16.11.2022
Avaliação
()
Além de móveis, designer de produto idealiza serviços e produtos digitais (Projeto: Ruy Ohtake)
Além de móveis, designer de produto idealiza serviços e produtos digitais (Projeto: Ruy Ohtake)
0

Design de Produto: o que você precisa saber sobre a área e a profissão

minutos de leitura
Uma profissão cheia de possibilidades, o design de produto é a escolha ideal para quem está sempre em busca de novidades, tendências e inovação
minutos de leitura

Mesa, cadeira, sofá… Diversos móveis e objetos são essenciais para o nosso dia a dia. E é a partir do design de produto que eles ganham vida.

Principalmente no caso de itens produzidos em larga escala, o designer é um profissional essencial na linha de produção.

Afinal, ele ajuda a criar produtos que, além de bonitos e funcionais, tenham boa ergonomia, entre outras características importantes.

Quer saber mais sobre design de produto, entender como se tornar um profissional da área e descobrir como é o mercado de trabalho? Fique com a gente até o fim!

O que é o design de produto?

O design de produto ou industrial é aquele que dá forma e função a diversos objetos. É uma área abrangente, além de uma prática profissional exercida mesmo antes de o design ser conceituado.

Afinal, ela é aplicada em todos os bens de consumo, o que inclui móveis, carros, joias, embalagens e até produtos digitais.

O objetivo é mesmo idealizar objetos. Contudo, isso engloba oferecer soluções práticas e inovadoras, que facilitem a vida das pessoas e melhorem a sua experiência.

Para tanto, o designer precisa passar por algumas etapas, como selecionar os produtos, definir os processos e acompanhar a produção, além da distribuição.

Por isso, o design de produto é uma área que inclui conhecimentos como diversidade e uso de materiais, técnicas, ergonomia e sustentabilidade, garantindo o menor impacto ambiental.

Como é o perfil do designer de produto?

mesa de canto moderna
Busca por novidades e tendências é característica do designer de produto
(Design da mesa Harpa: Coletivo Criativo Portobello / Projeto: Sueli Cardoso / Foto: Alessandro Gruetzmacher)

Para atuar no mercado de design de produto, o profissional precisa gostar de acompanhar as principais tendências. É essencial buscar conhecimento e ficar por dentro de novas tecnologias, técnicas e materiais, por exemplo.

Isso porque esse é um setor dinâmico, que traz novidades o tempo todo, acompanhando as mudanças de comportamento da sociedade. Sendo assim, é necessário ter disposição e curiosidade para se atualizar.

Além disso, essa é uma área que requer criatividade. Atualmente, também é importante que o designer tenha intimidade com ferramentas digitais, uma vez que muitas etapas do processo de desenvolvimento de produtos acontecem de forma virtual.

Quem são os principais designers brasileiros?

design de produto ruy ohtake
Profissionais brasileiros fizeram carreira internacional e se destacam no design de produto
(Mesa Frevo: Ruy Ohtake / Projeto: Officina Portobello)

O Brasil é um país rico em profissionais criativos e inovadores. E no design de produtos não é diferente. Há diversos que você precisa conhecer. A seguir, apresentamos alguns deles.

Ruy Ohtake

Grande nome da arquitetura brasileira, o mestre Ruy Ohtake foi um pós-modernista que também se aventurou em outras áreas do design, entre elas a de produto.

Em parceria com a Portobello, por exemplo, ele lançou uma coleção de mobiliário feito em revestimento cerâmico e uma linha de Lastras batizada de Oh!take.

Nesses desafios, Ohtake levou sua marca — as linhas curvas — a um produto plano — o porcelanato. E, claro, com seu talento, o resultado não poderia ser diferente: peças cheias de personalidade.

Jader Almeida

Design de produto, Jader Almeida, linha Ícaro
A linha Ícaro foi desenvolvida por Jader Almeida em parceria com a Portobello (Projeto: Portobello S.A)

Outro arquiteto, Jader Almeida tem criações premiadas internacionalmente, o que destaca seu talento para o design de produto.

Entre os exemplos estão a cadeira Bossa, a poltrona Euvira e a mesa de jantar Dinn. Seus móveis e acessórios são vendidos em diversos países, como Estados Unidos, Reino Unido, França, Espanha e Nova Zelândia.

Seu diferencial é a união do sistema de fabricação de mobiliário em série com o requinte do acabamento manual.

Um exemplo é a linha Ícaro, um produto que ele produziu em parceria com a Officina Portobello.

Guilherme Wentz

pia cilíndrica preta
Designer de produto Guilherme Wentz desenvolveu linha Planos para a Portobello
(Design de produto: Guilherme Wentz / Projeto: Officina Portobello)

Formado em Design de Produto, Guilherme Wentz recebeu seu primeiro prêmio quando era recém-graduado. Sim, logo em sua estreia no mercado, o que deixa pistas de como tem sido sua trajetória.

Outras premiações vieram, assim como parcerias de sucesso, incluindo com a Portobello. Afinal, a inovação está em seu DNA.

Entre as principais características das obras de Wentz estão elementos como brasilidade, minimalismo e sofisticação.

Elas aparecem na linha Planos, uma criação desse grande designer de produtos com a Officina Portobello.

Fernando e Humberto Campana

Os famosos irmãos Campana são conhecidos pelo design único, peculiar. A dupla paulista rompeu barreiras, fazendo carreira internacional.

Isso graças ao estúdio Campana, fundado em 1984, que é considerado pioneiro no design disruptivo, conquistando reconhecimento em todo o mundo.

E mostrando como o design de produto pode ser plural, eles apostam não só em móveis, como também no paisagismo, na cenografia e na moda, entre outras áreas.

Rahyja Afrange

Arquiteta e designer, Rahyja Afrange é conhecida pela simplicidade e pela funcionalidade dos seus móveis.

Sua filosofia deixa que os materiais guiem o design de produto, favorecendo a construção de ambientes encantadores.

Formada em Design de Mobiliário da Dinamarca, ela se estabeleceu em São Paulo, onde tem seu próprio estúdio multidisciplinar.

Sendo assim, Rahyja atua tanto no design de produtos quanto nas áreas de arquitetura e design de interiores. Confira também 20 designers mulheres que marcaram história e nomes de hoje que revolucionam a produção do mobiliário contemporâneo.

Como se tornar um designer de produto?

Existem cursos superiores de formação em Design de Produto no Brasil. Isso facilita a trajetória daqueles que desejam ingressar na área.

Há, basicamente, duas opções: bacharelado e tecnólogo. O primeiro é mais completo, com duração de seis a 10 semestres.

Já o segundo pode ser cursado em apenas três semestres e é ideal para quem tem algum curso superior em área correlata, mas quer se especializar.

Afinal, é muito comum que profissionais de outros setores atuem como designer de produtos. Esse é o caso de arquitetos, urbanistas e designers de interiores, por exemplo.

O que se estuda no curso de design de produto?

curso design de produto
Faculdade de Design de Produto reúne disciplinas como comportamento, desenho e gestão de fabricação (Foto: cottonbro / Pexels)

O curso de Design de Produto reúne disciplinas que visam tornar os profissionais aptos a conceber e projetar diferentes objetos.

Portanto, além de desenhar, os alunos desenvolvem a capacidade de criar linguagens visuais eficazes para que produtos e serviços sejam funcionais.

Para isso, é necessário levar em consideração fatores socioeconômicos, culturais e ambientais. No curso tecnólogo, por exemplo, o foco é em desenvolver capacidades e dominar conceitos como:

  • desenho de expressão, auxiliado por computador e de observação;
  • marketing de produtos e serviços;
  • comportamento do consumidor;
  • processos de fabricação;
  • gestão de produção;
  • ergonomia.

Como é a atuação na área?

design de produto, trabalho
Ampla atuação na área de design de produto é um dos atrativos do curso (Projeto: Officina Portobello)

Para quem tem interesse em entrar para o mercado de design de produto, a boa notícia é que há muitas oportunidades.

O designer pode atuar em várias frentes da linha de produção. Isso abre um leque de possibilidades e de empresas.

Contudo, geralmente esses profissionais se concentram em escritórios, estúdios e laboratórios de design, onde costuma haver mais vagas.

No entanto, também é possível atuar em empresas, como fabricantes ou marcas, sejam elas de produtos físicos ou digitais.

Inclusive, quando falamos em produtos digitais, há uma infinidade de opções. Dá para trabalhar como User Experience (UX) Designer, Designer de Serviços e até Web Designer.

Qual é o salário de um designer de produto?

De acordo com o site Salário, um profissional formado no curso superior tecnólogo de Design de Produto ganha, em média, R$ 5.372,02.

Para chegar a esse valor, foram observados os salários de 3.123 profissionais entre julho de 2021 e junho de 2022.

Entretanto, a pesquisa também apontou um teto de R$ 13.561,04. Sendo assim, é possível obter mais ganhos, a depender da empresa e do segmento.

Se você ainda está em dúvida sobre a sua área de especialização, conheça outra opção interessante. Saiba tudo a respeito do curso de Arquitetura e Urbanismo!

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2022- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies