14.01.2022
Avaliação
()
14.01.2022
Crédito: Denise Wichmann, divulgação
0

Oásis providencial

minutos de leitura
Sensação de brisa leve vinda do lago espalha-se pelo interior da morada praiana, reforçada pela sequência de MS Barcelona Acero 90x90 no piso, escolha importante no projeto da arquiteta Cristiane Trommer, refúgio nos períodos de auge da pandemia.
minutos de leitura

Até na varanda junto à piscina e no abrigo dos carros, a arquiteta especificou o porcelanato Portobello com “um tom de cinza lindo”. O revestimento, que lembra o céu enuviado refletido no mar do litoral norte gaúcho, faz a base em toda a casa, de 365 metros quadrados de área, erguida em terreno de 450 metros quadrados, em condomínio horizontal na praia de Xangri-lá. 

A proposta monocromática com MS Barcelona Acero 90x90 cria amplitude visual e beleza (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

– Adoro esse material, tem uma cor linda e pouca manutenção – reitera Cristiane, sobre o porcelanato que ainda amplia visualmente, usado no mesmo tom em toda a base.

Na sequência do piso, o canteiro do lindo jardim invade a casa e acrescenta verde à composição (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

Na piscina, o revestimento é de porcelanato Barlavento Caribbean. Junto a ela, um spa, cuja temperatura pode ser regulada diferentemente do restante, completa a proposta alternativa ao banho de mar.

Trommer
A cor do Barlavento Caribbean da piscina marca a paleta cromática do exterior e da área de convívio interna integrada (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

Prioridade que determinou a planta desta casa é a estrutura de lazer em ambientes de convívio integrados, desde o espaço gourmet, jantar e estar com lareira, todos conectados à varanda externa com a piscina na sequência. Para o descanso, a família conta com quatro suítes no segundo pavimento e uma no térreo. Esse cuidado de ter um refúgio próximo não excluiu a criação de um espaço reservado para a futura instalação de um elevador.

O escritório Oficina Art of Building, com sede na praia vizinha Capão da Canoa, foi responsável por todos os projetos desta residência litorânea: arquitetônico, estrutural, hidrossanitário, elétrico, interiores, paisagismo e piscina. Cristiane conta que ela e sua equipe acompanharam a obra do início ao fim, fornecendo todos os detalhamentos necessários para que o resultado fosse fiel ao projeto, porque, neste caso, a Oficina não executou a obra, que levou 11 meses para ser concluída.

Trommer
Uma parede azul junto ao jantar dialoga com o tom do porcelanato na piscina (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

– Minha maior preocupação em todos os projetos é apresentar aos clientes uma casa funcional, prática, com pouca manutenção, sem desperdício de área (odeio corredores), 

com espaços bem conectados, com iluminação natural, mas que, ao mesmo tempo, preserve a privacidade – resume.

Trommer
Todos os ambientes de convívio têm o layout voltado para a área de lazer externa (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

Em uma casa de praia, a integração dos ambientes e a conexão com o exterior são ambos importantes pois reunir a família e os amigos em torno da piscina, da churrasqueira e da lareira requer espaços mais amplos, livres, integrados e conectados. O casal e seus três filhos adolescentes gostam muito desses espaços fluidos, experiência diferente daquelas no apartamento em Porto Alegre.

Assim, a casa de veraneio é frequentada aos finais de semana o ano inteiro e, durante o auge do confinamento, em função da pandemia, a família ocupou direto a casa. Para o conforto térmico durante o inverno, há a lareira e os splits e, claro, a contribuição de uma boa orientação solar, “bem pensada neste sentido”, conforme a arquiteta. Se o caso for reduzir a insolação, cortinas nos panos de vidro garantem conforto térmico nos dias quentes. Nos contrapontos de materiais estruturais, inclusive, os tons naturais claros e escuros marcam interiores e a volumetria, que conta com o concreto aparente e a grápia maciça nos ripados externos e internos. A arquiteta destaca ainda o toque das parcerias de Simone Jardim no projeto luminotécnico e com uma empresa no paisagismo.

Trommer
O projeto luminotécnico inclui sequências de luminárias decorativas por setores (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

Trommer
De vários ângulos, o paisagismo dá o toque final à arquitetura da casa (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

Trommer
Espécies resistentes ao clima litorâneo e de fácil manutenção são as ideais para moradas de praia (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

– Costumo conversar muito com os clientes antes de lançar o projeto para que a casa reflita o estilo de morar deles – ressalta Cristiane, ao contar que foram adotados no projeto de interiores vários móveis, objetos e obras de arte do acervo da família.

Em geral, em seu repertório criativo, Cristiane especifica porcelanatos em grandes formatos (120x120) no piso, “pois dão amplitude ao ambiente” mas, nos casos em que o orçamento não comporta, o 90x90 cumpre a função e também gera beleza às propostas configuradas pelo talento da autora. Do mesmo modo, a arquiteta emprega lastras em bancadas de ilha do espaço gourmet e nos painéis de TV e lareiras. 

Trommer
Arquiteta Cristiane Trommer tem vasto portfólio de clientes com diferentes perfis (Crédito: Denise Wichmann, divulgação)

Como Cristiane Trommer tem em seu portfólio diversos perfis de clientes, especifica materiais conforme as suas peculiaridades. Em comum em todos os projetos, há o cuidado que a profissional tem ao escolher produtos e tecnologias com excelência em qualidade e design, o que a leva a especificar porcelanato Portobello. Cristiane já foi premiada como destaque regional, integrou o seleto Coletivo Criativo de Kopenhagen e teve o seu nome destacado mais uma vez, ao ser selecionada para o grupo do Coletivo Criativo com destino a Doha.

A imagem dos prédios do arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, do Bjarke Ingels Group (BIG), é uma das lembranças marcantes da experiência em Kopenhagen, durante a imersão do primeiro Coletivo Criativo do qual a arquiteta participou (Cristiane está de casaco branco)
Integrada ao grupo de profissionais em busca de inspiração para as propostas para a Portobello que viriam após a viagem a Kopenhagen. Em breve, será a vez de repetir a experiência em Doha

LEIA TAMBÉM: Doha: as mesquitas e os arranha-céus que florescem no deserto

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2022- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies