08.08.2022
Avaliação
0
(0)
casas flutuantes de papelão
Entrada de uma das casinhas flutuantes (Foto: Ana Luiza Camargo)
0

Casas flutuantes sustentáveis - de papelão!

As casinhas flutuantes são recicláveis, modulares e feitas de um material inusitado: papelão! Confira de perto os detalhes desse projeto holandês
minutos de leitura

Esse projeto de arquitetura já se destaca por ser extremamente compacto, modular e sustentável. Mas o que mais surpreende é a sua materialidade: as casas são feitas de papelão! Isso mesmo, 24 camadas de papelão fazem parte da estrutura interna das paredes desse projeto inusitado. 

As casinhas flutuantes, chamadas de Wikkelboats, estão localizadas na cidade de Roterdã, na Holanda. Assim como mostramos nos textos da Fazenda Flutuante e do Floating Offices, parece que essa tendência das construções flutuantes sustentáveis realmente veio para ficar por aqui. 

casa flutuante de papelão
Vista lateral da casinha flutuante, construída com sete módulos (Foto: Ana Luiza Camargo)
casas flutuantes de papelão
Entrada de uma das casinhas flutuantes (Foto: Ana Luiza Camargo)

O conceito modular desse projeto é interessante, inteligente, eficiente e sustentável. 

Cada módulo é formado por: 4,6 metros de comprimento x 1,2 metros de largura x 3,5 metros de altura. Os módulos podem ser conectados até formarem o espaço desejado. Três seriam o mínimo de módulos necessários para configurar uma casa com banheiro e cozinha.

Em Roterdã, foram instaladas quatro dessas casas destinadas a alojamento de curtas temporadas. São casinhas de férias compactas, com todos os equipamentos e facilidades necessárias para uma estadia confortável.

casa flutuante de papelão
Casa de apoio dos funcionários, equipe de limpeza e recepção (Foto: Ana Luiza Camargo)
casinha de papelão
Interior de uma casinha para seis pessoas, sala de jantar e acesso ao deck privativo com jacuzzi e vista para o rio Maas (Foto: Ana Luiza Camargo)
Armário de papelão
Armário compacto possui uma cama de casal embutida, num espaço multifuncional (Foto: Ana Luiza Camargo)

Você pode alugar um Wikkelboat para relaxar, passar a noite e/ou até reservar reuniões. As pessoas que já se hospedaram em uma dessas casinhas dizem se surpreender com a compacidade do espaço que, apesar de pequeno, oferece o essencial e possui um pé direito relativamente alto, proporcionando sempre iluminação natural e vistas para o exterior. 

Talvez por conta do espaço limitado, durante a experiência algumas pessoas se inspiram a pensar de maneira diferente sobre a sua vida e necessidades cotidianas… às vezes precisamos de bem menos do que temos.

armários em módulos
Cozinha compacta à direita e armários em todos os módulos para aproveitar cada espaço de maneira eficiente (Foto: Ana Luiza Camargo)

A respeito dos materiais e aspectos técnicos da arquitetura desse projeto: por serem pré-fabricadas, as casas podem ser montadas em até 48 horas, configurando uma construção de baixo impacto e sustentável. Também são autossuficientes, pois possuem painéis solares nos tetos que geram energia suficiente para a casa de temporada. 

As paredes são envoltas em 24 camadas de papelão ondulado, a partir de uma técnica de compressão e colagem, com uma camada impermeável e, ao redor dela, o revestimento em madeira da fachada exterior, e, no interior, placas de madeira de pinho. Essa técnica de construção foi testada e aprovada, podendo ser resistente por no mínimo 50 anos.

módulo compacto de armário
Módulo frontal com armário compacto que esconde uma cama de casal e mais armários (Foto: Ana Luiza Camargo)
Banheiro com chuveiro, vaso sanitário, pia e armário embutido
Banheiro com chuveiro, vaso sanitário, pia e armário embutido com uma mini lava-roupas (Foto: Ana Luiza Camargo)
Vista do deck da casa
Vista do deck da casa com sofá, jacuzzi e, ao fundo, o Floating Offices Rotterdam (Foto: Tim Koning)

Esse mesmo sistema de construção já foi implementado em parques, praias e até em coberturas de edifícios. Por ser uma construção rápida, prática, leve e de baixo impacto ambiental, tem ganhado muita popularidade por aqui e em outros países europeus como o Reino Unido, Bélgica, Dinamarca, França e Alemanha.

Compartilhe
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas
Sua avaliação

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Ana Luiza Camargo
Colunista
Correspondente internacional

Correspondente internacional Archtrends Portobello em Roterdã, na Holanda. Arquiteta e Urbanista, mestre em arquitetura...

Conhecer artigos



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.