30.10.2023
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
A 9ª edição do Casa Vogue Experience acontece em uma galeria no edifício JFL 125, que possui projeto arquitetônico assinado pelo escritório Aflalo/Gasperini Arquitetos. Na foto acima, detalhes de um ambiente decorado no Casa Vogue Experience 2022 (Foto: Fran Parente/Casa Vogue)

O que fazer em São Paulo em novembro

calendar-blank-line
30.10.2023
O Casa Vogue Experience agita o mercado de arquitetura e design em novembro. Quem vier a São Paulo para o evento também poderá visitar a recém-reaberta Casa das Rosas e conferir interessantes exposições de design no Museu A Casa e no Mube, além de muito mais!
minutos de leitura

1| Casa Vogue Experience 

A programação da mostra tem talks, entrevistas e workshops, além dos ambientes decorados pela equipe de Casa Vogue (Foto: divulgação)

Em sua nona edição, o Casa Vogue Experience acontecerá em uma galeria em vez de residências, diferente de como costumava ocorrer até então. O local escolhido para a mostra de 2023 é um grande salão com pé-direito monumental, em Pinheiros. Também serão criados ambientes conceituais, no estilo dos editoriais que a Casa Vogue produz para seus ensaios fotográficos. Este ano, o tema do evento é Novas Perspectivas e propõe uma série de reflexões sobre o morar. Além da mostra de décor, a programação tem talks, entrevistas e workshops com nomes de destaque do mundo da arquitetura, design, gastronomia, arte, cultura e lifestyle. A programação completa será divulgada em breve nas redes sociais da Casa Vogue. 

Serviço
Período: 21 a 26 de novembro
Ingressos e horários a serem divulgados nas redes sociais da Casa Vogue
Localização: Avenida Rebouças, 3084, Pinheiros
Dica: Aproveite a visita ao Casa Vogue Experience para conhecer também o Casa Vogue Living Market, um espaço-conceito de decoração, design, arte e lifestyle com curadoria da revista, que ocupa uma galeria de 150 m² no térreo do edifício JFL 125.

2| Reabertura da Casa das Rosas 

O casarão dos anos 1930 reabre ao público após dois anos de restauro  (Foto: Divulgação/Reprodução)

O Museu Casa das Rosas reabriu no final do mês passado após passar por restauro ao longo dos dois últimos anos. Assinada pelo arquiteto Ramos de Azevedo, a mansão em estilo clássico francês, com trinta cômodos, ficou pronta em 1935. Foi ali que seus herdeiros viveram até meados da década de 1980. Desde 1991, o local passou a funcionar como espaço cultural. Agora, uma nova fase se inicia. A Casa das Rosas volta a exibir elementos originais, como gárgulas (esculturas características da arquitetura gótica incluídas no alto de edificações), adornos de metal e até papéis de parede, que foram cuidadosamente recuperados. Mais do que conferir o novo aspecto do casarão, o público poderá conhecer uma exposição inédita: Vivências do Novo. No térreo, a primeira parte da mostra apresenta instalações com imagens históricas da Avenida Paulista e da própria Casa das Rosas, em registros que narram as transformações urbanas, culturais e artísticas de São Paulo. Na segunda parte, no piso superior, estão expostas obras de 15 artistas contemporâneos.

Serviço
Período: até 13 de dezembro
Entrada gratuita
Horários: terça a domingo, das 10h às 17h30
Localização: Av. Paulista, 37, Bela Vista

 3| Design da Amazônia no Museu A Casa

Aspectos da arquitetura e da cultura amazônica são enaltecidos na mostra idealizada pelo designer paraense Carlos Alcantarino (Foto: divulgação)

Assoalho alto para lidar com a maré cheia. Paredes coloridas nas casas. Frases pintadas em embarcações. Carimbó e guitarrada ecoando ao longe. Estes e outros detalhes da cultura amazônica se tornaram mote da exposição Caboclos da Amazônia, idealizada pelo designer paraense Carlos Alcantarino, radicado no Rio de Janeiro há cerca de quarenta anos. Organizada em quatro áreas (arquitetura, interiores, letras e música), a mostra conta com mais de 300 peças que revelam desde o trabalho dos “abridores de letras”, como são chamados os pintores de barcos, até as trilhas sonoras que costumam embalar o dia a dia da população, passando pela criativa arquitetura, totalmente adaptada ao território onde está inserida. São aspectos muito comuns a quem está imerso na rotina local – e por isso mesmo extremamente ricos em identidade própria. Imperdível. 

Serviço
Período: até 7 de janeiro
Entrada gratuita
Horários: terça a domingo, das 10h às 18h
Localização: Av. Pedroso de Morais, 1216, Pinheiros 

4| Arte, arquitetura e mobiliário no MuBE

A mostra é a primeira individual da artista paraense Elisa Arruda em um museu de São Paulo (Foto: reprodução/divulgação)  

Elisa Arruda é uma jovem e premiada artista visual paraense, que agora ganha sua primeira exposição individual em um museu em São Paulo, no Mube - Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia. Intitulada Deslocamento Construtivo, a mostra reúne peças que versam sobre arquitetura e mobiliário. Ela, que é mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAU–USP, traz ao público paulistano itens produzidos com papel e também um desdobramento de seu trabalho com esculturas apresentado na Bienal das Amazônias, no Pará. A curadoria é de Guilherme Wisnik e Olivia Abrahão. O Mube também recebe, ao mesmo tempo, a exposição Torções, com esculturas de Ascânio MMM, em fino diálogo com as peças de Arruda. 

Serviço
Período: até 26 de novembro
Entrada gratuita
Horários: terça a domingo, das 11h às 17h
Localização: Av. Europa, 218, Jardim Europa 

Dica: Aos sábados e domingos, às 11h30 e às 14h30, o MuBE oferece, na marquise do museu, diferentes atividades gratuitas que dialogam com as  exposições em cartaz. 

5| Arte inflável na Oca

BlowUp: um sopro de diversão é uma exposição sensorial com infláveis enormes na Oca, no Parque Ibirapuera (Foto: Reprodução/Divulgação) 

Um mundo onírico com jogos de luzes, formas e muitas cores se revela dentro da Oca, no Parque Ibirapuera. Ali, pessoas de todas as idades se divertem entre esculturas infláveis gigantes que podem ser sentidas e tocadas, ao longo dos três andares do prédio. São mais de 500 obras espalhadas pelo espaço, organizadas em quinze módulos. Os ambientes convidam à interação social e brincadeiras, em uma mostra tão divertida quanto bela. Um dos objetivos da exposição, inspirada em outras que já passaram por Madri e Paris, é justamente ser um sopro de leveza aos visitantes, propiciando momentos de relaxamento em meio a uma estética extravagante. 

Serviço
Período: até 11 de fevereiro de 2024
Ingressos: R$ 25 (meia) e R$ 50 (inteira) de terça a sexta; R$ 35 (meia) e R$ 70 (inteira) de sábado, domingo e feriado
Horários: terça a sexta, das 11h às 20h; sábado, domingo e feriado, das 10h às 21h
Localização: Oca – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, Portão 2, Ibirapuera
Dica: os ingressos estão à venda na bilheteria física do evento de terça a domingo das 12h às 19h e também no site

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
ESC PARA FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

O que fazer em São Paulo em novembro...

O que fazer em São Paulo em novembro

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Maria Clara Vieira
Colunista
Colunista

É formada em jornalismo e mestre em comunicação, ambos pela USP. Soma oito anos...

Conhecer artigos



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies