13.07.2023
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
Os colunistas André Carvalhal e Giovanna Nader conversam com Maria Silvia Ferraz sobre sustentabilidade.

Podcast e sustentabilidade: uma conversa com André Carvalhal e Giovanna Nader

 minutos de leitura
calendar-blank-line
13.07.2023
Convidamos nossos colunistas para um bate-papo sobre sustentabilidade no Archtrends Podcast, trazendo novas perspectivas e reflexões sobre o tema
minutos de leitura

Colunistas do Archtrends, Giovanna Nader e André Carvalhal foram os convidados do último episódio do Archtrends Podcast. Os dois deram uma aula sobre sustentabilidade, tema da conversa. 

De forma leve e com humor, os colunistas trouxeram novas perspectivas sobre este assunto. Você pode assistir o episódio completo no vídeo abaixo. Na sequência do texto, acompanhe alguns destaques trazidos pelos dois.

Conheça a dupla Giovanna Nader e André Carvalhal

Giovanna Nader é comunicadora socioambiental, atriz, apresentadora e podcaster. Autora do livro “Com que Roupa?”, criadora dos podcasts “O Tempo Virou” e “O Veneno Mora ao Lado”. Giovanna também é colunista do Archtrends desde abril de 2023.

André Carvalhal é colunista do Archtrends há mais de dois anos. Ele também é escritor, consultor e especialista em design para sustentabilidade. 

É autor dos livros “Moda com Propósito – Manifesto pela grande virada”, “Viva o Fim – Almanaque de um novo mundo” e “Como salvar o futuro: Ações para o presente”.

Os primeiros contatos com a sustentabilidade

Giovanna conta que se envolveu com a sustentabilidade por um acaso. O seu trabalho com moda não a colocava em contato com a realidade das marcas. 

Ela relata que via apenas a parte glamourosa da moda. Foi em 2013 que decidiu se juntar com uma amiga e lançar o Projeto Gaveta, um projeto de troca de roupas.

Com o surgimento da iniciativa, as ações de sustentabilidade na vida dela passaram a influenciar no consumo pessoal. 

Foi somente a partir de 2018, após se tornar mãe, que Giovanna se abriu para a sustentabilidade de maneira mais ampla. 

Então ela começou a se interessar por assuntos como compostagem, coleta seletiva, consumo consciente e alimentação orgânica. 

“A sustentabilidade é uma chavinha, um portalzinho que vai virando na sua cabeça”, diz Giovanna.

Para André, que também trabalhou muitos anos com moda, o caminho foi um pouco diferente. Foi com o contato com os bastidores da moda e questões como extração de matéria prima e condições de produção. 

Carvalhal descobriu o lado não glamouroso da moda e passou a se preocupar com o tema. Após abrir os olhos para um universo de muita produção, muito consumo e muito desperdício, nada sustentável, ele começou a se transformar. “A consciência e a sustentabilidade é um caminho sem volta”, afirma.

O Rio de Janeiro e a sustentabilidade 

Durante o podcast, os convidados falaram sobre o que o Rio de Janeiro tem de diferente. Eles destacam que a cidade maravilhosa tem um movimento de pessoas mais ativas e focadas em sustentabilidade. 

Não é à toa que o Rio abrigou grandes eventos internacionais, como o RIO92 e a RIO+20. Eles mencionaram também a aprovação da lei proibindo o uso de canudinhos de plástico na cidade e o grande engajamento social na limpeza das praias cariocas.

Fato é que a cidade do Rio carrega muitos contrastes. E não poderia deixar de ser assim quando falamos sobre sustentabilidade. 

O grande engajamento social e os movimentos de transformação coletiva coexistem com seus extremos. Por exemplo, a falta de saneamento em muitas regiões da cidade e a poluição da baía de Guanabara. 

Leia também:

Podcast discutiu o que é ser sustentável

Durante o podcast, os convidados comentaram sobre como o tema da sustentabilidade carrega consigo polêmicas. Falta consenso nas discussões sobre o assunto, o que gera conflitos, mas também abre caminhos para soluções diversas e inovadoras.

Algumas visões sobre sustentabilidade podem parecer opostas. Por exemplo: arquitetura vernacular versus construções supertecnológicas, qual será que é a opção mais sustentável? 

Carvalhal coloca em perspectiva uma questão muito interessante ao dizer que sustentável, de verdade, são as ações e projetos que colocam a vida no centro. 

A partir desta percepção, de colocar a vida no centro, Giovanna conta sobre sua perspectiva a respeito das polêmicas sobre sustentabilidade. Ela destaca que a emergência deveria ser discutir e tomar medidas com urgência. 

A colunista também lembra a importância de considerar as mudanças sociais como parte fundamental do processo de mudança para um mundo mais sustentável. 

É preciso levar em conta que atualmente muitas pessoas já sofrem os impactos e as consequências das mudanças climáticas. 

A desigualdade ambiental é uma grave realidade que atinge diversas comunidades e indivíduos ao redor do planeta. Especialmente no sul global. 

Trazendo esta discussão para a arquitetura, é urgente pensar sobre processos e projetos que sejam sustentáveis. Buscando sempre um equilíbrio entre o que é possível e o que é ideal, e buscando sempre colocar a vida no centro.

Sustentabilidade e natureza dentro de casa 

A conversa entrou na casa dos nossos entrevistados. Carvalhal revela que no projeto da sua casa buscou as alternativas mais adequadas. Sempre em busca de tornar o projeto o mais sustentável possível. 

Durante o podcast, o colunista deu três dicas para pensar projetos mais sustentáveis:

  • Escolher poucos materiais para aplicar em toda a casa garantirá menos sobras e menos desperdício;
  • Escolher materiais em cores e estilos clássicos e atemporais; isso garantirá reformas mais duradouras;
  • Ter atitudes sustentáveis, pois uma casa sustentável demanda moradores sustentáveis.

Outro ponto da conversa foi o morar sustentável. Morar sustentável vai além do momento de reforma, ele está no nosso cotidiano. Uma das alternativas que Giovanna propõe é de resgatar a natureza para dentro de casa. Este resgate pode ocorrer com a criação de espaços com vegetação, por mínimos que sejam. 

O contato com a natureza proposto pela colunista pode ser estabelecido com hortas, plantas ornamentais e comestíveis. E o cuidado que estes elementos exigem nos coloca em contato com outra temporalidade. 

Essas reflexões sobre sustentabilidade e outros modos de viver também passam por aspectos como: alimentação, manejo sustentável dos resíduos e desenvolvimento de outros olhares para o papel de cada um neste processo. Muitas coisas que precisam ser ensinadas para as novas gerações.

Ensinar sobre sustentabilidade para as novas gerações

“A casa é uma grande escola de sustentabilidade”, diz André Carvalhal no podcast.

As discussões e aprendizados sobre sustentabilidade estão cada vez mais dentro das escolas. Giovanna destaca o papel da escola na formação da consciência ambiental de sua filha, Marieta.  

Ela, que se declara uma doutrinadora da sustentabilidade, reconhece a importância da escola em ensinamentos como reaproveitamento e reciclagem. A partir de ações e brincadeiras que fortalecem a consciência para o consumo, valorizam a troca e incentivam o reuso.

Aspectos importantes de serem tratados com as crianças, em tempos de hiperprodução e hiperconsumo. A discussão também enveredou pelos campos da moda e da decoração.

O fast homeware, o fast fashion e a responsabilidade

Fast Homeware é um conceito que trata do consumo desenfreado de itens de decoração. São itens produzidos em massa para suprir tendências passageiras e serem descartados.

André destaca que esta estratégia de produção e consumo é uma herança negativa da moda. O incentivo ao consumo é prática antiga do setor, que incentiva uma lógica de desejo e descarte. 

É muito importante ter atenção ao que estamos consumindo. Aspectos como origem do produto, utilidade e modos de descarte devem ser cada vez mais discutidos. 

Atualmente, o setor da moda também tem apresentado soluções. Novos tecidos, formas de reuso e reaproveitamento. Estas soluções precisam ser implementadas com seriedade e imediatamente.

O imediatismo e a sustentabilidade

Quando questionados sobre os aspectos que são capazes de gerar uma grande transformação nos hábitos e no consumo, André e Giovanna nos puxam para a realidade.

Eles são muito sinceros ao explicar que não acreditam em uma mudança repentina. Não na escala que precisamos. 

Eles trazem, inclusive, a pandemia de COVID-19 como um exemplo. Este momento causado por um desequilíbrio nas relações entre homem e natureza gerou, de fato, poucas mudanças no que tange a sustentabilidade.

Giovanna ainda nos alerta para o fato de que os pensamentos imediatistas e cobranças excessivas geram culpa, e a culpa, segundo ela, é o oposto da responsabilidade.

Transformar o que está no alcance e no entorno é mais importante e efetivo. Tomar responsabilidade sobre o que é de nossa responsabilidade é a maneira mais adequada de gerar transformações verdadeiras.

Portobello e sustentabilidade

Este ano a Portobello recebeu o selo LEED Platinum para a loja Jardim Social em Curitiba. Uma loja construída e planejada para ter um funcionamento sustentável, preocupação presente em todas as lojas da marca no país.

A Portobello desenvolve ações de sustentabilidade e leva o tema muito a sério. Desde a extração de suas matérias primas, que ocorre apenas de forma superficial e respeitando os limites das jazidas. Até ações de comunicação, como posts no blog e mesmo episódios do podcast que discutem sustentabilidade.

Upcycling: garimpo e decoração com reuso

Para encerrar o podcast, os convidados conversaram sobre reuso. Esta é uma tendência que tem ficado forte nos nos últimos anos. É também uma forma de consumo mais responsável, que vai contra o fast homeware e o fast fashion.

Essa curadoria de itens e histórias transforma o que seria lixo em um estilo único. Pensamento que caminha junto com a tendência da moda e faz itens que poderiam ser descartados ganharem um novo ciclo de vida.

Você pode assistir este e outros episódios na página do Archtrends Podcast.

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
ESC PARA FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Podcast e sustentabilidade: uma conversa com ...

Podcast e sustentabilidade: uma conversa com André Carvalhal e Giovanna Nader

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies