25.04.2023
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
Avaliar
Biombo em off white destaca as formas e o tom coral do mobiliário na Louis Vuitton
Biombo em off white destaca as formas e o tom coral do mobiliário na Louis Vuitton (Foto: Divulgação)

O design inteligente e conectado marca a Semana de Design de Milão 2023

calendar-blank-line
25.04.2023
Chris Ferreira, diretora de branding da Portobello, aponta as principais tendências de home design apresentadas no maior e mais importante evento internacional do setor - entre elas, inspiração na natureza e foco nas pessoas
minutos de leitura

Visitar Milão durante o Salão do Móvel é sempre uma oportunidade de perceber como o design traduz contextos e comportamentos, que, ao final, definem o que as pessoas desejam para si e seus espaços.

Para ouvir o artigo completo, clique no play abaixo:

O longo período da pandemia e a atual desaceleração da economia global transformaram o consumidor e, consequentemente, também o mercado de home design.

A pandemia reconectou as pessoas com a natureza e com a casa, ressignificando as formas e materiais das áreas externas, que ganharam protagonismo, e internas, mais aconchegantes. Esse movimento decretou o fim do minimalismo e das linhas retas, fazendo emergir formas orgânicas e volumes generosos, com superfícies cheias de texturas e relevos, cartela de cores terrosas, pontuadas por verdes e azuis, além de materiais naturais como fibras e argilas. 

Uma história que já conhecemos, mas que evoluiu e vale observar em que direção.

Leia mais sobre a Semana de Design de Milão:

Adicionando o contexto econômico, quando os clientes estão mais seletivos com o consumo, o mercado fica mais pragmático e repercute em ações, produtos e experiências mais objetivas e comerciais. 

E as marcas traduziram em design essas variáveis, que não são as únicas, mas arrisco fazer essa simplificação para identificar e compreender as “tendências” da Semana de Design de Milão 2023.

As formas, materiais, cores e texturas continuam mimetizando a natureza, tendência ainda em ascensão, mas de forma mais elaborada, e colocando o cliente – aliás, prefiro, colocando as pessoas – no centro das decisões. E as pessoas querem conforto, aconchego, praticidade e funcionalidade para viverem com mais intensidade cada espaço. O modo automático deu lugar ao modo humano. Não significa abrir mão da tecnologia, mas subordiná-la ao ser humano. 

As formas orgânicas bem solucionadas e mais ousadas aparecem não só nos sofás, mesas e tapetes, mas também em bancadas e cubas de banheiros, na iluminação e nos cobogós e biombos – peças curinga que criam limites transparentes e se fizeram muito presentes.

Tapete espessurado, boucle e veludo cristal, Cassina
Tapete espessurado, boucle e veludo cristal em composição na Cassina (Foto: Chris Ferreira)





As opções de texturas foram ampliadas, seja na escala de intensidade que vai dos micro relevos suaves aos volumes mais audaciosos, seja nos materiais como vidro, couro e bambu, além dos mais óbvios tecidos, madeiras, concretos, pedras, cerâmicas e metais.

O boucle ainda é onipresente, mas dividiram as vitrines com veludos e “pompons” em estofados e almofadas, combinados com tapetes cada vez mais fofos e espessurados.

A cartela de cores fez um mergulho nos jardins, trazendo tons de rosa como fúcsia e coral, além de sofisticar os tons metalizados com dourados mais claros e opacos e escurecer o inox e a prata. As cores primárias se mantiveram em uma proposta mais glossy, que incluiu a laca como destaque. Mas foi a cartela de crus e off whites em grandes áreas a novidade mais marcante da temporada e que, certamente, é uma proposta mais comercial. 

Poltrona Up em metal opaco na B&B
Poltrona Up em metal opaco na B&B (Foto: Chris Ferreira)

Jardins e florestas estão dentro e fora dos ambientes, muitas vezes complementando a cartela de cores e fazendo dos vasos elementos importantes e que reafirmam as texturas, relevos e materiais da temporada. Paola Lenti é mestre nesse ponto e a Flexform também criou um clima perfeito em seu stand.

A tecnologia proporcionou interações e espetáculos, com destaque para o perfume personalizado na Moooi e as telas com imagens incríveis na Cassina.

poltrona e cadeira de balanço metálica prata, Louis Vuitton na Semana de Design de Milão
Louis Vuitton: o luxo que cria desejo (Foto: Divulgação)

Grandes marcas apresentaram experiências incríveis, transformando em oportunidade o momento econômico e com portfólios prontos para irem direto para os ambientes. 

sala vermelha, Cassina 2023
Cassina: a força da marca expressa no design (Foto: Agostino Osio)

O Salone e o Fuorisalone nos deixam uma mensagem positiva e pulsante, colorida e ousada, mas, sobretudo, conectam de forma eficaz os negócios e o design.

Compartilhe
Avaliação 
Avalie
 
Sem votos
VOLTAR
FECHAR
Minha avaliação desse conteúdo é
0 de 5
 

O design inteligente e conectado marca a Sema...

O design inteligente e conectado marca a Semana de Design de Milão 2023

  Sem votos
minutos de leitura
Em análise Seu comentário passará por moderação.
Você avaliou essa matéria com 1 estrela
Você avaliou essa matéria com 2 estrelas
Você avaliou essa matéria com 3 estrelas
Você avaliou essa matéria com 4 estrelas
Você avaliou essa matéria com 5 estrelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades de arquitetura e design no Brasil e no mundo.

    O Archtrends Portobello é a mais importante fonte de referências e tendências em arquitetura e design com foco em revestimentos.

    ® 2024- Archtrends Portobello

    Conheça a Política de Privacidade

    Entenda os Termos de Uso

    Veja as Preferências de Cookies