30.05.2022
Avaliação
()
Mestre Ataíde, Igreja de São Francisco
Teto da Igreja de São Francisco, em Ouro Preto, uma das obras mais famosas de Mestre Ataíde (Foto: Ouro Preto)
0

Mestre Ataíde: um grande expoente do barroco mineiro

minutos de leitura
Conheça mais sobre a vida e a obra de Mestre Ataíde, um dos principais expoentes da pintura colonial brasileira!
minutos de leitura

Mestre Ataíde é um dos nomes mais importantes da história da pintura brasileira. Apesar disso, pouco se sabe sobre a vida dele e não são todas as suas criações que estão documentadas. 

As cidades mineiras são o principal resguardo do seu legado. Ele está para a pintura assim como Aleijadinho, de quem foi contemporâneo, para a escultura. 

Quer saber mais a respeito desse grande artista brasileiro? Embarque conosco em uma viagem no tempo! 

Quem foi Mestre Ataíde? 

Manuel da Costa Ataíde, também conhecido como Mestre Ataíde, foi um professor, pintor e decorador brasileiro.

Sua arte floresceu na transição do Barroco para o Rococó — que, no Brasil ocorreu, com um pouco de atraso em relação à Europa.

Hoje, ele é considerado um verdadeiro divisor de águas na pintura. Seu legado é comparado ao de mestre Aleijadinho para as esculturas. 

Com um amplo número de alunos e seguidores ao longo da vida, Ataíde teve grande influência sobre a arte mineira. 

Esses estudantes, aliás, continuaram a aplicar o seu estilo e os seus métodos de composição até meados do século XIX, especialmente em trabalhos de perspectiva no teto de igrejas. 

Pelo seu legado, podemos dizer que Ataíde foi o último grande representante do Barroco Mineiro — e um dos maiores dele, com um brilhante ciclo cultural.

Biografia

Não há muitos dados biográficos de Mestre Ataíde. O que sabemos é que o pintor nasceu em Mariana e foi batizado em 18 de outubro de 1762. 

Ele era filho do capitão português Luís da Costa Ataíde e de Maria Barbosa de Abreu, provavelmente de origem portuguesa também. 

Sua família era modesta, proprietária de um sítio para plantação de milho, criação de porcos e duas casas em Mariana. 

Ataíde teve quatro irmãos: Domingos (tenente e também pintor), Sebastião, Antônio (que se tornou padre) e Izabel. 

Quase não existem registros sobre os seus primeiros anos. O que se tem documentado é que, além de pintor, ele foi militar. 

Acredita-se que tenha sido aluno de João Batista de Figueiredo. Também pode ter aprendido com outros mestres mineiros, como João Nepomuceno Correia e Castro e Antônio Martins da Silveira. 

Nesse período, ele adquiriu diferentes aptidões. Por isso, além de pintor de painéis, era dourador, pintor de imagens e talha, desenhista e ilustrador. Ainda teve instrução em projetos arquitetônicos e em cartografia. 

Carreira

As primeiras obras suas que temos documentadas datam de 1781, no Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas. 

Em 1802, com a morte do seu pai, ele renunciou à herança em favor dos irmãos. Em seguida, sua carreira começou a decolar, ainda que nunca tenha feito fortuna. 

Em 1818, fez uma petição para Dom João VI para que fosse criada em Mariana uma escola de desenho, arquitetura civil e militar e pintura. O ofício não recebeu nenhuma resposta. 

Contudo, no mesmo ano, Ataíde obteve um atestado de professor da Câmara de Mariana, criando, assim, sua oficina.

Ao longo da sua trajetória profissional, teve diversos ajudantes, tanto aprendizes quanto escravos. Sua última criação documentada data de 1828: a tela intitulada A Última Ceia

Ataíde faleceu em 1830 e foi sepultado na igreja da irmandade de São Francisco da Penitência, em Mariana.

Quais são as características do trabalho de Mestre Ataíde? 

Mestre Ataíde, Deus promete a Abraão multiplicar sua descendência
"Deus promete a Abraão multiplicar sua descendência". Painel lateral da capela-mor de São Francisco, em Ouro Preto (Foto: Tetratkys

Um dos principais atributos das obras de Mestre Ataíde foi o emprego de cores vivas em combinações inusitadas, associadas à exuberante natureza brasileira.

Outro ponto interessante é que o artista costumava pintar madonas, santos e anjos com traços mestiços. 

Justamente por isso, ele é considerado por muitos estudiosos como um precursor da arte genuinamente brasileira. 

No entanto, seu estilo era alinhado às principais tendências europeias. Afinal, era de lá que vinham as referências visuais e conceituais da arte colonial brasileira. 

Assim, podemos classificar o trabalho de Ataíde como uma obra barroca, que prima por características como:

  • opulência das cores, com preferência por tons fortes e contrastantes;
  • dinamismo de composições e desenhos;
  • luxo na escolha dos materiais;
  • exagero dramático;
  • simbolismos.

As obras mais marcantes da carreira do pintor envolvem a pintura de tetos de inúmeras igrejas e capelas em Minas Gerais

Naturalmente, predominavam os temas religiosos, como Cristo e a Virgem Maria, os santos e mártires da Igreja Católica, cenas bíblicas, coros de anjos e outros detalhes típicos do Rococó. 

Embora essas sejam as criações frequentemente lembradas, Ataíde também deixou obras de cavalete e painéis menores, de qualidade intimista e até mais tocantes.

Quais são as principais obras de Mestre Ataíde?

São inúmeras as obras de Mestre Ataíde. Vamos ver algumas em detalhes. 

Tetos 

Os tetos, sem dúvida, são os mais marcantes legados de Mestre Ataíde. 

Matriz de Santo Antônio (Santa Bárbara) 

Mestre Ataíde, Ascensão de Cristo
"Ascensão de Cristo", na Matriz de Santo Antônio, é, provavelmente, uma das primeiras obras do pintor no gênero ilusionístico (Foto: Tetraktys

O teto da Matriz de Santo Antônio, em Santa Bárbara, foi, possivelmente, a primeira obra do pintor no gênero ilusionístico. 

A ilusão arquitetônica tem início logo na cimalha, onde Mestre Ataíde pintou dois consoles em cada lateral da igreja. 

Sobre cada um deles se ergue um pedestal e uma coluna, que se ligam ao medalhão central apenas por um concheado. 

Outros apoios são compostos de figuras de atlantes, falsos pilares, púlpitos, formas vegetais e rocalhas. 

No medalhão central, assistimos à Ascensão de Cristo, que é acompanhada pelos 12 apóstolos e a Virgem Maria. 

Igreja de São Francisco de Assis (Ouro Preto) 

Mestre Ataíde, Assunção de Nossa Senhora
"Assunção de Nossa Senhora" é uma das obras mais famosas e conhecidas de Mestre Ataíde (Foto: Ricardo André Frantz

Certamente, essa é uma das obras mais aclamadas de Mestre Ataíde. O medalhão central retrata a gloriosa Assunção da Virgem, rodeada por uma orquestra de anjos de todas as idades. 

Assim como vários anjos, Maria tem traços negros e está em uma atitude de oração, assentada em um trono de nuvens, rodeada por raios de luz e apoiada em um crescente lunar. 

Essa é uma composição complexa, muito colorida e integrada à arquitetura da igreja. 

Matriz de Santo Antônio (Ouro Branco) 

Mestre Ataíde, Matriz de Santo Antônio
Detalhe da obra que ilustra o teto da Matriz de Santo Antônio (Foto: Lélia Scan de Frota

Outra obra ilusionística de Mestre Ataíde é o teto da Matriz de Santo Antônio. Nela predominam as linhas retas. A organização do espaço não é tradicional, assim como a escolha da paleta de cores. 

O rico medalhão central traz um grupo com a Virgem, o Menino Jesus e Santo Antônio de Lisboa. Maria, entronizada em nuvens, tem um semblante delicado, sereno e amigável. 

Ao seu lado está o Menino Jesus, em pé sobre uma mesa, diante de um devoto Santo Antônio. 

Igreja de São Francisco de Assis (Mariana) 

Mestre Ataíde, Agonia e Morte de São Francisco
"Agonia e Morte de São Francisco", em Mariana, uma obra cuja autoria foi atribuída a Mestre Ataíde (Foto: Rosino

Nessa igreja, dois painéis dividem o espaço do forro da sacristia, ambos retratando a Agonia de São Francisco. 

Não existe nenhum documento que ateste a autoria de Mestre Ataíde. Contudo, ela lhe foi atribuída depois da análise de diversos especialistas, que compararam a estilística usada. 

Aqui, não vemos mais a arquitetura ilusionística, mas sim grandes cenas abertas com fundos paisagísticos, sendo perceptível a habilidade do pintor em transmitir significados pelo simples uso das cores e pela distribuição dos pesos. 

Pintura de cavaletes e obras menores 

Mestre Ataíde, Última Ceia
Detalhe da "Última Ceia", considerada uma das obras mais importantes de Mestre Ataíde (Foto: Tetraktys

Além das pinturas de teto, Mestre Ataíde possui uma infinidade de obras de menores dimensões sobre telas ou painéis de madeira. 

Uma das que merece destaque é A Última Ceia, de 1828, considerada uma de suas criações mais importantes.

Essa é uma obra que explicita a qualidade de criador do artista, pois conta com diversos detalhes anedóticos que trazem mais vida à composição. 

A tela também tem aspectos heterodoxos, como os ossos de carneiro na mesa, em contradição com os rígidos preceitos do Catolicismo. 

Outras obras de Ataíde são:  

  • Cenas da Vida de Abraão e São Francisco alcança as Graças da Porciúncula (Igreja de São Francisco de Assis de Ouro Preto); 
  • Nossa Senhora do Carmo, O Menino Jesus e São Simão Stock (presente no Museu da Inconfidência); 
  • Flagelação de Cristo (acervo dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo); 
  • Cristo a Caminho do Calvário (Museu da Arte Sacra de Mariana); 
  • Batismo de Cristo (Catedral de Mariana).

Douração de talha em madeira e pintura de estátuas 

Mestre Ataíde, Cristo carregando a Cruz
Detalhe do "Cristo carregando a Cruz", parte da série de esculturas de Aleijadinho encarnadas por Mestre Ataíde
(Foto: Tetraktys

Além da pintura de tetos, telas e painéis de madeira, Mestre Ataíde realizava a douração de talha em madeira e a pintura de estátuas, com uma técnica conhecida como encarnação e estofamento. 

A encarnação visa imitar o efeito da carne humana nas partes visíveis do corpo (como rosto e mãos) e o estofamento imita vestimentas e tecidos. As obras dele estão presentes em várias igrejas mineiras. 

Ele também deixou sua marca em diversos aspectos da decoração das igrejas e projetou a arquitetura de retábulos e objetos litúrgicos, como castiçais e crucifixos. 

Um exemplo desse trabalho é a Igreja da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo, em Ouro Preto. Ela demonstra como a decoração dos interiores era vista por Ataíde: como uma obra única, integrando arquitetura, pintura, talha e objetos. 

Além de tudo isso, ele foi ilustrador (pintando iluminuras em Livros de Compromisso de Irmandades) e pintou a mais importante série de estátuas de Aleijadinho, instalada nas Capelas dos Passos do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos. 

E então, gostou de conhecer a vida e o legado de Mestre Ataíde? Confira nosso conteúdo com dicas para se inspirar no barroco mineiro na hora de desenvolver projetos!

Foto de destaque: Teto da Igreja de São Francisco, em Ouro Preto, uma das obras mais famosas de Mestre Ataíde (Foto: Ouro Preto)

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2022- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies