este documento reúne as tendências observadas pela equipe da Portobello em pesquisas e conversas com arquitetos, designers e artistas. Com isso, acaba se tornando também material de apoio para as pesquisas e desenvolvimento de projetos destes profissionais. 

Eduardo e Yara revelam que este compilado de tendências é resultado de um longo trabalho, que incluiu muita observação, pesquisa e análise de dados.

Levantar e compilar as tendências 2024 foi um trabalho que envolveu profissionais de diversas áreas. Um processo de apuração, depuração e fusão de informações.

Um overview das tendências 2024

O conteúdo presente no Trendbook, com as tendências 2024, é mais próximo de uma tradução dos comportamentos humanos.

São reunidas tendências de viver, de morar, que dizem sobre formas de usar objetos e escolhas que passamos a fazer. Sempre mantendo o ser humano no centro.

Para observar as tendências 2024 e compilar em macrotendências, é preciso entender como a sociedade está se organizando e se transformando.

Este processo demanda atenção aos acontecimentos políticos, econômicos, aos movimentos sociais e a outras mudanças globais.  

Vale lembrar que as tendências apresentadas não indicam um único caminho ou uma aposta, mas falam sobre as maneiras de pensar a sociedade e o consumo na atualidade.

O Trendbook 2024 faz ainda a leitura de movimentos que nos auxiliam na percepção das transformações em curso no mundo. 

Nossos convidados destacaram uma novidade importante na realização da pesquisa: a Inteligência Artificial (IA), que vai aparecer dentro das tendências do ano, foi utilizada como ferramenta.

A seguir, apresentaremos as 3 macrotendências identificadas para o ano de 2024.

Leia também:

Tendência Multipl(us)

A macrotendência Mulltipl(us) é apresentada como uma evolução da tendência “Me is We”, observada em 2022. Ela seria uma evolução da percepção de que vivemos em comunidade e em colaboração. 

Mulltipl(us) representa a quebra da individualidade, um convite ao coletivo e às colaborações que abrem espaço para o novo. Isso inclui também as colaboração com consumidores e com as novas tecnologias, como a IA. Esta escuta e colaboração deve ser atenta, se desenvolver através da escuta ativa e das trocas verdadeiras. 

O nome Mulltipl(us) vem de multiplicidade, da união de situações e pessoas múltiplas que trabalham em harmonia. Ela fomenta as colaborações improváveis, a riqueza da união de referencias díspares. O maximalismo caminha com o minimalismo, o tradicional conversa com o contemporâneo. 

Surge, então, uma estética fantasiosa, visualmente única. Mulltipl(us) permite o enriquecimento de repertório, valoriza os novos olhares. É a tendência da colaboração aberta, das nuances inusitadas. Retomando esta maneira ancestral de nos relacionarmos, a partir da colaboração.

A tendência Mulltipl(us) inspira a coleção da Portobello que será lançada em parceria com Isay Weinfeld este ano. 

Também se relaciona com o Coletivo Criativo, um programa de inovação aberta que reúne profissionais da arquitetura em locais inspiradores para criar novas linhas de produtos.

Maria Silvia destacou dois episódios do Archtrends Podcast em que ocorreram falas que reforçam esta tendência. No episódio com Gabriela de Matos, a arquiteta fala sobre a ancestralidade, sobre como viver em sociedade é e precisa ser, cada vez mais, sobre colaborar.

Em outro episódio, Maurício Arruda falou sobre a importância da colaboração entre arquitetos. E destacou a importância de uma reeducação para que os profissionais não se enxerguem como concorrentes, mas como parceiros.

Mulltipl(us) traduz ainda a importância do olhar e da escuta, do diálogo e da partilha. A tendência da colaboração é ancestral e está sendo recuperada pelas novas gerações.

ReWind

A macrotendência ReWind traduz a busca por uma essência, pelo que importa de fato. Esta tendência fala de reconexão, é sobre fazer um mergulho nas referências do passado e encontrar conforto.

Rebobinar, reavaliar e repensar são palavras presentes neste conceito. ReWind também fala de autocuidado, autoexpressão, conectar físico e emocional.

Na arquitetura, ReWind aparece nos espaços de reconexão. O contato com a natureza e áreas abertas, a customização, os ambientes personalizáveis e a sinestesia. Sobre os sentidos, há maior presenta do tato e do olfato.

Rebobinar também é sobre retomar as próprias narrativas. Olhar de volta para as próprias histórias e então recontar. Essa reconexão com a própria história tem um objetivo: buscar se sentir em casa, encontrar e criar espaços de conforto. 

Na sociedade, podemos observar o surgimento de ReWind com o retorno das câmeras digitais, dos discmans, de jogos analógicos. Vemos também o retorno das supermodelos dos anos 1990 aos desfiles de moda.

Todos esses elementos são, de fato, um sopro de nostalgia reconfortante. Este sopro também aparece em novos hábitos. 

Nota-se o crescimento da busca pela aparência de casa em todos os lugares. Levar a casa para o trabalho, para o lazer, para os espaços de saúde. Dar cara de casa para outros espaços.

Alinhado à tendência ReWind, temos a linha Matéria_Prima de Oskar Metsavaht para Portobello. Uma coleção que remete ao conforto, à pausa, ao retorno, um reencontro com a casa e com terra que se tornaram memórias.

ReWind traz os sentimentos à tona e busca na memória e no comportamento humano o alimento para reviver e redesenhar o mundo.

E-Ethics

As tecnologias e o digital já são parte indissociável da nossa vida. Esta macrotendência trata justamente deste aspecto. E-Ethics é tendência e manifesto. Ela faz referência à relação entre ética e tecnologia, ética e o digital.

Assuntos como regulamentação e definição dos limites da internet, o papel das grandes corporações e das redes sociais e a regulamentação e ética das Inteligências Artificiais são os tópicos desta macrotendência. 

E-Ethics fala muito sobre reflexão, regulamentação. Pensar nos problemas que estão acontecendo e nos que podem surgir a partir das novas tecnologias.

Os termos de conduta, de privacidade, de uso das redes e das tecnologias precisam ser constantemente atualizados. As regras e as leis vigentes na nossa sociedade também precisam predominar sobre o ambiente virtual e sobre a IA.

No episódio, foram apresentados dois exemplos que definem bem o que E-Ethics é. O primeiro foi sobre o uso de IA para refazer a imagem de artistas falecidos para uso em publicidades. Como regulamentar isto?

Outro exemplo, em tempos de deep fake e do uso massivo de ferramentas como ChatGPT, cada vez mais se fala sobre a necessidade de sinalização das criações feitas por IA. 

E-Ethics fala de avanços tecnológicos andarem acompanhados de ética e regulamentação. Sobre o uso da tecnologia para nos ajudar a resolver grandes problemas e não para criar novos. 

Esta é uma tendência que pede consciência e novos modos de criar e utilizar redes, algoritmos e dispositivos, em sintonia com a vida real e com os humanos.

Além das três macrotendências, nossos convidados também apresentam um resumo de uma contratendência para 2024.

Tendência saindo de moda

Um homem e uma mulher sentados em mesa de podcast, com microfone e notebook
Eduardo Scóz e Yara Madeira revelam insights valiosos sobre comportamento, design e inovação no setor de arquitetura (Foto: Archtrends)

Ao final do podcast, nossos convidados falaram sobre o capítulo Parallel Subjects, que analisa outras correntes e movimentos que caminham junto com as 3 macrotendências apresentadas. 

De maneira geral, aparece uma crítica ao próprio conceito de tendência. Uma avaliação constante sobre o lugar que as tendências ocuparam e ocupam. Quem pode ditar o que, como e quando se faz? 

Junto com esta contratendência aparece uma valorização do eu, dos próprios traços, da própria beleza e das próprias escolhas. Este é um dos movimentos pontuais que dialoga e ao mesmo tempo se contrapõe com as macrotendências apresentadas. 

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre as tendências 2024? Faça agora o download do Trendbook 2024 da Portobello.

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
ESC PARA FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Tendências 2024: os comportamentos que vão ...

Tendências 2024: os comportamentos que vão marcar o ano no Archtrends Podcast

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies