15.12.2022
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
A escada interna deve ser pensada para fazer parte da decoração (Projeto: Lilian)

Escada interna: tire suas dúvidas e confira modelos de projetos

 minutos de leitura
calendar-blank-line
15.12.2022
Pensando em colocar uma escada interna na sua residência e não sabe por onde começar? Nós preparamos este conteúdo com ótimas inspirações que te ajudam a tirar os projetos do papel
minutos de leitura

A escada interna é indispensável em casas que possuem mais de um andar e, em alguns casos, pode virar uma estrutura de destaque. Por isso, uma das suas finalidades é contribuir com a transformação e decoração do ambiente, deixando os espaços cheios de personalidade e criando um visual belíssimo para a residência. Vamos falar mais sobre este assunto? Confira a seguir tudo o que você precisa saber.

Onde colocar uma escada interna?

O lugar para colocar a escada residencial varia de acordo com a metragem do espaço.

No caso de ambientes maiores e com o pé direito mais alto, vale a pena apostar no estilo de escada em L, posicionada no meio ou até solta no ambiente, pois o seu modelo ajuda a dividir dois espaços, como a sala de jantar e estar. Um ótimo acabamento ajudará a destacá-la.

Já em espaços compactos e estreitos, o melhor é colocar a escada na transversal ou ainda posicionada mais ao canto da casa.

Escada interna de cor branca com uma planta em um vaso decorando.
O espaço disponível ajuda a escolher o lugar perfeito para colocar a escada (Projeto: Portobello)

Qual deve ser a largura da escada interna?

A largura da escada interna deve ser de, no mínimo, 80 cm. Porém, esse dado deve variar de acordo com o uso, fluxo de pessoas e com as normativas locais. A parte a ser pisada, ou seja, sua profundidade, tem, geralmente, entre 27cm e 30cm e a altura entre os degraus, que chamamos espelho, entre 15,5cm e 19cm.

Ainda seguindo as normativas de acessibilidade, a cada mudança de direção da escada é preciso um patamar, ou seja, um descanso intermediário, para que o trânsito seja tranquilo. Além disso, outra condição para que o patamar em uma escada é quando um lance passa de 15 degraus ou ultrapassa 2,90m de altura.

Área de entrada de uma casa com a porta de madeira e as paredes de vidro, com uma escada de madeira larga e comprida.
Além de conectar os andares, a escada pode valorizar o ambiente (Projeto: Portobello)

Quais são os tipos de escada interna?

Existem diferentes modelos e formatos de escada interna para sugerir em um projeto. Qual é o melhor? Depende muito do espaço disponível e de como o profissional de arquitetura pretende otimizar o espaço.

A ideia é escolher aquele tipo de escada que mais se encaixa, tanto ao espaço quanto à decoração do ambiente, focando sempre na perfeita harmonia. Para te ajudar a organizar as opções, veja a seguir uma lista com ideias de escada para o seu projeto.

Escada reta

A escada reta é o modelo mais comum que conhecemos, que é construído em uma única direção, ou seja, aquelas que não fazem curva ou não apresentam nenhuma virada. É um tipo de escada interna ideal em casas menores, mas nada impede seu uso em espaços maiores.

Entre as vantagens do seu uso podemos destacar que a escada reta é uma versão mais simples de se construir e combina com diferentes estilos de decoração. Por seu formato reto, é possível utilizar acabamentos variados, o que instiga ainda mais a criatividade na construção.

Como é mais tradicional e geralmente possui apenas um lance, é uma opção segura para casas com crianças e idosos.

Sala de estar de uma casa com duas poltronas e uma mesa de centro pequena de madeira. Uma escada reta cinza.
A escada reta é ideal para ambientes espaçosos (Projeto: Portobello)

Escada caracol

Outro formato de escada interna que sempre vemos em projetos arquitetônicos é a escada em caracol, ou escada espiral como também é conhecida. Como o próprio nome sugere, a escada possui um eixo central que liga os degraus, formando um espiral até o próximo andar.

É um estilo de escada interna que oferece um destaque para a decoração, já que sua estrutura é praticamente uma escultura sofisticada.

Uma das vantagens desse formato de escada interna é a economia de espaço, pois pode ser aplicada em cantos vazios nos ambientes, ocupando uma área menor do que uma escada reta ou em L, modelo que falaremos a seguir.

Escada em formato de espiral ou caracol.
A escada caracol traz ao ambiente sofisticação e criatividade (Projeto: Portobello)

Escada em L

Esse formato de escada em L se caracteriza por mudar a direção para algum dos lados, formando um ângulo de 90º. Essa leve “curva” pode ser tanto no início da escada como no meio ou no fim dela.

Geralmente esse espaço em que a escada faz a virada, ou seja, a divisão entre os lances, é feito com a aplicação de um patamar ou usando degraus em outros formatos triangulares. A escada em L é mais indicada para ser usada em ambientes maiores e com o pé direito alto.

Escada em L em cor branco e varanda preta.
A escada em L deixa o espaço mais elegante e charmoso (Projeto: Márcia Meluci)

Escada em U

A escada em U tem esse nome porque seu formato, quando vemos a planta baixa de cima, lembra a letra U. É um dos modelos de escada mais indicados para ambientes mais amplos, pois necessita de mais espaço.

Embora tenha um custo um pouco maior em relação a outros modelos de escada, você ganha a oportunidade de aproveitar o espaço embaixo da escada para criar jardins de inverno, escritórios ou bibliotecas, por exemplo.

Como elas se destacam dentro do ambiente é uma ótima oportunidade para ousar nos acabamentos e deixá-la deslumbrante.

Escada em U, com varanda de vidro, e iluminação em cada escalão.
A escada em U dá uma estética diferente com muitas opções de decoração (Projeto: Oficina de Morar)

Escada flutuante

Se você procura uma escada interna moderna o formato flutuante é o que você necessita. Ela não possui corrimão ou guarda-corpo e sua estrutura é embutida na parede lateral, sendo muito segura.

É um visual inovador e que entrega sofisticação. Combina muito bem com ambientes modernos e contemporâneos.

Escada flutuante de madeira em uma casa com iluminação no teto e uma planta no meio.
Sofisticação e modernidade é o que uma escada flutuante pode trazer ao ambiente (Projeto: Portobello Shop Goianesia)

Os diferentes materiais utilizados nas escadas internas

Assim como os formatos, existem diferentes materiais para construir escadas internas como o porcelanato, madeira, ferro ou concreto. Qual é o melhor? Nós vamos falar um pouco dos mais usados em projetos arquitetônicos para te ajudar na escolha.

Escada interna de porcelanato

O porcelanato está entre os materiais preferidos para revestir as escadas internas, por sua versatilidade, durabilidade e pela enorme variedade de opções, já que existem modelos de porcelanato que reproduzem madeira, mármore, concreto, entre outros materiais.

As escadas de porcelanato também são mais resistentes, já que o material garante maior segurança e menos desgaste em relação ao uso no dia a dia, com menos chance de riscos e rachaduras comparado a outros materiais.

O tipo de porcelanato indicado para a escada interna é o porcelanato natural, também conhecido como porcelanato acetinado. Esse material que oferece mais segurança e ajuda a prevenir acidentes, já que não é escorregadio.

Escada de porcelanato com varanda de  vidro.
A escada em porcelanato é uma ótima alternativa com diferentes opções de reprodução (Projeto: Elizabeth Martins)

Escada interna em mármore

O mármore dispensa apresentações, afinal, todo mundo reconhece a sua beleza e poder de transformar qualquer ambiente de forma majestosa. Entretanto, é um tipo de acabamento que tem um valor mais alto no mercado, então, pode aumentar os custos do projeto.

Além disso, por ser um material poroso, o mármore pode sofrer com avarias com o passar do tempo, portanto vale atentar-se a esses pontos, pensando a longo prazo. Uma boa saída é investir em porcelanatos que interpretam o mármore, uma solução sustentável e mais econômica.

Quanto às cores, uma escada de mármore branco é clássica e se adequa bem a diferentes estilos de decoração, seja o tradicional, o clean ou minimalista.

Entrada de uma casa com um espelho e uma escada em mármore iluminada.
A escada em mármore fica ainda mais elegante e versátil (Projeto: Sophia Romcy de Oliveira)

Escada interna em madeira

A madeira é um símbolo que ajuda a marcar diferentes estilos de decoração, como a rústica, clássica, industrial e até uma étnica. Entretanto, é preciso cuidado na hora de escolher a madeira ideal para a construção de uma escada, porque ela precisa ser resistente e, geralmente, tratada e certificada.

Isso implica em diversos cuidados e um investimento alto para a construção da escada e para a manutenção dela depois, para que se mantenha a qualidade do material. A madeira é bastante porosa e está sujeita ao acúmulo de insetos que podem danificar a sua estrutura.

Então, vale a pena pensar em alternativas para a madeira, que entregam a mesma beleza estética e resistência e também uma pegada mais sustentável. Uma dica é apostar em porcelanato amadeirado, uma opção que proporciona um ótimo resultado.

Sala de estar de uma casa com um sofá e uma escada em madeira.
A escada de madeira traz beleza e imponência ao ambiente (Projeto: Carlos Pardal)

Escada interna de ferro

O ferro combina bem com decorações no estilo industrial. É um material fácil de se combinar com outros como madeira, concreto e até vidro e possui um bom custo-benefício.

Se você não sabe qual modelo de escada combina mais com a sua decoração, a de ferro pode ser uma alternativa bem adaptável e versátil, já que existem vários modelos e combinações diferentes.

Escada interna de ferro.
O espaço fica ainda mais marcante e cheio de personalidade com uma escada de ferro (Projeto: AND Arquitetura)

Escada interna em concreto

Um dos primeiros pensamentos quando falamos de escadas internas é a aplicação de uma escada de concreto, não é mesmo? Ela oferece um mundo de possibilidades de combinações em estilos diferentes de decoração.

Vale a pena combinar o estilo de concreto a mostra ou cimento queimado com madeira, com proteção lateral de vidro, com acabamento em mármore ou granito, por exemplo. Você pode utilizar porcelanato que reproduz concreto ou até mesmo utilizar o concreto natural e fazer os acabamentos utilizando porcelanatos de diferentes estéticas.

Sala de estar e cozinha de uma casa com uma escada em concreto.
A escada em concreto transforma o ambiente e oferece um toque especial na decoração (Projeto: Sussiane Cardoso)

Esses foram alguns exemplos de como você pode inserir uma escada interna no seu projeto e tornar qualquer espaço mais transitável e, ao mesmo tempo, elegante e funcional. Não deixe de conferir outros conteúdos especiais sobre decoração aqui no Portal Archtrends, para colocar suas ideias mais criativas em prática.

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

Escada interna: tire suas dúvidas e confira ...

Escada interna: tire suas dúvidas e confira modelos de projetos

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies