04.05.2022
Avaliação
()
Cozinha planejada com ilha central (Projeto: Marina Mariani P. De)
0

Cozinhas planejadas: como elaborar um projeto personalizado?

minutos de leitura
Com um papel central nas casas, é importante que a cozinha seja funcional e confortável para que os moradores possam usufruir da melhor maneira, transformando o ambiente em uma área de convivência ideal para curtir com amigos e família. Neste post, damos algumas dicas para planejar e garantir o sucesso do seu projeto.
minutos de leitura

Uma cozinha planejada é o sonho de consumo de muitas pessoas, principalmente de quem gosta de cozinhar e passa muito tempo no ambiente. Por isso, é fundamental um lugar que aproveite todo o espaço para, assim, assegurar o conforto na hora de preparar as refeições, seja no dia a dia ou para receber convidados.

Como em todo projeto, é importante que o arquiteto consiga entregar um resultado bonito e funcional, combinando o estilo do cliente com o espaço disponível na casa. Para criar este conteúdo, contamos com a colaboração da arquiteta Lilian Dutra, que nos deu dicas do que fazer na hora de elaborar o projeto de cozinha planejada.

Vamos apresentar direcionamentos tanto para arquitetos, quanto para quem procura ideias para montar uma cozinha planejada em sua residência, para que juntos, criem um projeto incrível e que mude a funcionalidade total do ambiente. Vamos lá?

Por que construir cozinhas planejadas?

O ambiente é personalizado, feito sob medida para as necessidades dos moradores de uma casa e pensado para se adaptar perfeitamente ao espaço disponível. Ou seja, busca muito mais do que a beleza: a ergonomia e o conforto das pessoas estão em primeiro lugar.

Uma cozinha planejada pressupõe um ambiente organizado onde todos os espaços são utilizados da melhor forma possível, a fim de garantir praticidade e conforto.

Cozinha planejada, com armário cinza claro, geladeira, máquina de lavar e microondas. Bancada lisa claro e chão de porcelanato
Cozinha planejada retangular com móveis embutidos (Projeto: Lilian Dutra)

Leia também: Dicas de decoração - cinco características que uma cozinha moderna deve ter

Segundo Lilian, “planejar uma cozinha é fundamental na vida de uma casa, seja em família ou morando sozinho, uma distribuição correta e fluida em uma cozinha pode diminuir o trabalho, evitar acidentes e facilitar a vida cotidiana”. Além disso, é importante lembrar que uma cozinha planejada aumenta o valor do imóvel e chama a atenção dos compradores, facilitando a venda.

A única desvantagem é que ela dificilmente poderá ser levada e instalada em outro lugar, caso os moradores se mudem. Como ela foi pensada para ficar em um ambiente específico, é provável que não tenha a mesma funcionalidade que tinha antes da mudança.

Modelos de cozinha planejada

A cozinha é um dos espaços mais importantes da casa, afinal é onde nos reunimos com amigos e familiares e passamos bons momentos do dia. Por isso, a cozinha planejada é uma opção tão procurada: ela consegue trazer mais facilidade e conforto, além de valorizar a decoração do ambiente.

No caso de cozinhas pequenas, os móveis planejados também são importantes aliados, já que otimizam o espaço, deixando tudo mais organizado. Outra vantagem é que, ao planejar a cozinha, o morador poderá montá-la como sempre sonhou, com as cores e o estilo que mais gosta.

Antes de começar a montar a cozinha, é essencial definir seu tipo e estilo, para que seja mais fácil planejar a distribuição do ambiente. Existem muitos modelos de cozinhas planejadas e cada um tem suas próprias particularidades.

Cozinha planejada com ilha

A cozinha planejada com ilha é um modelo que está em alta e possui uma ilha central e armários planejados ao redor. Nesse caso, é fundamental manter um espaço de circulação ao redor da ilha, mesmo em cozinhas pequenas, para garantir funcionalidade ao ambiente.

Cozinha planejada com ilha central, bancada em porcelanato, fogão embutido, pia, chão laminado e detalhes em decoração coloridos
Cozinha planejada com ilha central e armário verde pastel (Projeto: Juliana Abad)

Cozinha americana planejada

Outra possibilidade é a cozinha americana, cuja principal característica é a integração da cozinha com a sala por uma bancada de refeições, que ajuda a criar uma pequena divisão entre as áreas, sem afetar a integração visual.

Cozinha americana com fogão embutido, armário branco, divisória de parede com sofá cinza, televisão e painel para televisão, tapete cinza geométrico no chão
Cozinha americana com bancada de mármore (Projeto: Tau Arquitetos)

Cozinha compacta planejada

Por fim, é possível planejar uma cozinha compacta, que pode ser bastante prática e funcional, dependendo dos móveis planejados e demais itens. Por garantir um espaço otimizado, esse costuma ser o modelo mais indicado para cozinha planejada de apartamento.

Cozinha estreita, com fogão e geladeira cinza, detalhe em tijolos brancos na parede, prateleiras suspensas
Cozinha compacta com revestimentos atemporais (Projeto: Doma Arquitetura)

O que é importante considerar na hora de fazer uma cozinha planejada funcional?

No planejamento, é fundamental saber quais são as medidas do ambiente e dos eletrodomésticos, além de pensar na direção para a qual as portas e gavetas se abrem. Isso garante que você consiga encaixar todos os móveis e ainda tenha espaço para a circulação.

Ainda sobre esse assunto, Lilian aponta: “no planejamento de uma cozinha, não podemos nos esquecer de facilitar a circulação, criando fluxo direto entre os equipamentos como fogão, forno, geladeira e pia, assim como locais de fácil acesso para utensílios de uso habitual e ingredientes também são fundamentais para uma cozinha funcional e atrativa”.

Dicas para elaborar projetos de cozinhas planejadas

Na hora de elaborar projetos de cozinhas planejadas existem algumas dicas que servem para guiar arquitetos que desejam inserir o projeto em suas residências. Nós apresentamos pontos que vão garantir que o projeto seja funcional e organizado. Acompanhe a seguir.

Tenha em mente o pedido do cliente

Em qualquer projeto é essencial considerar o que o anfitrião pensou para o próprio lar. Seguindo a vertente proposta por ele, o arquiteto deverá fazer pesquisas e levantar soluções que possam ser aplicadas, especialmente por meio das várias opções de revestimentos.

Para quem procura por um profissional de arquitetura para elaborar o projeto da sua cozinha, é bom ter em mente o que quer para o ambiente, pesquisando referências e se preparando para passar seus anseios de forma clara.

Se o cliente gostaria de ter uma cozinha que mistura o moderno e o clássico, por exemplo, que tal pensar em uma releitura dos ladrilhos hidráulicos com formas geométricas inovadoras? Para quem deseja uma cozinha mais rústica, misturar acabamentos em madeira com revestimento claro, deixa o espaço prático e elegante. A linha Liverpool atende bem nestes casos.

Cozinha planejada com mesa quadrada pequena, bancada em L com armários embutidos, ladrilhos geométricos na parede e armário suspenso em tons de madeira
Cozinha rústica e moderna com bancada e revestimento geométrico (Projeto: Milena Bomediano)

Converse e faça entrevistas

Depois de cliente e arquiteto fazerem suas pesquisas é hora de conversar e validar todas as opções. Para chegar ao que o cliente deseja e aproveitar ao máximo o tamanho e o formato do espaço é preciso conversar, fazer entrevistas e trocar ideias sobre referências até ambos descobrirem o que é melhor para o projeto de cozinha em questão.

Se a ideia é um projeto de reforma de cozinha, é importante observar o espaço e responder perguntas sobre os hábitos de quem a usa: costuma receber visitas? Prepara comida para si mesmo? Isso ajudará a definir prioridades na hora de construir o ambiente e ir além, superando as expectativas.

Área gourmet, com bancada de tijolinhos e quatro bancos em madeira, armários suspensos e pia em tons de madeira
Cozinha rústica em madeira, com detalhes em tijolos (Projeto: Ana Wolf)

Verifique quem cozinha mais na casa

Essa informação é importante porque ajuda a definir uma altura confortável para as bancadas, os armários e a pia. Planejar uma cozinha acessível a todos, mas que privilegie a altura da pessoa que mais utiliza o ambiente é uma forma de deixar o lugar confortável.

Além disso, o morador que tem o hábito de cozinhar precisa dar ideias e propor soluções que vão ajudá-lo no dia a dia.

Armário com forno embutido e geladeira cinza, bancada branca e plantas para decoração em cima da bancada
Cozinha planejada sofisticada e aconchegante com paredes brancas (Projeto: Leonardo Tulli)

Elabore um projeto de iluminação adequado

A cozinha, além de ser um ambiente de reunião e lazer, é também um local de trabalho. Portanto é necessário que se elabore um projeto de iluminação adequado, que permita sua utilização de forma eficaz em qualquer horário do dia e da noite.

Valorize e aproveite ao máximo a iluminação natural. Ela não é somente econômica, como também engrandece as questões estéticas e trazem sensações de aconchego e relaxamento, que são muito importantes neste local.

O uso de lâmpadas de LED é recomendado, já que o espaço precisa de iluminação forte e clara, além de ser uma opção bem econômica. É interessante inserir uma iluminação geral sobre o centro do teto ou sobre a mesa, mas cuidando para não ficar desconfortável aos olhos. Uma iluminação pontual para realçar detalhes e acabar com pontos de sombreamento causado por móveis também é bastante adequado, usando spots ou fitas de LED.

Um objeto que está em alta quando se fala de luz são os pendentes. Eles lembram lustres, porém sem as ramificações e são colocados mais abaixo, com menor intensidade. De fato, eles trazem elegância e aumentam a beleza, mas lembre-se de colocá-lo numa altura adequada.

Bancada em madeira, com três cadeiras cinza, geladeira, filtro de água e armário com iluminação embutida
Cozinha integrada com bancada em ilha e piso porcelanato (Projeto: Jéssica Negrão)

Escolha os móveis

Quando pensamos em um projeto de cozinha planejada, são vastas as opções. Os móveis serão feitos conforme a vontade do cliente e, por isso, é preciso que a escolha seja feita com cuidado, tanto em fatores estéticos, quanto em sua funcionalidade.

Antes de decidir os móveis vale a pena pesquisar bastante o estilo de cozinha desejada e qual o mobiliário adequado. No caso de uma cozinha vintage, por exemplo, pense em qual década deseja representar e quais as cores e formas que combinam com o espaço.

Se for uma cozinha planejada minimalista, esqueça detalhes supérfluos, como puxadores, que podem ser substituídos por cavas nas portas e gavetas.

Luminárias suspensa em cima da bancada de granito preta, com três bancos preto com detalhes em mental, pia e bancada preta com churrasqueira e armário com portas brancas
Cozinha com detalhes pretos, luminárias suspensas e piso clean (Projeto: Aercio Santiago)

Pense em locais de fácil acesso para pequenos eletrodomésticos

É importante separar um lugar específico para guardar liquidificador, batedeira, fritadeira elétrica, entre outros. Deixe também um espaço para os eletrodomésticos que podem ser comprados no futuro. Isso agrega valor ao projeto da cozinha planejada e o tornará funcional por muito tempo.

E, uma dica importante é medir com antecedência os principais eletrodomésticos, como geladeira, fogão ou cooktop e micro-ondas. Isso porque eles devem ser analisados ainda durante a fase de projeto, para definir os espaços no armário de cozinha planejado.

Armário com microondas, fogão e geladeira embutidos. Bancada, chão e porta em branco com utensílios coloridos
Cozinha otimizada, com armário suspenso, eletrodomésticos embutido (Projeto: Nicole Finkeel)

Defina o layout da cozinha

O layout pode ser definido como um esboço, um desenho do projeto que mostra as ideias, distribuição e organização da obra a ser edificada. Na cozinha planejada as possibilidades para a elaboração de essa etapa é amplificada e de extrema importância, já que as peças serão fabricadas conforme os tamanhos e encaixes que ali foram decididos.

Cozinha toda em branco, com bancada lisa branca e três cadeiras estofadas. Mesa posta com pratos e taças, armário embutido e fogão e forno embutido
Cozinha planejada clean, com bancada, pia, armário em tons brancos (Projeto: Emporio Portobello)

Estabeleça um sistema de exaustão

Muitas vezes é impossível evitar que os preparos na cozinha liberem odores e fumaça, além de ser bastante comum o surgimento de mofo em alguns pontos. Para resolver esse problema é preciso inserir um sistema de exaustão adequado ao ambiente.

Existem três tipos mais comuns: o exaustor, a coifa e o depurador. O exaustor é um aparelho instalado a cerca de 2,5m do chão e possui uma hélice. Sua função é, com essa hélice, retirar o ar quente com partículas de gorduras que se concentram no alto e trocar por ar frio, que está do lado de fora. Em relação à temperatura do ambiente, ele é o que melhor propícia conforto térmico. Porém, é menos eficaz no que diz respeito a eliminação de gorduras e cheiros.

Já a coifa é um sistema de parede ou de ilha que possui dois modos: o exaustor e o depurador. No modo exaustor, ela realiza a mesma função que explicamos anteriormente, fazendo a troca de ar. Já na função depurador, ela captura o ar quente e gorduroso, passa por um filtro e o devolve puro ao ambiente, sendo bem mais eficiente neste aspecto.

Por fim, o depurador realiza também a limpeza de gordura, através de uma placa de inox. É menos potente que uma coifa e necessita de higienização constante, caso contrário sua eficácia diminuir e a gordura volta a impregnar o ambiente. Ele é bastante indicado para cozinhas menores, visto que a coifa possui um duto que lembra uma chaminé, que nem todo ambiente comporta.

Cozinha com ilha pequena central e exaustor cinza em formato de tuboÁrea
Área social integrada em tons cinza com o revestimento clean (Projeto: Bruna Balestieri)

Integre ambientes

Integrar ambientes pode ser interessante para ampliar o espaço da cozinha planejada. Essa solução da arquitetura ajuda a proporcionar mais momentos de relaxamento e conveniência com a família e amigos, ao celebrar bons momentos juntos.

Uma bancada de refeições vinculada à bancada de trabalho ou à sala, na própria cozinha, também pode estimular interações e conversas agradáveis.

É um conceito vantajoso para casas que não tem copa ou em casos de cozinhas muito pequenas que precisam da sensação de se expandir. Nesses projetos, uma das paredes dá lugar a uma bancada que pode funcionar como mesa ou base para cooktop.

Ambiente integrado com mesa retangular de oito lugares branca com pés em madeira, oito cadeiras estofadas branca com madeira. Ilha de cozinha com bancos, fogão, geladeira e pia
Espaço social de lazer integrado, com cozinha e área de jantar no piso porcelanato (Projeto: Cássio Olivato)

Escolha bem o tipo de revestimento

O revestimento da cozinha é importante não só pelo aspecto decorativo. É uma área que precisa de resistência, impermeabilidade e durabilidade, visto que reformas ali causam grande transtorno para os moradores. Os três pontos de revestimento são as paredes, os pisos e o backsplash.

Revestimentos de parede

Não é obrigatório instalar revestimentos cerâmicos em todas as paredes da cozinha. Ainda assim, nós recomendamos que sim, principalmente em cozinhas com pouca ventilação, ou simplesmente por uma escolha decorativa.

Os revestimentos cerâmicos são de fácil higienização, ponto importante, visto que acúmulo de sujeira é comum nesse ambiente. Os revestimentos de parede para cozinha podem adicionar textura, cores e outros detalhes à decoração, deixando o ambiente único. Em cozinhas onde as cores são mais neutras, usar revestimentos diferentes pode dar um charme todo especial para a cozinha, sem pesar na decoração.

Bancada, prateleiras suspensas, chão e revestimento de parede lisos com cadeiras em madeira escura
Apartamento Escultórico, espaços integrados e revestimento claro (Projeto: Portobello S.A)

Pisos

Os pisos para cozinha devem ser fáceis de limpar, não podem ser escorregadios e, claro, devem ser estilosos, favorecendo a decoração do espaço. Além disso, uma dica importante é sempre avaliar o tráfego, que pode ser leve ou intenso, escolhendo a resistência correta do material.

Tanto para piso, quanto para revestimento de parede, o porcelanato tem sido uma excelente escolha. Isso porque está disponível em diversas opções, inclusive reproduzindo elementos naturais, como mármore e madeira e oferecendo modelos para tráfego intenso e áreas molhadas.

Bancada central na cozinha com dois bancos estofados preto e pés de madeira. Armário com espelho, piso de porcelanato e geladeira cinza embutida
Cozinha planejada com piso inteiro em porcelanato (Projeto: Archibox Arquitetura)

Backsplash

O backsplash é a parte da parede que se localiza entre bancadas ou pias e armários superiores. Além de criar um detalhe estético, com um revestimento diferente, pode-se pensar que são as áreas mais molhadas e com maior tendência a se sujar — optar por um revestimento mais escuro pode ser uma ótima escolha.

Cozinha ampla aberta, com escadas laterais, ilha cinza na bancada com geladeira e pia. Armário suspenso com utensílios, livros e plantas na decoração
Área de lazer no térreo com balcão em tom cinza (Projeto: Bia Guedes)

Leia também: Porcelanato para cozinha pequena - veja modelos

Escolha bancadas bem dimensionadas

Bancadas bem dimensionadas ajudam muito a preparar as refeições e são praticamente indispensáveis. Se a cozinha for pequena, vale a pena optar por eletrodomésticos menores para ter um espaço confortável no dia a dia.

Outra boa dica para ampliar o ambiente é investir em bancadas de cozinha em porcelanato, em tons claros e contrastes minimalistas.

Bancada retangular com espaço para duas cadeiras quadradas cinza e pés preto. Fogão e forno embutido na pia, plantas suspensas no armário
Cozinha planejada com televisão e bancada (Projeto: Amanda Miranda)

Defina o material da bancada

As bancadas necessitam de resistência, visto que vão aguentar peso e ali serão manuseados alimentos e utensílios. Os materiais comumente usados são o inox, porcelanato e pedras, em especial o granito.

Bancadas de inox

As bancadas de inox são mais usadas em cozinhas profissionais, porém começaram a se espalhar também nas residenciais, pois não oxidam e sua higienização é simples.

Bancadas de granito

É o material mais comum para bancadas de cozinha no Brasil. Sua principal vantagem é a acessibilidade. Mas não oferece alta performance.

Bancadas de porcelanatos

Pensando em um espaço mais gourmet, as bancadas de porcelanatos estão em alta, não só pela beleza, mas pela qualidade, alta resistência e facilidade de limpeza. O uso de uma cuba moderna e materiais de porcelanato, com certeza, trarão beleza e classe para a cozinha.

Elas são super funcionais e versáteis. É possível executar a bancada de porcelanato em várias superfícies. Recomendamos optar por grandes formatos, para evitar emendas, e acabamento natural, mais resistente a riscos.

Officina Portobello oferece soluções únicas na arte da porcelanateria. Combinação de maestria artesanal e tecnologia de ponta para cortes especiais, objetos de design, mobiliário e bancadas. Não deixe de conferir!

Verifique a funcionalidade do ambiente

É comum que o espaço já exista na hora de fazer o projeto de cozinha, por isso as saídas de água e as tomadas já estarão colocadas. Na hora de planejar, é preciso se adequar a essas condições ou fazer uma obra ainda maior para mudar as instalações do lugar. Tenha a certeza de que os fios não ficarão pendurados e que todos os aparelhos poderão ser ligados sem que um atrapalhe o outro.

Outro ponto importante é a abertura das gavetas e das portas do fogão, dos armários e do próprio ambiente. Nenhuma delas deve bater na outra e nem impedir a circulação de pessoas. Em locais muito pequenos, opte pelos modelos que deslizam ou por displays giratórios que não precisam de portas.

Armários com muitas gavetas não são tão usados atualmente. Agora, a tendência são os gavetões que podem abrigar panelas e potes ou até mesmo servir como despensa ou lugar para colocar temperos.

Apartamento clean, sofisticado e piso porcelanato (Projeto: Mn Arquitetura e Interiores)

Não esqueça os detalhes

O projeto de cozinha não é feito somente de móveis, paredes e piso. Os detalhes, como torneiras, puxadores e o acabamento em porcelanato ajudam a valorizar o produto final.

Portanto, não deixe de procurar todas as possibilidades que existem nesse campo, quais mais combinam com o desejo do cliente e com o que arquiteto ache adequado, priorizando a diferença que esses pormenores fazem. Só assim você garante a total satisfação na hora de entregar uma cozinha planejada linda.

Bancada em formato de L, toda branca. Chão branco em porcelanato e parede branca
Cozinha integrada em tons claros e piso porcelanato esmaltado (Projeto: Ulli Almeida)

Extra: dicas de decoração de cozinhas planejadas

Uma boa decoração é fundamental para deixar a cozinha planejada de acordo com seu estilo e personalidade e, para isso, é muito importante considerar as cores.

Use tons neutros e sóbrios

Para quem gosta de tons mais neutros e sóbrios, que são capazes de tornar o ambiente ainda mais modelo e estiloso, a cozinha preta, assim como a cozinha branca, são excelentes opções.

Ouse nos detalhes

Mesmo em espaços criados com cores neutras e que nunca saem de moda, o projeto ainda pode contar com detalhes ousados como revestimentos nas paredes com detalhes únicos, móveis ou eletrodomésticos coloridos.

Ambiente integrado, com cozinha de acesso livre e revestimento no teto (Projeto: Juliana Pipi)

Atente-se ao tamanho do ambiente

Outro ponto essencial para definir a decoração é considerar o tamanho do ambiente. Afinal, mesmo em apartamento e em cozinhas pequenas é possível criar espaços planejados e otimizados, trazendo mais funcionalidade e praticidade ao dia a dia.

Gostou das nossas dicas? Achou as informações úteis? Então compartilhe agora mesmo o conteúdo nas suas redes sociais para que seus contatos também conheçam as vantagens de uma cozinha planejada!

Você pode encontrar os melhores revestimentos para cozinha planejada na Portobello.

Continue acompanhando o Portal Archtrends para ficar sempre por dentro das melhores tendências de decoração e arquitetura. Até o próximo post!

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

  1. MUITO BOM ESTE SITE FICAMOS POR DENTRO DE MUITAS DICAS PARA NOSSA REFORMA OU CONSTRUÇÃO.

  2. Amei as dicas. Eu mesma estou elaborando a minha cozinha planejada e através de vcs estou tendo diversas idéias. Vcs me ajudaram muito com suas dicas e fotos. Assim que a minha estiver pronta envio a vcs.

  3. Acho interessantíssimo os armários altos, leigo que sou vou acreditar que necessita-se de escadas para acessar. É isso mesmo?



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2022- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies